• VIP TAXI teresina
  • bbrock
  • assinatura jornal

Notícias Cocal dos Alves

24 de abril de 2017

Município realiza campanha de vacinação contra gripe

Cocal dos Alves realiza campanha de vacinação contra gripe

Desde a última segunda-feira (17), a Prefeitura de Cocal dos Alves, por meio da Secretaria Municipal de Saúde, deu início à campanha nacional de vacinação contra a Influenza - doença mais conhecida como gripe.

Fazem parte do grupo prioritário crianças de seis meses a cinco anos, gestantes, mulheres que estão no período de até 45 dias após o parto, idosos, profissionais da saúde, povos indígenas, pessoas portadoras de doenças crônicas e outras doenças que comprometam a imunidade como diabetes e pressão alta e pessoas privadas de liberdade – o que inclui adolescentes e jovens de 12 a 21 anos em medidas socioeducativas – e os funcionários do sistema prisional. 

Neste ano, foram inclusos como público-alvo os professores ativos da rede pública e privada. A vacinação não é indicada para quem tem alergia severa a ovo.

A campanha vai até o dia 26 de maio e o dia de mobilização nacional está marcado para o dia 13 de maio, no Centro de Saúde Pedro Cardoso Veras, situado no Centro do município. A vacina contra Influenza protege contra os três subtipos do vírus da gripe que mais circularam no país: A/H1N1; A/H3N2 e influenza B.

De acordo com a coordenadora de Imunização, Géssika Cerqueira , a meta é vacinar pelo menos 90% de cada grupo prioritário. “A vacina já está disponível e é extremamente importante para evitar o agravamento dos casos de gripe que, nos grupos prioritários, pode levar à morte”, diz.

24 de fevereiro de 2017

Prefeitura entrega novo Centro de Referência de Assistência Social

Prefeitura de Cocal dos Alves entrega novo Centro de Referência de Assistência Social

O novo Centro de Referência de Assistência Social (CRAS) de Cocal dos Alves, situado na Rua 13 de Maio, no Centro do município, foi entregue durante solenidade realizada nessa quarta-feira (22), com a presença do prefeito Osmar Vieira, secretários municipais, vereadores e populares. Na ocasião, também foi apresentada à população toda a equipe do Centro.

Durante a solenidade de inauguração, que contou com apresentações artísticas e musicais, a secretária municipal de Assistência Social, Jesus Frota, agradeceu a presença de todos e afirmou que “o CRAS irá oferecer o Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal. Também será realizado o trabalho de acolhida; estudo social; visita domiciliar; orientação e encaminhamentos; grupos de famílias; acompanhamento familiar; atividades comunitárias, elaboração de relatórios e busca ativa”.

O prefeito de Cocal dos Alves, Osmar Vieira, destaca a importância do Novo Centro. “O novo CRAS vai resgatar as ações assistenciais no município, principalmente para idosos e crianças. É uma grande realização da Prefeitura no apoio às famílias”, comenta.

O CRAS é uma unidade de proteção social básica do Sistema Único de Assistência Social, que tem por objetivo prevenir a ocorrência de situações de vulnerabilidade e riscos sociais nos territórios, por meio do desenvolvimento de potencialidades e aquisições, do fortalecimento de vínculos familiares e comunitários, e da ampliação do acesso aos direitos de cidadania.

O Centro tem como público prioritário em suas ações os beneficiários de algum benefício da assistência social, como por exemplo, o Bolsa Família, Benefício de Prestação Continuada (BPC) ou outros benefícios da Assistência Social, ou ainda famílias em situação de vulnerabilidade social devido a fragilização dos vínculos familiares ou com a comunidade.

07 de agosto de 2015

Campeã de matemática é de escola em Cocal dos Alves

Campeã de matemática é melhor colégio ‘pobre’ do país

A escola de ensino médio Augustinho Brandão, de Cocal dos Alves, no Piauí, teve o melhor desempenho do Enem (Exame Nacional do Ensino Médio) 2014 por Escola se considerarmos apenas as instituições com indicadores socioeconômicos baixos ou muito baixos. As notas das escolas foram divulgadas pelo MEC (Ministério da Educação) na quarta-feira (5).

escola-estadual-augustinho-brandao-de-cocal-dos-alves-no-piaui-a-melhor-escola-publica-e-pobre-do-brasil-1438827343496_615x300

Comemorar as vitórias faz parte da estratégia para manter a motivação

O colégio público estadual do interior piauiense é um recordista de prêmios em Olimpíadas Brasileira de Matemática das Escolas Públicas (Obmep) com mais de 150 medalhas.

