Portal O Dia

Teresina: mulher é assassinada e tem corpo cortado ao meio

Corpo possuía corte da região genital até os seios; vagina foi encontrada na boca da vítima.

16/04/2014 09:01 - Atualizado em 16/04/2014 11:24

O corpo de uma mulher foi encontrado por volta das 6h da manhã desta quarta-feira (16), próximo aos trilhos do metrô, ao lado do cemitério São José, no bairro Matinha, na Zona Norte de Teresina. O assassino quase partiu o corpo da vítima ao meio, com um corte da região genital até os seios. A vagina da vítima ainda foi retirada e colocada dentro de sua boca. O corpo foi encontrado por um homem que passava pelos trilhos do metrô.

Fotos: Yuri Ribeiro/O Dia.

O delegado Robert Lavor, da Delegacia de Homicídios, atendeu a ocorrência. "É um crime com grandes requintes de crueldade. Tudo que sabemos até agora vamos usar para identificar a vítima e então solucionar o caso", disse o delegado, que declarou ainda não saber se o corte foi provocado enquanto a mulher ainda estava viva.

Segundo a polícia, um morador da região disse ter ouvido muitos gritos, entre 1h e 2h da madrugada de hoje. Pelos os relatos, a polícia acredita que houve resistência e luta e que o crime aconteceu no local onde o corpo foi encontrado. O corpo não encontrava-se em decomposição.

A vítima não foi assassinada com arma de fogo e apresentava muitas lesões por todo o corpo, inclusive na cabeça. O corpo será levado para o IML, onde passará por perícia criminal.

Um homem que está com a vizinha desparecida chegou a ir até o local, mas a polícia não permitiu que ele visse o corpo. A família deve procurar o IML para fazer o reconhecimento, pois até agora, a vítima não foi identificada. "Como o rosto foi preservado, acreditamos que não haverá dificuldade em saber quem é a mulher", afirmou o delgado Robert Lavor.

Mulher esquartejada

No dia 14 de janeiro de 2014, o corpo de uma mulher esquartejada foi encontrado no Rio Poti, na zona Leste de Teresina. Três meses depois, a polícia e o IML não conseguiram identificar a vítima. 

A divulgação, pela polícia, de uma identidade falsa atribuída ao corpo, movimentou o caso, mas não serviu para que as investigações chegassem à identificação da vítima e à autoria do crime.

Por: Maria Romero (do local) e Nayara Felizardo (redação)

Deixe um comentário

Tópicos homicidios, recebeu, denuncia, manha, delegacia, teresina, esquartejado, teria, encontrado, corpo,

Veja também

há 8 horas
“Achamos a atitude dele suspeita, estava em um carro sozinho, e fomos o abordar", conta o capitão Aquino.
há 13 horas
Família tinha boa relação com assassino e se negou a assinar documento para tirá-lo da comunidade
há 15 horas
Polícia recebeu denúncias anônimas contra os suspeitos.
há 16 horas
Identidade da vítima ainda não foi descoberta.