Portal O Dia

Argentina decide nacionalizar a petroleira YPF

Argentina decide nacionalizar a petroleira YPF

16/04/2012 14:20


Brasília – A presidenta da Argentina, Cristina Kirchner, decidiu enviar uma proposta ao Congresso Nacional do país declarando de interesse público a exploração de petróleo e derivados.

O governo anunciou que o texto institui a expropriação das ações da empresa YPF, subsidiária da espanhola Repsol no país. Ficou estabelecido que 51% das ações da companhia pertencerão ao Estado e os 49% restantes, às províncias.

Segundo a presidenta, o objetivo é fazer com que o país seja autossuficiente. De acordo com Cristina Kirchner, da forma como está, a Argentina “corre o risco de se tornar inviável” devido às políticas empresárias em curso na região.

Cristina Kirchner se referiu indiretamente à empresa YPF. De acordo com a presidenta, a proposta encaminhada ao Parlamento determina o "desenvolvimento equitativo e sustentável das regiões" argentinas. Pelo texto, os governos federal, estadual e municipal atuarão em parceria para viabilizar as mudanças.

As autoridades argentinas criticam a empresa YPF por ter reduzido seus investimentos no país, o que obrigaria a Argentina a aumentar suas importações de hidrocarburetos. A Repsol rechaçou as críticas, destacou que o objetivo é investir US$ 3,4 bilhões no país até dezembro e apelou pelo prosseguimento das negociações.

Fonte: Agência Brasil

Deixe um comentário

Tópicos

Veja também

há 17 horas
Situação melhorou nas regiões em desenvolvimento, onde a taxa de desnutrição é de 12,9%, contra 23,3% há 25 anos
há 18 horas
FBI confirma que pediu extradição aos EUA dos dirigentes presos na Suíça nesta quarta-feira
há 2 dias
Fortes ventos danificaram centenas de prédios, derrubando paredes e telhados na cidade de Acuña
há 3 dias
Pelo menos 40 pessoas tiveram ferimentos em ataque no sul do país. Veículo com explosivos avançou contra entrada do governo e Qalat.