UOL contou a história da escola Augustinho Brandão em outubro do ano passado. Na época, a diretora Aurilene Vieira Brito afirmou que, para fazer uma instituição de ensino de qualidade, “bastou” juntar um grupo de professores cheios de vontade de mudar uma cruel realidade social.

Dez meses depois da entrevista, Aurilene insiste em dizer que o trabalho tem que ser duro, mas que a equação que leva uma escola de um rincão pobre do país a ter sucesso é simples.

Divulgação

“[O bom resultado no Enem] É simplesmente a continuação de um trabalho focado com objetivos bem definidos. É da nossa responsibilidade de dar aula normalmente e do jeito que tem que ser”, afirmou, antes de dar o segredo. “A gente se planeja”.

Talvez seja isso. Para manter funcionando a escola estadual piauiense com o melhor desempenho no Enem, Aurilene mantém a motivação elevada.

Do lado dos professores — que, é bom lembrar, recebem o mesmo salário que qualquer docente da rede estadual de ensino –, o segredo é mostrar como eles fazem diferença em uma comunidade até pouco tempo desesperançada.

Assim que obteve os resultados do Enem por Escola, a diretora convocou uma reunião com os professores para apresentar os números e animá-los a continuar o trabalho.

“Eu disse a eles: ‘quando a gente é negligente em relação aos números, somos negligentes em relação às pessoas’. Temos muita consciência disso. Somos formadores de seres humanos para o mundo”, afirmou Aurilene.

Claro que não basta motivar apenas os professores. É preciso também deixar os alunos com gana de estudar. E, em relação aos estudantes da escola Augustinho Brandão, haja vontade. Para prestar o Enem, eles têm de pegar um ônibus, fornecido pela escola, e viajar cerca de uma hora e 20 minutos até a cidade de Piracuruca. No ano passado, 34 alunos toparam fazer a aventura.

A escola não apenas ajuda os alunos no transporte, mas, depois que eles conseguem passar em vestibulares no Estado, também continua auxiliando os estudantes em outras tarefas.

“Quando eles conseguem entrar na faculdade, a gente os leva para Teresina (distante 277 km), e os ajuda a fazer a matrícula, preparar a papelada e até a procurar moradia na capital”, explicou a diretora.

Aurilene conta que a escola não faz nenhum tipo de preparação especial para o Enem e que apenas prepara simulados ao longo do ano. Além disso, a escola também não faz distinção de alunos. Qualquer um que tem vontade pode procurar a direção para se matricular em período integral ou no noturno.

Trabalho

A história de sucesso da escola Augustinho Brandão começou em 2003, quando um grupo de jovens professores resolveu transformar o colégio. Ao mesmo tempo que implantaram um trabalho intenso em sala de aula, eles foram atrás de qualificação e conhecimento para ensinar – e posteriormente cobrar – os alunos. Tudo isso, enquanto se viravam para lecionar em uma escola sem estrutura.

Em pouco tempo, os professores começaram a notar a diferença. É verdade que, com um ensino mais puxado, as cobranças também se intensificaram. No começo, alguns alunos chegaram até a cogitar desistir da escola, por causa da dificuldade. Mas, algo os motivou a continuar.

Dois anos depois da mudança de mentalidade e de metodologia, um dos professores decidiu inscrever alguns alunos da escola em uma competição de matemática, a Olimpíada Brasileira de Matemática das Escolas Públicas (Obmep).

Após o sucesso na Obmep, com mais de 153 premiações até o momento, a escola começou a inscrever seus estudantes em outras olimpíadas e já obteve êxito em competições de química, física, robótica, entre outras.

Os alunos da escola também vão muito bem nos vestibulares e têm índice de aprovação entre 70 e 80%. Em 2010, segundo a diretora, todos os alunos que prestaram vestibular passaram. Para se ter uma ideia do sucesso, em Teresina, existe uma república de estudantes formada somente de ex-alunos do colégio de Cocal dos Alves.

04 de novembro de 2013

Casas populares são demolidas em Cocal dos Alves

Prefeitura teria construído as casas sem o documento do terreno.

Uma polêmica envolvendo o programa Minha Casa, Minha Vida pode deixar 100 famílias sem moradia no município de Cocal dos Alves, distante 258 km de Teresina. Isso porque, as casas que já foram construídas e sorteadas, estão sendo demolidas pelo suposto proprietário do terreno.

