Portal O Dia

Policial civil assume Delegacia de Corrente

O policial civil Osvino Queiroz Timóteu, que já tem experiência como delegado de Curralinhos, foi nomeado para assumir a Delegacia de Corrente. A portaria foi assinada pelo delegado geral da Polícia Civil, James Guerra.

02/08/2009 03:27

O policial civil Osvino Queiroz Timóteu, que já tem experiência como delegado de Curralinhos, foi nomeado para assumir a Delegacia de Corrente. A portaria foi assinada pelo delegado geral da Polícia Civil, James Guerra.

A cidade de Corrente foi alvo de várias operações por parte do grupo Força Tarefa Especial coordenado pelos delegados Evaldo Farias e Francisco Rodrigues. Foram presas mais de 50 pessoas em pouco mais de um mês, inclusive membros do PCC e até um cabo da PM que ocupava o cargo de delegado e outros cinco militares da Companhia da PM.

O tráfico interestadual de drogas estava crescendo na região. Maconha era levada para Brasília e São Paulo e os traficantes levavam crack para ser vendida em Corrente. Até mesmo um advogado acusado de ter incentivado o tráfico de drogas na região foi preso por policiais do grupo Força Tarefa.

O policial civil Osvino vai substituir o cabo Antônio Silvestre, que foi preso por determinação
do Juiz, João Antônio Bittencourt Braga Neto. Ele tomará posse amanhã e terá a missão de prosseguir os trabalhos do grupo Força Tarefa.

Experiente no combate às drogas, pois atuou na Delegacia de Entorpecentes e foi instrutor de tiros na Acadepol. Osvino também fazia palestras sobre prevenção às drogas em colégios da capital. Fonte: Jornal O DIA
Edição: Portal O Dia
Repórter: Portal O Dia

Deixe um comentário

Tópicos

Veja também

há 18 horas
Ação durou cerca de 40 minutos e aconteceu em José de Freitas.
há 19 horas
Eletrobras-PI diz que casos são isolados e alega queda de transformador na subestação de Nazária.
há 21 horas
Até o momento, apenas 28 empresas, de um total de 130, fecharam acordo com os sindicalistas.
há 21 horas
Advogados avaliam que incremento não condiz com o serviço prestado e querem ter acesso ao plano de investimentos da Eletrobras no Estado.