• BSL NE
  • VIP TAXI teresina
  • bbrock
  • assinatura jornal

Outras pessoas votam no lugar de duas eleitoras em Teresina

Ao mostrar o título, eleitoras recebiam a informação de que seus votos já haviam sido computados.

05/10/2014 18:38h - Atualizado em 05/10/2014 18:51h

Na tarde deste domingo (05), duas estudantes ficaram sem votar por conta de problemas no título eleitoral. Nos dois casos, as eleitoras Natália Reis Ferreira e Amanda Luiza Cardoso Alves e Silva foram informadas que outras pessoas haviam votado em seus lugares.

Natália Reis Ferreira enfrentou fila por 30 minutos na seção 121 da 21ª zona eleitoral, no INSS, Avenida João XXIII, zona Leste de Teresina e, ao apresentar o título e a identidade, os mesários informaram que o canhoto já tinha sido destacado. “Também digitaram o número do meu título na máquina e deu como se eu já tivesse votado, mas era a primeira vez que eu tinha entrado naquela sala. Aquele voto não era meu”, afirma a estudante.

Foto: Assis Fernandes/ODIA


Segundo Natália Reis, a presidente da seção 121 informou que tinha acontecido um problema na digital de outra Natália que votava naquele mesmo local. “Pode ser que essa Natália tenha votado no meu lugar, justamente por causa desse erro na digital. A presidente da seção até veio com uma proposta pra mim. Ela disse que o único jeito de não perder meu voto seria votando no lugar de outra Natália”, denuncia.

Natália Reis continua na seção e vai esperar a votação acabar para ter uma cópia da ata. “Essa será a prova de que eu não votei. Nunca imaginei que aconteceria isso nessas eleições, por causa da biometria”, completa.

O mesmo problema aconteceu na seção 232 da 1ª zona eleitoral, em um colégio do Mocambinho. Amanda Luiza Cardoso Alves e Silva conta que, ao digitar o número do seu título, o mesário logo informou que o sistema já havia computado o voto dela.

“Foi muito estranho, porque era a primeira vez que eu tinha ido votar. Além do mais, o canhoto que comprova a votação estava lá”, conta Amanda. A estudante levou o canhoto e já denunciou o caso ao Tribunal Regional Eleitoral do Piauí (TRE-PI). “Eles avisaram que uma equipe do TRE-PI irá até o local para apurar a urna da seção e averiguar se houve mais problemas como o meu”, finaliza Amanda.

Na última quinta-feira (02), o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) identificou 2.467 pessoas com título eleitoral duplicado e que estariam aptas a votar em dois lugares. O tribunal chegou ao número depois de fazer uma varredura no banco de dados do cadastramento biométrico - sistema que identifica o eleitor pela digital. Todos os casos em que sejam identificadas irregularidades serão investigados pela Polícia Federal.


Deixe seu comentário