• Unimed
  • assinatura jornal

Notícias Beneditinos

13 de outubro de 2016

Justiça condena ex-senador Gim Argello em ação da Lava Jato

Ex-senador foi alvo da 28ª fase da Lava Jato que foi deflagrada em abril. Donos e executivos de empreiteiras também foram condenados.

A Justiça Federal condenou nesta quinta-feira (13) o ex-senador Gim Argello a 19 anos de prisão, inicialmente, em regime fechado em ação no âmbito da Operação Lava Jato. O juiz Sérgio Moro condenou o ex-senador pelos crimes de corrupção, lavagem e obstrução à investigação de organização criminosa. O ex-senador foi absolvido do crime de organização criminosa.
Empreiteiros, que aparecem como réus em outras ações da Lava Jato, também foram condenados. Moro absolveu cinco dos acusados neste processo, de todos os crimes denunciados, por falta de provas. Veja a lista abaixo.

O ex-senador está preso desde abril, quando a 28ª fase da Lava Jato foi deflagrada. A força-tarefa da Lava Jato afirma que há indícios concretos de que ele solicitou vantagem indevida para evitar que os empreiteiros fossem chamados para depor na Comissão Parlamentar Mista de Inquérito (CPMI) da Petrobras, em 2014.

"O condenado, ao invés de cumprir com seu dever, aproveitou o poder e oportunidade para enriquecer ilicitamente, dando continuidade a um ciclo criminoso. A prática de crimes por parlamentares, gestores da lei, é especialmente reprovável, mas ainda mais diante de traição tão básica de seus deveres públicos e em um cenário de crescente preocupação com os crimes contra Petrobrás", disse Moro.


Foto: Waldemir Barreto/ Agência Senado

Veja os réus desta ação

-Jorge Afonso Argello (Gim Argello) - ex-senador pelo PTB
-Jorge Afonso Argello Junior - filho do ex-senador  - absolvido
-Paulo César Roxo Ramos - assessor do ex-senador - absolvido
-Valério Neves Campos - ex-secretário-geral da Câmara Legislativa do Distrito Federal - absolvido
-José Aldemário Pinheiro Filho - ex-presidente da construtora OAS
-Roberto Zardi Ferreira - diretor de Relações Institucionais da OAS - absolvido
-Dilson de Cerqueira Paiva Filho - executivo ligado à OAS - absolvido
-Ricardo Ribeiro Pessoa - dono da construtora UTC
-Walmir Pinheiro Santana - ex-diretor financeiro da UTC

As investigações
O dono da UTC Engenharia, Ricardo Pessoa, é colaborador da Operação Lava Jato e afirmou em audiência que pagou R$ 5 milhões, em forma de contribuição eleitoral para diversos partidos, para que não fosse chamado na CPMI.
De acordo com Pessoa, ele aceitou pagar a propina para preservar a imagem da empresa e também a imagem pessoal dele.
"[Aceitei] por causa do meu receio de uma explosão de um assunto tão grave como a CPI da Petrobras. Não preciso lhe dizer onde nós desaguamos", disse o empresário em depoimento.

Na versão de Gim Argello, entretanto, houve pedido de doação eleitoral e não de vantagem indevida em função da CPMI. Ele disse que Ricardo Pessoa afirmou que tinha intenção de colaborar com a campanha para o governo e pediu para que o ex-senador encaminhasse resultados de pesquisas eleitorais. Segundo o ex-senador, Ricardo Pessoa fez doações eleitorais, mas nenhuma diretamente para Argello.

Justiça condena ex-senador Gim Argello em ação da Lava Jato

Ex-senador foi alvo da 28ª fase da Lava Jato que foi deflagrada em abril. Donos e executivos de empreiteiras também foram condenados.

A Justiça Federal condenou nesta quinta-feira (13) o ex-senador Gim Argello a 19 anos de prisão, inicialmente, em regime fechado em ação no âmbito da Operação Lava Jato. O juiz Sérgio Moro condenou o ex-senador pelos crimes de corrupção, lavagem e obstrução à investigação de organização criminosa. O ex-senador foi absolvido do crime de organização criminosa.
Empreiteiros, que aparecem como réus em outras ações da Lava Jato, também foram condenados. Moro absolveu cinco dos acusados neste processo, de todos os crimes denunciados, por falta de provas. Veja a lista abaixo.

O ex-senador está preso desde abril, quando a 28ª fase da Lava Jato foi deflagrada. A força-tarefa da Lava Jato afirma que há indícios concretos de que ele solicitou vantagem indevida para evitar que os empreiteiros fossem chamados para depor na Comissão Parlamentar Mista de Inquérito (CPMI) da Petrobras, em 2014.

"O condenado, ao invés de cumprir com seu dever, aproveitou o poder e oportunidade para enriquecer ilicitamente, dando continuidade a um ciclo criminoso. A prática de crimes por parlamentares, gestores da lei, é especialmente reprovável, mas ainda mais diante de traição tão básica de seus deveres públicos e em um cenário de crescente preocupação com os crimes contra Petrobrás", disse Moro.