Segundo o Secretário de Obras do município, Pedro Quincas, a ordem de serviço para a construção das casas foi dada em outra gestão municipal. âA gente acreditava que o município já tinha o documento do terreno, porque a construção foi autorizada pela caixaâ, diz o secretário.

Contudo, os supostos proprietários do terreno, ainda não identificados, estariam alegando que o imóvel não foi vendido e, por isso, começaram a derrubar as casas construídas. Por outro lado, moradores de Cocal dos Alves afirmam que seria a própria prefeitura que estaria fazendo a demolição, inclusive usando os caminhões da administração municipal.

Pedro Quincas informa que, em 2011, os proprietários conseguiram a ordem de reintegração de posse, porém a prefeitura recorreu e ainda não houve uma decisão final. âO munícipio não recomeçou a obra porque aguarda o resultado do processo na justiça. Mas os donos alegam que já têm autorização para retomarem o terrenoâ, afirma Quincas.

O advogado da prefeitura estaria buscando maiores informações a respeito do processo. Enquanto isso, famílias que seriam beneficiadas com as moradias populares ameaçam entrar na justiça.

O PortalODIA entrou em contato com a Caixa Econômica Federal, que financiou R$ 270 mil para a construção das casas através do Programa Minha Casa, Minha Vida. Porém, até a publicação desta matéria, não obteve nenhuma resposta em relação ao caso.

08 de outubro de 2013

Aluna de Cocal dos Alves representará o Piauí no Senado

O objetivo do Programa Jovem Senador é aproximar jovens estudantes do parlamento


A aluna Isamara Cardoso de Brito [foto ao lado], do Ensino Médio Augustinho Brandão (Emab), da cidade de Cocal dos Alves, norte do estado, foi selecionada para ser uma Jovem Senadora. Isamara representará o Piauí na 6ª edição do Programa Jovem Senador, do Senado Federal. 

A seleção dos jovens â um de cada estado â é feita por meio de redações. Este ano o tema proposto aos alunos para a construção dos textos era "Buscar voz para ter vez: democracia, cidadania e participação".

Para Isamara, a alegria é incontestável. âSinto-me realizada. Sempre quis ser selecionadaâ, relata a aluna que elaborou uma redação sobre o poder da voz dos brasileiros. âMeu texto falava que a voz das pessoas é a única forma de mudar o Brasilâ, conclui a estudante, que tem data marcada para novembro, quando participará das seções do Senado.

Para Aurilene Brito, diretora do Emab â escola que representa o Piauí pela segunda vez no programa â a participação dos alunos do colégio em debates como o promovido pelo concurso de redação sempre são importantes. âPromovemos entre os alunos um ambiente no qual eles possam refletir sobre a participação cidadãâ, afirma a diretora, colocando que muitas escolas têm deixado de lado a questão social. âNossas escolas têm deixado a desejar no papel de formação cidadãâ, conclui. 

O progama

O objetivo do Programa Jovem Senador é aproximar jovens estudantes do parlamento e proporcionando-lhes conhecimento acerca da estrutura e do funcionamento do Poder Legislativo brasileiro. Pelo programa os estudantes de ensino médio têm a oportunidade de simular a atuação dos Senadores da República a vivenciar em Brasília, por quatro dias, o processo de discussão e elaboração das leis do país.

O Jovem Senador tem o apoio do Conselho Nacional de Secretários de Educação do Ministério da Educação (MEC) e das secretarias de Educação dos estados e do Distrito Federal.

02 de setembro de 2013

Educação de qualidade garante Programa em Cocal dos Alves

Além de Cocal dos Alves, outras escolas do Piauí também participam do programa

Escolas municipais da cidade de Cocal dos Alves foram incluídas no Programa Qualiescola. A cidade foi contemplada por conta dos altos índices na educação registrados no município. A instalação do programa se deu por meio do Instituto Qualidade no Ensino (IQE), organização não-governamental que atua na área de melhoria da educação. 

Além de Cocal dos Alves, outras escolas do Piauí também participam do programa. Os municípios de Teresina, José de Freitas, Campo Maior e Parnaíba fazem parte onde são beneficiados 15.567 alunos e 771 educadores de 78 escolas.

Em Cocal dos Alves, o Programa visa a melhoria da qualidade do ensino e aprendizagem dos alunos de 19 escolas públicas, entre urbanas e rurais, por meio de um conjunto de ações articuladas de intervenção na prática escolar. Cerca de 450 alunos, distribuídos do 3º ao 5º anos do ensino fundamental, serão beneficiados com o Qualiescola.

