Portal O Dia
  • Portal O Dia /
  • Mundo /
  • Menina de 14 anos é presa acusada de botar as próprias fotos nua na internet

Menina de 14 anos é presa acusada de botar as próprias fotos nua na internet

A jovem, que não teve o nome revelado por ser menor de 18 anos, foi detida e acusada de possuir e distribuir material pornográfico infantil.

27/03/2009 15:51

Uma adolescente de 14 anos de Nova Jersey, nos Estados Unidos, está sendo acusada de pornografia infantil depois de ter publicado 30 fotos dela própria nua no site de relacionamentos MySpace.

O xerife Bill Maer afirmou que a adolescente publicou as fotos porque “ela queria que o namorado dela as visse”. “Consideramos este caso uma chamada para acordar os pais”, disse Maer À agência Associated Press.

A jovem, que não teve o nome revelado por ser menor de 18 anos, foi detida e acusada de possuir e distribuir material pornográfico infantil. Ela foi liberada mais tarde, sob custódia da mãe. Caso seja condenada, a adolescente pode ficar presa até os 17 anos, segundo determina a Lei Megan.

“A garota precisa de ajuda, não de problemas com a Justiça”, defendeu Maureen Kanka, mãe da menina Megan, que foi sequestrada, estuprada e morta quando tinha 7 anos, em 1994. Após este caso, o estado criou a lei Megan em defesa do abuso contra as crianças e adolescentes. “Ela precisa de uma intervenção e conselhos, porque a única pessoa que ela explorou foi ela mesma”, disse Kanka.

O MySpace disse que não iria comentar a investigação da polícia local, mas avisou que tem uma equipe que acompanha a rede para retirar imagens inapropriadas.

Além de Nova Jersey, outros estados como Pensilvânia, Connecticut, Dakota do Norte, Ohio, Utah, Vermont, Virgína e Wisconsin estudam leis para proibir que além de publicar fotos pessoais na internet, as crianças e adolescentes também não possam, ou ao menos sejam punidas, caso enviem imagens delas próprias nuas via celular.
Fonte: Associated Press
Edição: Portal O Dia
Por: Portal O Dia

Deixe um comentário

Tópicos

Veja também

há 3 dias
Milagre foi a cura de um feto diagnosticado com graves problemas cerebrais.
há 5 dias
A instituição estima que 988 milhões de dólares seriam necessários.
há 7 dias
Funcionário de hospital foi infectado enquanto tratava de liberiano. Caso é o segundo de contágio da doença dentro dos Estados Unidos.
há 8 dias
Cardeal Stanislaw Gadecki descreveu-o como 'inaceitável'.