Portal O Dia
  • Portal O Dia /
  • Brasil /
  • Hospital das Clínicas de São Paulo faz campanha para prevenir câncer de laringe

Hospital das Clínicas de São Paulo faz campanha para prevenir câncer de laringe

Hospital das Clínicas de São Paulo faz campanha para prevenir câncer de laringe

16/04/2012 12:00

São Paulo - No Dia Mundial da Voz, o Hospital das Clínicas (HC) inicia hoje (16) uma campanha para orientar a população sobre a importância dos cuidados com as cordas vocais. Até sexta-feira (20), serão feitos cerca de 500 exames de laringoscopia com objetivo de diagnosticar precocemente o câncer de laringe, assim como outras doenças das cordas vocais.

“Trabalhei muito tempo só com a voz e agora estou vendo o resultado”, relata a radialista Edyr de Arruda, de 76 anos. Ela soube da campanha e fez questão de procurar atendimento, pois apresenta sinais de rouquidão frequentes. Rouquidão persistente, por um período acima de 15 dias e sem razão aparente, é o principal sintoma da doença. “Nunca fiz exame desse tipo e agora com a campanha resolvi aproveitar”, conta a radialista. Assim como Edyr, 70% das pessoas utilizam a voz profissionalmente e pelo menos um terço tem a voz como principal instrumento de trabalho, de acordo com a Associação Brasileira de Otorrinolaringologia.

O Brasil ocupa o segundo lugar no ranking de incidência de câncer de laringe, segundo dados da Organização Mundial da Saúde (OMS). Por ano, são diagnosticados de 7 mil a 10 mil casos da doença no país. De acordo com Adriana Hachiya, otorrinolaringologista e coordenadora da campanha no HC, a demora em procurar um diagnóstico para a rouquidão é uma das principais dificuldades. “As pessoas negligenciam o sintoma e acham que vai passar. Quando procuraram o médico, já está no estágio avançado e fica difícil preservar a voz”, explica a médica.

Pessoas que fumam, consomem bebida alcoólica e têm histórico de doenças na família são o grupo de maior risco para doenças da laringe, ressalta a médica. Ela lembra que exames periódicos possibilitam o diagnóstico precoce. “Quando isso acontece, conseguimos preservar a estrutura da prega vocal e o paciente fica com um grau leve de rouquidão.”

Além do câncer de laringe, outras doenças podem ser identificadas a partir das exames, como nódulos vocais, edema de Reinke e papiloma. “O nódulo, por exemplo, é muito comum em professores e é uma das razões mais comuns para o afastamento da sala de aula”, diz Adriana Hachiya. O edema de Reinke, por sua vez, é comum em fumantes e responsável pelo tom de voz mais grave, especialmente em mulheres.

As pessoas que participarem da campanha esta semana serão atendidas por uma equipe de otorrinolaringologistas e fonoaudiólogos. Os pacientes irão receber também materiais informativos e assistir a vídeos sobre o tema. Por dia, a meta é atender de 80 a 100 pessoas, no prédio dos ambulatórios do Instituto Central do HC.

Fonte: Agência Brasil

Deixe um comentário

Tópicos

Veja também

há 15 horas
"Loucas, que nem fazem parte do negócio, são umas loucas, débeis mentais", diz Abdelmassih.
há 4 dias
Ela relatou a batida com outro veículo no seu perfil pessoal do Twitter.
há 6 dias
Pensão explodiu após um vazamento de gás, em São Paulo.
há 9 dias
A imagem deve ajudar nas investigações para descobrir as causas do desastre aéreo.