Para José Gayoso, Relações Institucionais do IQE, a identificação na rede de ensino de Cocal dos Alves de oportunidades de melhora na proficiência  em Língua Portuguesa e Matemática, e consequentemente melhora na taxa de aprovação são fatores relevantes para a implantação do Qualiescola. âA ideia é obter em 2015 um Ideb de no mínimo 6,0. Costumamos nos referir ao Programa como um processo contínuo de monitoramento da qualidade de uma rede de ensinoâ, afirmou.

De acordo com Kuerly Brito, secretária municipal de educação, a implantação terá influencia imediata nos resultados. âNós esperamos que o projeto comece o quanto antes. Tenho certeza de que será muito benéfico para a nossa educaçãoâ, afirma. 

Segundo Kuerly, todo o investimento é por conta do IQE e o município será responsável apenas pelos instrutores municipais. 

Cocal dos Alves foi o município piauiense com o melhor desempenho na Olimpíada Brasileira de Matemática das Escolas Públicas - OBMEP. Das 28 medalhas conquistadas, três foram de ouro, três de prata e 22 bronzes. Os estudantes do município continuaram com o mesmo desempenho de 2011 conquistando 10 medalhas e 15 menções honrosas em 2012.  Através do programa Qualiescola a expectativa é que esse desempenho seja ainda mais potencializado no sistema educacional da cidade.

A primeira atividade do Programa acontecerá na semana entre 2 a 6 de setembro. Nesta ocasião, será desenvolvido o primeiro encontro de formação com os formadores da Secretaria. 

Posteriormente, será aplicada a avaliação diagnóstica de entrada, propiciando o mapeamento das habilidades e conteúdos dos alunos a serem trabalhados pelas equipes pedagógicas.

04 de junho de 2013

Escola de Cocal dos Alves recebe mais de 200 uniformes escolares do IQE

Após o recebimento do material, os estudantes já puderam participar uniformizados da prova seletiva

Alunos da Unidade Escolar Augustinho Brandão da cidade de Cocal dos Alves receberam nesta terça-feira, dia 4, mais de 200 uniformes escolares doados pelo Instituto Qualidade no Ensino (IQE), organização não-governamental que atua na formação de professores. A entrega ocorreu na sede da escola e contou com a participação de professores, alunos e representante da entidade.

O coordenador de projetos do IQE, Pedro Paulo Cembranelli Lombardi, afirmou que a entrega dos uniformes representa mais um dos reconhecimentos que o Instituto realiza para aquelas escolas que se dedicam diariamente para a melhoria da qualidade do ensino na rede pública de ensino. âMesmo com o tamanho do território do Brasil, sempre procuramos identificar ações isoladas ou coletivas daqueles professores e gestores comprometidos com essa causaâ, frisou o coordenador do IQE.

Representando a diretora da escola, Aurilene de Brito, o professor de matemática, Antônio Amaral, lembrou que até pouco tempo a farda era comprada pelos alunos. E, de acordo com ele, os uniformes proporcionarão continuar com entusiasmo as ações educacionais na escola âEstamos agradecidos ao IQE por aceitar o nosso pedido e vir até aqui fazer a entrega. Estamos felizes por conseguir o apoio desse grande Instituto que ajuda a educação e aposta em ideias que dão certo para melhorar a qualidade do ensinoâ, pontuou Amaral, educador reconhecido nacionalmente pelos resultados de êxito no sistema de ensino de Cocal dos Alves.

Após o recebimento do material, os estudantes já puderam participar uniformizados da prova seletiva da Olimpíada Brasileira de Matemática das Escolas Públicas (Obmep). Nesta primeira fase da Obmep serão classificados 13 alunos de Cocal dos Alves. A segunda fase da Olimpíada consiste na aplicação de prova discursiva. Para essa fase, classificam-se 5% dos alunos com melhor desempenho na primeira etapa.

Os alunos de Cocal dos Alves têm liderado o ranking de medalhas de ouro da Obmep proporcionalmente em número de habitantes. Em 2012 foram conquistadas 10 medalhas. A competição tem entre seus objetivos, estimular e promover o estudo da Matemática entre os alunos das escolas públicas. Além de contribuir para a melhoria da qualidade da educação básica. A Obmep é promovida pelos ministérios da Educação e da Ciência e Tecnologia e é realizada pelo Instituto Nacional de Matemática Aplicada (Impa) e pela Sociedade Brasileira de Matemática (SBM).

