• bf the shop
  • elshallon
  • Unimed
  • assinatura jornal

Família pede ajuda para encontrar jovem desaparecida em Teresina

Camila Abreu foi vista pela última vez na noite da quarta-feira (26) em um quiosque na Morada do Sol.

29/10/2017 17:05h

A jovem Camilla Abreu está desaparecida desde a última quarta-feira (26) e sua família pede ajuda para conseguir encontra-la. Camilla é estudante universitária e foi vista pela última vez na noite da quarta na companhia do namorado e de uma amiga em um quiosque no bairro Morada do Sol, na zona Leste de Teresina.

Em conversa com o PortalODia.com, o tio de Camilla, Jadeílton Rodrigues, informou que, na quarta-feira, a jovem foi de casa para a faculdade e que depois da aula saiu com a amiga e o namorado. Em contato com a família da moça, o rapaz disse que, na volta, deixou primeiro a amiga em casa e depois seguiu para a residência de Camilla, onde a deixou na porta.

“Ela não entrou. Aqui ela não entrou. Ele disse que deixou ela na porta, mas por aquele portão ela não passou. A gente ligava para o celular dela e ninguém atendia, a gente mandava mensagem e não havia retorno, só no sábado que ligamos e alguém atendeu dizendo que tinha encontrado o celular na margem da BR-343 na altura de altos”, relata o tio de Camilla.

A família, então dirigiu-se até o local apontado, conversaram com as pessoas, mas nenhuma informação concreta foi repassada. As Polícias Militar e Civil já foram acionadas para iniciar as buscas. Esta última, a família de Camilla teve dificuldade em acionar.

“Nós procuramos dois Distritos Policiais e a Central de Flagrantes, mas eles só fazem registro de BO no fim de semana. Estamos tendo que aguardar até amanhã para iniciarem a investigação e as buscas e estamos só perdendo tempo. É uma sensação de impotência e desespero que só aumenta a cada minuto”, relata Jadeílton.

A PM já realiza buscas na região e em Teresina, mas até o momento nenhums pista de Camilla foi encontrada. Quem tiver informações, poderá encontrar em contato com a família da jovem pelos números 99461-4368 e 99477-9434.

Por: Maria Clara Estrêla

Deixe seu comentário