• Patrimonio preco justo 2016

Alckmin declara voto em Serra nas prévias do PSDB

Concorrem ainda o deputado federal Ricardo Tripoli e o secretário de Energia de Alckmin, José Anibal

17/03/2012 16:55h

O governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB), declarou neste sábado que votará em José Serra nas prévias do partido. "O governo do Estado não tem candidato, deve trabalhar para todos suprapartidariamente e não se envolve em questão eleitoral. Mas, enquanto filiado ao PSDB, militante e liderança do partido, o meu voto vai ser para o José Serra", disse.

Alckmin também destacou a importância das prévias do partido. "Nós vamos respeitar a prévia. Ela é um exemplo de respeito à audiência do partido, vai dar legitimidade para quem for escolhido. Eu acho que a democracia começa em casa, então o PSDB está mostrando maturidade neste processo", afirmou.

Além do ex-governador José Serra, concorrem na disputa interna do partido o deputado federal Ricardo Tripoli e o secretário de Energia do governo Alckmin, José Aníbal. O secretário estadual da Cultura, Andrea Matarazzo, e o secretário do Meio Ambiente, Bruno Covas, desistiram da pré-candidatura no fim de fevereiro, quando Serra anunciou que disputaria as prévias.

Fonte: Terra

Deixe seu comentário


Notícias Relacionadas

Justiça indisponibiliza bens de envolvidos na obra do Centro de Convenções

Irregularidades foram constatadas em laudo pericial da Polícia Federal, bem como numa apuração realizada pelo TCU e Caixa Econômica Federal.

há 15 horas

Lula se reúne com conselheiros de seu instituto, mas não comenta suspeitas

Logo no início da reunião, Lula afirmou que não falaria sobre as suspeitas referentes ao sítio de Atibaia, no interior de São Paulo, e ao tríplex em Guarujá, no litoral do Estado.

há 16 horas

Lula virou alvo porque desafia projeto político da oposição, afirma Cardozo

Cúpula do PT quer que ex-presidente seja candidato ao Planalto em 2018. Para ministro, oposição quer atingir imagem de Lula porque ele é 'muito forte'.

há 21 horas

Presidente afastado da Andrade Gutierrez volta à prisão domiciliar

Solto por volta das 21h de ontem, Azevedo passou pouco mais de 24 horas detido. Esta, no entanto, foi a segunda prisão do executivo.

há 21 horas