• Patrimonio preco justo 2016

Falta de funcionários compromete ano letivo de escola

Escola Municipal Marcílio Rangel era referência em ensino

26/09/2013 19:28h

A comunidade da vila Santa Bárbara, zona Leste de Teresina,  protestou na tarde desta quinta (26) contra a estrutura precária e falta de profissionais na Escola Municipal Marcílio Rangel. A unidade escolar, que já foi referência em ensino dentro da capital, atualmente passa por dificuldades.

Segundo o diretor, Washigton Cavalcante, o quadro de servidores da escola está tão reduzido que não chega a alcançar nem aos padrões exigidos pela Secretaria Municipal de Educação e Cultura. “Somente em janeiro perdemos oito funcionários. Só temos disponíveis duas merendeiras, uma zeladora. Ou seja, abaixo da funcionalidade mínima da Semec”, conta.  957 crianças compõem o quadro de alunos da escola.

Outro problema, de acordo com Cavalcante, diz respeito à carência de professores.  “Sem educadores, o ano letivo na Escola já está comprometido”, afirma. Pais de alunos já ameaçam matricular seus filhos em outra escola, como é o caso de Antônio Marcos. “A situação está muito difícil. Não tem como estudar em um local que não tem professor, nem outros funcionários. Vou ter que procurar outro lugar pra colocar meu filho, pois a aprendizagem dele está sendo afetada”, disse.

Uma cratera de quase dois metros de profundidade também assusta pais e professores da unidade. Na última segunda-feira (23), um aluno de apenas seis anos de idade acabou se machucando no buraco. O menino teve que fazer uma sutura na testa.

A vereadora Teresa Brito (PV) esteve presente no ato e revelou que vai denunciar ao Ministério Público a situação da Escola Municipal Marcílio Rangel. “Já solicitei do secretário Kleber Montezuma uma solução, mas ele não tomou nenhuma providência. Isso é uma falta de respeito com a educação”, declarou. Mães de alunos e o conselho escolar irão acompanhar a parlamentar na visita ao M.P que acontece amanhã (27), às 8:30h.

A Escola funciona nos turnos manhã e tarde, além de atender alunos dos bairros Vale do Gavião, Árvores Verdes e Madre Teresa de Calcutá.

Fotos:Elias Fontenele/ODIA


Por: Izabella Pimentel

Deixe seu comentário


Notícias Relacionadas

Lei que reajusta o salário dos professores em 11,36%, é sancionada

Pagamento entra na folha de fevereiro, retroativo ao mês de janeiro de 2016.

há 1 hora

Inscrições para os cursos ofertados pela Casa da Cultura já estão abertas

Os cursos ofertados são: Sapateado, Teatro Infantil, Jazz, Jazz contemporâneo, Balé, Dança contemporânea, Cinema, Reciclagem de materiais alternativos e Estamparia

há 3 horas

Paralisação ameaça matrícula de veteranos e 2ª chamada do Sisu na UESPI

A paralisação acontece nos onze campi da universidade espalhados pelo Piauí, em cidades como Parnaíba, Campo Maior e Floriano, e participam 364 servidores técnicos.

há 3 horas

Apesar da proximidade de PRR, carroceiros ainda jogam lixo nas ruas

O problema acontece no residencial São José e preocupa os moradores que temem doenças e reclamam do mau cheiro

há 7 horas