Portal O Dia

Governo inicia as obras da barragem de Milagres

Ação faz parte das tentativas de combater a consequências da estiagem

08/05/2013 09:30

Com o intuito de combater de forma definitiva as graves consequências trazidas com o período da estiagem, o Governo do Estado vem realizando uma série de obras e projetos estruturantes de segurança hídrica no Piauí. Dentre elas destaca-se a construção da barragem e adutora de Milagres, que vai garantir o abastecimento de água a 26 mil pessoas. O reinício das obras acontecerá ainda esta semana, visto que as máquinas retroescavadeiras já começam a chegar às margens do rio São Nicolau.

“A barragem vai acumular 500 milhões de metros cúbicos de água. Vai barrar o principal rio da margem direita do Poti (Rio São Nicolau), permitindo que a população seja abastecida com água de qualidade. Poderemos também investir em projetos de irrigação e reduzir possibilidades de enchentes em Teresina”, ressalta Wilson Martins.

A autorização para a retomada das obras foi assinada pelo governador Wilson Martins durante o Encontro Estadual com Novos Prefeitos e Prefeitas, promovido pelo Ministério das Relações Institucionais, em Teresina, no fim do mês de abril. A barragem fica localizada no município de Santa Cruz dos Milagres e para a conclusão das obras serão investidos R$187 milhões, oriundos do Ministério da Integração Nacional.

Até o momento, foram construídos os acessos à barragem e suas fundações. De acordo com o governador, a obra será retomada com execução de forma modular, diminuindo assim o tempo para a conclusão da barragem. O órgão responsável pela execução da obra é o Instituto de Desenvolvimento do Piauí (Idepi).

Além do município de Santa Cruz dos Milagres, serão contempladas com abastecimento d’água, através de 140 quilômetros de adutoras, os municípios de São Miguel da Baixa Grande, São Fêlix, São João da Serra e Prata do Piauí.

Fonte: Portal Grande Rede

Deixe um comentário

Tópicos Obras, estiagem, Governo do Estado, barragem,

Veja também

há 2 horas
O número de doações no Piauí aparece muito abaixo da média nacional e é ainda mais alarmante quando comparado com as exigências da OMS.
há 15 horas
A mobilização é contra a votação da Medida Provisória 653/2014, que alteram as leis da Farmácia
há 1 dia
Em Miguel Alves, município com pouco mais de 32 mil habitantes, quatro médicos estrangeiros fazem o atendimento na zona urbana e rural
há 1 dia
Advogado avalia que a legislação contribui para uma sociedade mais igualitária e que o reconhecimento da união estável foi apenas o primeiro passo.