• bf the shop
  • elshallon
  • Unimed
  • assinatura jornal

Juiz decreta prisão de réu no 1º júri popular sobre morte de trânsito no PI

Ivan Panichi seria julgado nesta terça pelo atropelamento do garçom João Antônio dos Santos, mas faltou à audiência.

14/11/2017 11:23h

Foi novamente adiado o primeiro júri popular envolvendo um caso de morte por acidente de trânsito no Piauí. O réu Ivan Carlos Carvalho Panichi seria julgado nesta terça-feira (14) pelo atropelamento do garçom João Antônio dos Santos, no ano de 2010, em Piripiri, mas nem ele e nem a sua defesa compareceram à audiência.

Atendendo a um pedido do Ministério Público, que entendeu a ausência como uma tentativa de protelar o andamento processual, o juiz João Bandeira Monte Júnior decretou a prisão preventiva de Ivan.

Logo após o acidente, o réu ficou pouco mais de um mês preso, mas conseguiu um habeas corpus e respondia ao processo em liberdade. Agora, ele deverá ser recolhido à Casa de Custódia.

A advogada Rebeca Ferreira Rodrigues, responsável pela defesa de Ivan, justificou a ausência com um atentado médico. Ela estaria de licença durante dois dias, impossibilitando a sua participação no julgamento. O Portal O DIA tentou contato com ela através do celular informado pela OAB, mas o número conta como inexistente.   

Segundo Givanilda Alves, filha da vítima, o adiamento do júri deixou a família aflita e com medo da impunidade, mas o decreto de prisão trouxe mais alívio. “Vimos ele constantemente, vivendo a vida normal, como se nada tivesse acontecido. Agora estamos acreditando que ele vai ser julgado”, afirma.

A nova audiência foi remarcada para o dia 22 de novembro, às 8h30, no fórum de Piripiri.

Por: Nayara Felizardo

Deixe seu comentário