• JE 2017
  • assinatura jornal

Infraero realiza treinamento de emergência no Petrônio Portella

O treinamento simulou um acidente com uma aeronave ERJ-145, de prefixo PT-EXE que reportou à torre de controle de tráfego aéreo pane elétrica quando em aproximação do Aeroporto de Teresina, com 30 passageiros a bordo e 6 tripulantes.

28/05/2010 14:21h

Objetivando aferir o Plano de Emergência do Aeroporto de Teresina e cumprir as recomendações e normas da Organização da Aviação Civil Internacional – OACI, Agência Nacional de Aviação Civil – ANAC e do Comando da Aeronáutica, a INFRAERO realizou na manhã desta sexta-feira, dia 28, o Exercício de Emergência Aeronáutica Completo – EXEAC.

Participaram do evento, além da INFRAERO, as Empresas Aéreas, Empresas Auxiliares de Transporte Aéreo, Seção Contra-Incêndio, Táxis Aéreos, empresas de abastecimento, concessionárias do Aeroporto e os Órgãos externos integrantes do Plano de Emergência como o 2° BEC, 25° BC, SAMU, Policia Militar do Piauí, STRANS, CIPTRAN, Polícia Rodoviária Federal, Bombeiros Urbanos, dentre outros estarão mobilizados no treinamento. Cerca de 60 voluntários empregados da comunidade
aeroportuária e dos Órgãos externos integrantes do PLEM participaram do curso de formação do Corpo Voluntários de Emergência (CEV) recebendo instruções teóricas e práticas de primeiros socorros, traumatismo, transporte de acidentes, recuperação cardiorespiratória, emergência em aeroporto e combate a princípio de incêndio.



Configuração Exercício

O treinamento simulou um acidente com uma aeronave ERJ-145, de prefixo PT-EXE que reportou à torre de controle de tráfego aéreo (TWR) pane elétrica quando em aproximação do Aeroporto de Teresina, com 30 (trinta) passageiros a bordo e 6 (seis) tripulantes. Os passageiros eram estudantes de enfermagem e militares do Exército que retornavam de missão do Projeto Rondon.

SITUACAO DE SOCORRO, para Acidente Inevitável. O controlador da torre de controle acionou o Serviço de Salvamento e Combate a Incêndio (SESCINC) e o Centro de Operações Aeroportuárias, que desencadeou as ações e acionamentos previstos no Plano de Emergência do Aeroporto.


Para da maior realismo ao exercício de treinamento os bombeiros do aeroporto, o serviço de salvamento e combate a incêndio, sob coordenação da INFRAERO, fizeram um fogo proporcional causado pela queda e incêndio da maior aeronave que opera no aeroporto, trabalhando no controle do incêndio, proteção das vias de fuga dos passageiros, levando-os para local afastado, quando serão efetuadas pelos “cveanos” – voluntários treinados para atendimento de primeiros socorros e vitimas de acidente aeronatico – as primeiras intervenções de socorros médicos e remoção para a rede hospitalar.


TUMULTO NO AEROPORTO

O acidente ocorreu e os familiares das vitimas se deslocaram desesperados para o Aeroporto sedentos por notícias. A Companhia Aérea precisou estar preparada para recebe-los e repassar as informações necessárias. Para tanto, os figurantes ficaram no Terminal de Passageiros desempenhando o papel dos familiares e pressionando os atendentes por notícia.





Fonte: Da Redação
Edição: Portal O Dia
Por: Portal O Dia

Deixe seu comentário

Tags: