Portal O Dia

Professora Jaqueline dança "Todo enfiado" mais uma vez. Assista!

Ela afirmou que nunca antes daquilo havia subido ao palco, durante show da banda o Troco, para requebrar mostrando a calcinha.

02/09/2009 13:27

Nas primeiras entrevistas na televisão e no rádio após ser demitida, a professora Jaqueline Carvalho dos Santos, 28 anos, disse que tinha dançado daquela forma uma única vez, por conta de um exagero na bebida. Ela afirmou que nunca antes daquilo havia subido ao palco, durante show da banda o Troco, para requebrar mostrando a calcinha.

Jaqueline esqueceu, no entanto, que hoje em dia há câmeras por todo canto. E não demorou para o mesmo You Tube que lhe deu fama em todo o Brasil mostrar que ela havia feito o mesmo dois dias antes. Uma nova gravação publicada no site revela Jaqueline dançado o mesmo "Todo enfiado" da banda O Troco, duas noites antes da apresentação no Malagueta.

No novo vídeo, Jaqueline aparece novamente dançando com a saia levantada, enquanto o cantor Mário Brasil, vocalista da banda, puxa a calcinha dela para cima. Essa apresentação ocorreu na casa de eventos Beach Bear, em Patamares, durante uma participação especial de O Troco, no show da banda Leva Nóiz. Batizada como Quinta do Zig, a festa ocorreu no dia 4 de junho deste ano, segundo o empresário da banda, Júnior Badega.

Usando uma minissaia jeans e uma blusa branca, Jaqueline dança com desenvoltura, em cima do palco, ao lado de Mário Brasil, enquanto é filmada por pessoas que assistem à apresentação, usando câmeras de celulares. Dois dias depois, a professora voltou a subir ao palco, na casa de shows Malagueta. A dança foi a primeira a ir parar o You Tube e provocou a demissão da professora. O caso ganhou repercussão nacional, ficou entre os mais lidos nos portais de notícias, o vídeo foi campeão de acessos na web e Jaqueline foi parar na TV.

Jaqueline já admite posar nua

Depois de toda a polêmica após a divulgação do seu vídeo no show de pagode e a sua demissão, a professora Jaqueline admitiu na terça-feira (1º) que está aberta a uma possível proposta para posar nua. Além disso, a pedagoga cogitou também a possibilidade de seguir a carreira de dançarina num grupo de pagode.

Diferente do que ela disse há alguns dias, quando afirmava que tudo o que queria era voltar a dar aulas, parece que agora a professora mudou de ideia. “Se for de uma forma profissional, eu aceito sair numa revista (masculina). Se receber um convite para dançar numa banda também aceito, mas não dançaria mais como fiz na filmagem”, declarou a pedagoga, em entrevista concedida ao CORREIO, por telefone.

Ela disse já ter recebido algumas propostas, mas afirmou que ainda está analisando os convites. Há poucos dias, durante um programa de TV, em rede nacional, a professora afirmou: “Eu não sou Scheila Carvalho, não sou Carla Perez, não sou Roseane Pinheiro, não sou dançarina, sou professora”.


Fama

Jaqueline ganhou notoriedade na semana passada, quando foi demitida do Colégio Objetivo, onde dava aulas, depois que seu vídeo dançando no show da banda O Troco se espalhou na internet. No dia seguinte, a professora foi procurada por toda a imprensa nacional. De acordo com o empresário da banda, Júnior Badega, ela teria, inclusive, recebido R$15 mil de cachê para conceder entrevista a uma emissora de televisão. Questionada, Jaqueline disse que ainda não viu o dinheiro. “Eu recebi apenas promessas, mas até agora não ganhei nada”, contestou.

Vídeos: advogado pede retirada

Enquanto a professora Jaqueline de Carvalho dos Santos, 28 anos, cogita posar nua para uma revista masculina e seguir a carreira de dançarina de pagode, o advogado penalista Antônio Roberto Leite Matos, representante legal da pedagoga, ingressou com ação judicial para impedir a exibição do vídeo em que ela aparece dançando de calcinha, durante ensaio da banda O Troco.

O criminalista protocolou uma ação inibitória junto à Central de Distribuição do Fórum Rui Barbosa, pedindo que as imagens de Jaqueline sejam retiradas dos meios de comunicação. Leite Matos alega prejuízos à honra e à imagem da professora, para solicitar a proibição da exibição da filmagem dos programas de televisão e dos sites da internet. Ele pede ainda que a Justiça proíba a publicação de fotos retiradas do vídeo em jornais impressos.

O advogado quer que o juiz conceda o pedido liminarmente, antes do julgamento do mérito. Para o advogado da professora, as imagens da sua cliente dançando estão sendo transmitidas associadas aos apelos sexual e obsceno. Leite Matos afirmou que, apesar de a professora estar aparecendo nos programas de TV, ele já havia orientado a cliente a não se expor na mídia. “Jaqueline foi para São Paulo contrariando minha orientação”, disse .

É quanto ganha por apresentação uma dançarina novata. Com dois shows por semana, o salário é de R$1.200. Jaqueline ganhava R$980 no colégio onde lecionava.


Professora e Sarah Verônica trocam farpas

O que é mais erótico: descer na boquinha da garrafa ou com todo enfiado? Esse é o embate entre a ex-dançarina da Cia. do Pagode Sara Verônica e a professora Jaqueline Carvalho. De um lado, Sara defende a sensualidade do seu rebolado profissional e repele qualquer comparação com a pró Jaqueline. Esta classifica Sara como invejosa. “Sara está fazendo um julgamento negativo de mim. Não acho a dança (Todo enfiado) erótica. Quem é ela para poder me julgar?”, perguntou a professora, a uma emissora de TV.

Aos 31 anos, Sara já não desce na boquinha da garrafa, e classifica suas antigas perfomances como sensuais. “Parei de dançar, sou balzaquiana. Não tenho inveja, o que ela quiser fazer para ter um lugar na mídia, ótimo. Só dei minha opinião”.

Entre as duas, a opinião de Roseane Pinheiro: “É um direito dela ou de qualquer outra dançar do jeito que quiser. Quando uma mulher sobe ao palco, ela quer fechar”.


Demissão

A professora Jaqueline Carvalho ganhou as manchetes e dominou os programas de TV de todo o país depois de noticiada sua demissão do Colégio Objetivo, na última quinta-feira (28). A educadora foi desligada da instituição depois que um vídeo dela dançando a música ‘Todo enfiado’, da banda O Troco, na casa de shows Malagueta, virou hit no site You Tube.

No vídeo, o vocalista do grupo, Mário Brasil, puxa a calcinha da professora depois que ela sobe ao palco. O caso aconteceu no dia 6 de junho. Procurada pela reportagem, a professora contou que desde que o vídeo começou a circular ela vinha sendo perseguida no bairro onde morava (Vale dos Lagos), de onde teve que sair. Disse ainda que ela própria procurou a direção do colégio para contar sobre o vídeo, sendo desligada dois dias depois.


Veja o novo vídeo:



Fonte: CorreiodaBahia
Edição: Portal O Dia
Repórter: Portal O Dia

Deixe um comentário

Tópicos

Veja também

há 13 horas
Vencedora do reality show diz que não doará cachê de ensaio para Clara: 'Fatura mais que eu'.
há 17 horas
Em possível fim de 'Em Família', Helena engravida de Laerte e Luiza e Virgílio morrem
há 17 horas
Aniversário de 177 anos do músico carioca é comemorado nesta quarta. Compositor de 'Carinhoso' e 'Lamento' morreu em 1973 no Rio.
há 17 horas
O convite para a apresentadora do "Programa da Tarde" divulgar o longa no Brasil, que estreia em 29 de maio, partiu do estúdio Disney.