Portal O Dia

Jovem que confessou assassinato na Vila Irmã Dulce é preso

Antônio Bispo se entregou à polícia ontem, mas facabou liberado por falta de mandado

28/11/2013 10:38

O jovem Antônio José Bispo da Silva Nascimento, 21 anos, que confessou ter matado e carbonizado o corpo de um jovem de 15 anos, identificado como Pimbão, na Vila Irmã Dulce em outubro, foi preso na manhã de hoje na Delegacia de Homicídios em Teresina. Ontem, o rapaz havia procurado a polícia afirmando a autoria do assassinato, mas não pode ficar detido pela ausência de um mandado oficial que autorizasse sua prisão. 

Antônio prestou depoimento à delegada Georgiana Cardoso [foto ao lado], da DPCA, ainda no dia 01 deste mês, mas não havia sido encaminhado para um presídio porque o mandado ainda não havia saído. 

"Eu dei entrada no processo no começo do mês, mas só hoje ele chegou até a Divisão de Homicídios autorizando a prisão. Nós não podemos prendê-lo sem o apoio legal. Só porque é um réu confesso, não significa que tem que ser logo detido. Há todo um processo burocrático a ser seguido", diz a delegada.

Segundo ela, Antônio Bispo confirmou, ter participado do assassinato de "Pimbão" e disse que o que o motivou foi o acerto de contas das dívidas do tráfico. Mas a delegada pontua que o fato de ele ter confessado  não significa que ela seja o único envolvido. "As investigações estão correndo sob responsabilidade da delegada Dília na Homicídios e estão em estágio avançado. Só depois delas é que nós vamos poder dizer com toda a certeza se ele foi o único ou não".

A delegada acrescenta ainda que várias pessoas já foram ouvidas e ainda há nomes para serem chamados. "O fato de ele ter confessado já ajuda muito no andamento do processo e o caso está sim bem próximo de ser elucidado", diz. 

Antônio encontra-se detido temporariamente na Delegacia de Homicídios até receber a ordem de transferência para um presídio. 

Foto: Divulgação


Deixe um comentário

Tópicos ontem, policia, entregou, ficou, detido, mandado, falta, bispo, antonio, assassinato,

Veja também

há 14 minutos
Polícia descobriu ponto de venda ilegal dessas munições.
há 3 horas
Homem portava armas de grosso calibre sem registro.
há 4 horas
Um morreu no hospital e outro acabou preso.
há 6 horas
Mesmo com a imposição, Mainha garantiu que não está fechado e que deverá pensar a que deverá se candidatar.