08 de setembro de 2012

Prefeitura municipal teve contas reprovadas pelo TCE

Irregularidades encontradas nas contas do FUNDEB e FMS

A prefeitura municipal de Cocal dos Alves (258 km de Teresina) teve as contas rejeitadas pelo Tribunal de Contas do Estado (TCE). As contas são referentes a gestão do ano de 2010, que está sob a responsabilidade do prefeito Antônio Lima de Brito, conhecido como Silvestre.

O Conselheiro Anfrísio Neto Lobão Castelo Branco foi o relator do processo, e o representante do Ministério Público foi o procurador Márcio André Madeira de Vasconcelos.

Entre as várias irregularidades encontradas estão: Envio de balancetes mensais com atraso; Envio intempestivo e ausência de peças exigidas pela resolução TCE n° 905/09; Devolução de cheque sem a correspondente provisão de fundos; Ausência de fiscalização de licitações cadastradas no sistema Licita Web; Empenhamento e pagamento das tarifas bancárias; Ausência de licitação no valor de R$ 933.864,33; Despesas sem os respectivos processos de dispensa e/ou inexigibilidade; Fragmentação de despesas no valor de R$ 358.661,65; Ausência de registro de receita da COSIP; Contratação de advogado e contador sem ter sido precedida das formalizações legais; Pagamento de multa e juros nas contribuições previdenciárias no valor de R$ 38.289,50; Repasse para a Câmara atingiu o percentual de 7,36% da receita efetiva do município, superior ao limite constitucional de 7%; entre outras.

As contas do FUNDEB sob a responsabilidade da gestora Narjara Machado Benício também foram reprovadas. Dentre as irregularidades apontadas pelo TCE estão: Gastos com profissionais do magistério atingiu o percentual de 53,33%, abaixo do exigido constitucionalmente (60%); Despesas sem licitação no valor de R$ 79.707,50; Fragmentação de despesas no valor de R$ 551.565,15; Nos processos licitatórios analisados, observou-se fortes indícios de montagem e documentação inidônea; Contratação temporária de professores sem base legal; e outras.
Nas contas do FMS (Fundo Municipal de Saúde) de responsabilidade de Raphael Prado Araújo também foram detectadas as seguintes falhas: Despesas sem licitação no valor de R$ 199.155,47; Fragmentação de despesas no valor de R$ 152.366,37; Despesas não compatíveis com ações de saúde; entre outras.

No parecer do TCE somente foram aprovadas com ressalvas as contas do FMAS ( Fundo Municipal de Assistência Social) que é de responsabilidade da gestora Valdelice de Brito Araújo e da Câmara Municipal de responsabilidade de Lindomar Brandão de Castro.

04 de agosto de 2012

Diretores americanos visitam escolas do Piauí

Cocal dos Alves é uma das cidades visitadas

Na tarde desta sexta-feira, dia 03, a cidade de Cocal dos Alves, além de outros municípios piauienses, recebeu a visita de dois diretores de escolas norte-americanas acompanhados por membros da Seduc. São John McKinley, diretor da escola Belle Heth, em Radford, Virginia e Jeffrey Dase, diretor da Academia de Línguas Edward Coles, em Chicago.

O intercâmbio ocorreu em prol do fortalecimento dos laços entre escolas brasileiras e estadunidenses, das trocas culturais e melhoria do ensino público no país. Este último foi um dos pontos fortes no discurso de Jeffrey Dase que disse "acredito na escola pública, foi de lá que vim e onde estou hoje". A visita faz parte do Prêmio Gestão Escolar, instituído pelo Consed e que visa melhorar a qualidade do ensino e da aprendizagem.

A equipe da escola Augustinho Brandão mostrou com satisfação o excelente histórico em competições de conhecimento e aprovações nos vestibulares, assegurando que educação pública pode ser sinônimo de qualidade. Foram bastante aplaudidos e elogiados. Depois da troca de experiências, os convidados foram conhecer as instalações do colégio, e ficaram bastante satisfeitos.

É certo que ações como essas são úteis para destacar e envolver a sociedade em torno do bem mais precioso para um país, a educação. Tais condutas deveriam tomar proporções maiores para melhorar a qualidade do ensino no país e reverter o atual quadro de desigualdade e pobreza. Esta é a parte louvável do discurso dos docentes de Cocal dos Alves.