• Patrimonio preco justo 2016

Greve dos médicos entra hoje na pauta de discussão da Alepi

Decretada a ilegalidade do movimento, os médicos decidiram recorrer da decisão

29/03/2012 09:32h

A Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Assembleia Legislativa recebe nesta quinta-feira (29), para uma audiência pública, representantes de órgãos e entidades que atuam no setor da saúde no Estado. A audiência atende a uma solicitação do deputado estadual Firmino Filho (PSDB), que argumenta que é necessária a discussão para buscar uma solução para as reivindicações da categoria médica que deflagrou um movimento grevista recentemente.

Foram convidados para participar da audiência representantes das secretarias estaduais de Saúde, Fazenda e Administração, da Prefeitura de Teresina, do Sindicato dos Médicos do Piauí, da Associação Piauiense de Medicina, do Conselho Regional de Medicina, do Ministério Público Estadual e do Ministério Público Federal.

A manifestação dos médicos iniciou no dia 5 de março. A categoria chegou a suspender o movimento, mas retomaram após tentativas frustradas de negociação. No entanto, uma decisão judicial, expedida pelo desembargador Erivan Lopes nesta segunda-feira, obrigou os médicos a voltarem as atividades.

Em Assembleia Geral realizada nesta terça-feira (27), os médicos ligados à Secretaria Estadual de Saúde (Sesapi) aprovaram a proposta de recorrer da decisão judicial. Ao mesmo tempo, resolveram pela manutenção da paralisação dos médicos da Fundação Municipal de Saúde (FMS) até o dia 4 de abril.

O deputado tucano explica que é função do legislativo incentivar o diálogo entre os representantes das entidades médicas e o Governo para que se possa buscar um entendimento que possa garantir a normalidade do atendimento às pessoas que precisam.

"Uma greve tem como seus principais prejudicados justamente aquelas pessoas mais pobres, que não podem pagar um plano de saúde e que acabam ficando impedidas de ter acesso à saúde. O legislativo tem a obrigação de intermediar esse conflito, de colocar as duas partes frente a frente e de tentar uma solução para o impasse. É isso que estamos tentando fazer", argumenta Firmino Filho.

Por: Mayara Martins/Jornal O DIA

Deixe seu comentário


Notícias Relacionadas

Defensora planeja realizar concurso e agilizar interiorização em 2016

Em entrevista, Hildete Evangelista comenta a autonomia orçamentária e administrativa da Defensoria Pública.

há 3 horas

Orçamento da União tem corte limitado a R$ 47 bilhões

A equipe econômica deve mirar um contingenciamento bem menor, de R$ 24 bilhões.

há 18 horas

Câmara de Teresina: 1/3 dos vereadores devem mudar de partido

Levantamento realizado por O DIA aponta que pelo menos 10 dos 29 vereadores de Teresina devem mudar de partido em março, seis meses antes das eleições de outubro.

há 19 horas

Em meio à zika, ministro da Saúde recua da intenção de tirar licença

Com a repercussão negativa do movimento, Castro foi obrigado a recuar e avisou que não se afastaria mais de sua função.

há 19 horas