• Patrimônio 09/17
  • Unimed
  • assinatura jornal

Notícias Cristalândia

14 de março de 2014

Prefeitura deverá gastar mais de R$ 900 mil em quatro licitações neste dia 20

Só com material de limpeza, carnes, frios, gás e verduras o município gastará quase meio milhão

Dia 20 próximo é dia de compras para a prefeitura de Cristalândia do Piauí. A Cidade localizada a cerca de 830 km de Teresina que é administrada atualmente pelo jovem prefeito Neemias Lemos (PTB) realizará quatro processos licitatórios diferentes, somente nesta data.

Juntas, as quatro licitações poderão custar aos cofres públicos até R$ 916.257,00. Ou seja, quase R$ 1 milhão de reais, os avisos foram publicados no mural do Tribunal de Contas do Estado (TCE). Veja abaixo a descrição de cada uma das licitações a serem realizadas:

1.  Contratação de fornecedor de Material de Limpeza, Carnes & Frios, Frutas & Verduras, Gás de Cozinha e Ãgua Mineral. Neste processo a prefeitura deverá gastar até R$ 471.863,00.

2.  Fornecimento de Materiais Elétricos para Iluminação Pública, conforme Termo de Referência. Neste a prefeitura deve gastar até R$ 235.044,60.

3.  Contratação de empresa especializada em Confecção de Fardamentos Escolares e de Funcionários, conforme especificações constantes do Anexo I, parte integrante do Edital, publicado no DOM de 26.02.2014, Ed. MMDXLIII. Neste a prefeitura poderá gastar até R$ 208.350,00.

4.  Aquisição de Móveis & Eletros, Equipamentos e Suprimentos de Informática, conforme especificações constantes do Termo de Referência Anexo I, do Edital. Neste a prefeitura não divulgou estimativa de valor.

Outro lado

O blog tentou contato com o prefeito através de telefone, mas não foi atendido até o fechamento da matéria. No entanto, o espaço fica aberto para esclarecimentos por parte do gestor.

14 de janeiro de 2014

No Brasil o mensalão! Em Cristalândia o CONCURSAO!

Vergonhoso Resultado de Concurso Público Municipal

à intensamente frustrante, não que já não soubéssemos da conduta vilã, corrupta, tirana e desajustada do Gestor Público e membros de sua rataria familiar, tomar conhecimento de que os aprovados nas vagas destinadas aos cargos ``fabricados`` e de evidente considerável remuneração, por mais incrível que pareça, serem pessoas consanguíneas do Prefeito, ficando os demais cargos destinados ao baixo clero, pessoas que, lógico, vestem a camisa, e ainda se vangloriam em fazerem parte de vergonhosa afronta aos preceitos legais.

Tais fraudes ofendem quem se sacrifica e estuda, quem precisa dos serviços públicos e sociedade em geral. O dano é imensurável, inaceitável e contrário aos princípios da legalidade, moralidade e tantos outros afetados.

Claro que esses problemas só ocorrem porque já acabaram com o compadrio e indicações políticas, salvo nas funções comissionadas. Em paralelo aos fatos, ainda acredito no Instituto Ministério Público, confio na justiça, que jamais ficará inerte frente a tamanha injustiça. Aos vermes (palavra forte, mas qual o nome que se dá a quem se alimenta não do próprio trabalho ou estudo, mas do sangue dos outros?), espero que a punição seja para lá de exemplar.

E, ainda a quem estuda, não desistam, mantenham a certeza - que eu compartilho - de que nenhuma fraude impede a APROVAÃÃO de quem está realmente preparado; partilharemos da "ira santa" de quem não vai participar, nem aceitar, nem tergiversar quando o assunto for combater a corrupção, em qualquer de suas manifestações.

Vamos lutar, custe o que custar, em desfavor da hipocrisia e dos homens lixo.

12 de setembro de 2013

Reunião entre população e Agespisa é marcada por tumulto

Chefe regional prometeu enviar carros pipa para abastecer as residências em 72hs

Aconteceu no final da tarde desta quarta (11) a tão esperada reunião entre os manifestantes e o chefe regional da Agespisa no município de Cristalândia. O município foi palco de uma manifestação que fechou a BR 135 na manhã de terça (10), o motivo foi a péssima condição de abastecimento de água fornecida no município, a manifestação só teve fim após o chefe regional prometer que iria, no dia seguinte se reunir com a população e oferecer uma solução.

José Odali Soares de Carvalho cumpriu com a promessa e compareceu ao município no dia seguinte. Ele foi encontrado andando pelas ruas da cidade, quem o avistou fez com que o mesmo fosse ao local onde a população se encontrava para a tal reunião.

A reunião aconteceu marcada por muito tumulto, a população presente estava inquieta e revoltada com o problema de falta de água, o que se agravou com a postura da gerencia regional. Tamanha foi a indignação da população que a Polícia Militar foi chamada para contê-la.

Depois de muito tempo de discussão, um termo de compromisso foi assinado por José Odali, em que a Agespisa assume o compromisso de em até 72h trazer caminhões pipas para o abastecimento de água diretamente nas residências, além de terminar as obras de ligação dos três poços artesianos perfurados e prontos na rede de abastecimento da cidade no máximo em 30 dias.

O chefe regional da Agespisa teve que ser escoltado pelos Policiais Militares para sair da reunião. Caso a Agespisa não cumpra o compromisso de trazer os caminhões pipas em até 72h, a população fará novo protesto, interditando a BR 135 nos dois sentidos, por tempo indeterminado.


10 de setembro de 2013

População protesta contra falta de água e Agespisa promete resolver

Populares fecharam a BR 135 por quase 6 horas na manhã desta terça

A população do município de Cristalândia (900 km de Teresina) parou a BR 135 em protesto que acontece desde entre as 7hs e 13hs desta terça-feira (10). As informações repassadas são de que nenhum veículo conseguiu passar no trecho em frente à entrada da cidade enquanto os manifestantes realizavam o ato.

Eles se posicionaram na estrada segurando cartazes e fazendo barreiras com pneus, pedras e galhos de árvore impedindo a passagem de veículos no local. O motivo do manifesto é a reivindicação contra as péssimas condições de abastecimento de água no município.

Prefeitura diz que busca solução

O prefeito de Cristalândia Neemias Lemos afirmou estar buscando soluções para o problema em viagens para Teresina e Brasília. O gestor citou que existe o projeto para construção de uma barragem no município, mas falta apoio dos governantes.

Acordo será feito com Agespisa

Após quase 6 horas de protesto, a Agespisa resolveu se pronunciar através do chefe da regional da empresa no município de Bom Jesus (600km de Teresina). Ele afirmou aos manifestantes que a empresa irá  de ligar os poços artesianos já prontos, com vazão de água considerável, à rede de abastecimento de água do município.

A proposta da regional é de que as ligações sejam concluídas em 30 dias, mas a população cobra ação imediata.  âEm 30 dias já teremos as chuvas. Precisamos de uma solução imediata, e a empresa tem plenas condições de realizar a obra, pois os poços estão prontos. Não vamos aceitar esta proposta de 30 diasâ, declarou Noelton Alves Lisboa, presidente da Câmara de Vereadores de Cristalândia e um dos líderes da manifestação.

Uma reunião ficou marcada para esta quarta (11). Os manifestantes afirmaram que só liberaram a BR por conta do compromisso da regional da Agespisa, eles destacam que se a proposta não satisfizer as reivindicações, voltarão a fechar a BR.