Foto: Waldemir Barreto/ Agência Senado

Veja os réus desta ação

-Jorge Afonso Argello (Gim Argello) - ex-senador pelo PTB
-Jorge Afonso Argello Junior - filho do ex-senador  - absolvido
-Paulo César Roxo Ramos - assessor do ex-senador - absolvido
-Valério Neves Campos - ex-secretário-geral da Câmara Legislativa do Distrito Federal - absolvido
-José Aldemário Pinheiro Filho - ex-presidente da construtora OAS
-Roberto Zardi Ferreira - diretor de Relações Institucionais da OAS - absolvido
-Dilson de Cerqueira Paiva Filho - executivo ligado à OAS - absolvido
-Ricardo Ribeiro Pessoa - dono da construtora UTC
-Walmir Pinheiro Santana - ex-diretor financeiro da UTC

As investigações
O dono da UTC Engenharia, Ricardo Pessoa, é colaborador da Operação Lava Jato e afirmou em audiência que pagou R$ 5 milhões, em forma de contribuição eleitoral para diversos partidos, para que não fosse chamado na CPMI.
De acordo com Pessoa, ele aceitou pagar a propina para preservar a imagem da empresa e também a imagem pessoal dele.
"[Aceitei] por causa do meu receio de uma explosão de um assunto tão grave como a CPI da Petrobras. Não preciso lhe dizer onde nós desaguamos", disse o empresário em depoimento.

Na versão de Gim Argello, entretanto, houve pedido de doação eleitoral e não de vantagem indevida em função da CPMI. Ele disse que Ricardo Pessoa afirmou que tinha intenção de colaborar com a campanha para o governo e pediu para que o ex-senador encaminhasse resultados de pesquisas eleitorais. Segundo o ex-senador, Ricardo Pessoa fez doações eleitorais, mas nenhuma diretamente para Argello.

05 de janeiro de 2015

Você sabe o que é comemorado dia 6 de Janeiro? Veja um pouco dessa história

Dia de Reis

NoBrasil, geminado culturalmente com Portugal, esta tradição tem muito do que se faz no velho país. A festa é comemorada com doces e comidas típicas das regiões. Há ainda festivais com asCompanhias de Reis(grupo de músicos e dançarinos) que cantam músicas referentes ao evento, as conhecidas festas daFolia de Reis.

Dia de Reis, segundo a tradição cristã, seria aquele em que Jesus recém-nascido recebera a visita de "alguns magos do oriente que, segundo o hagiológio, foram três Reis Magos, e que ocorrera no dia 6 de janeiro. A noite do dia 5 de janeiro e madrugada do dia 6 é conhecida como "Noite de Reis".

Em Beneditinos é dia de muitas rezas com leilão,com muita animação,os tradicionais caretas e muita comida

Você sabe o que é comemorado dia 6 de Janeiro? Veja um pouco dessa história

Dia de Reis

NoBrasil, geminado culturalmente com Portugal, esta tradição tem muito do que se faz no velho país. A festa é comemorada com doces e comidas típicas das regiões. Há ainda festivais com asCompanhias de Reis(grupo de músicos e dançarinos) que cantam músicas referentes ao evento, as conhecidas festas daFolia de Reis.

Dia de Reis, segundo a tradição cristã, seria aquele em que Jesus recém-nascido recebera a visita de "alguns magos do oriente que, segundo o hagiológio, foram três Reis Magos, e que ocorrera no dia 6 de janeiro. A noite do dia 5 de janeiro e madrugada do dia 6 é conhecida como "Noite de Reis".

Em Beneditinos é dia de muitas rezas com leilão,com muita animação,os tradicionais caretas e muita comida

10 de dezembro de 2013

09 de dezembro de 2013

19 de julho de 2013

Vereador consegue redução do preço da passagem de transporte coletivo.

A população é a maior beneficiária dessa ação.

Desde 12 de julho/13, o preço da passagem de ônibus no trecho Beneditinos/Teresina/Beneditinos foi reduzida. Via Altos em 23%, passando de R$ 13,00 para R$ 10,00. Já via povoado Lages a redução foi de 20%, passando de R$ 10,00 para R$ 8,00. Conforme noticiamos há alguns dias atrás, a solicitação foi motivada em virtude dos preços elevados das passagens nesse percurso, já que Beneditinos é um dos municípios que fazem parte da Grande Teresina e há uma lei que foi sancionada pelo então governador, Wellington Dias, onde a passagem de transporte coletivo para os municípios que compõem a Grande Teresina deve ter preço diferenciado, ou seja, reduzida.

Sabendo dessa situação o vereador Cleanto Alves(DEM), buscou junto a principal empresa de ônibus que faz o transporte coletivo nos trechos citados acima, para que a mesma reduzisse os preços das passagens para os usuários. No dia 11 de julho/13, um documento foi assinado entre o vereador e um representante da empresa selando o acordo que culminou com a redução da tarifa. Em consequência disso, as duas outras empresas que fazem o mesmo percurso, também, promoveram a redução. Uma ação do parlamentar que tem de ser valorizada por todos, pois, o povo Beneditinense é o grande beneficiário. Veja abaixo o documento na íntegra.

Vereador consegue redução do preço da passagem de transporte coletivo.

A população é a maior beneficiária dessa ação.

Desde 12 de julho/13, o preço da passagem de ônibus no trecho Beneditinos/Teresina/Beneditinos foi reduzida. Via Altos em 23%, passando de R$ 13,00 para R$ 10,00. Já via povoado Lages a redução foi de 20%, passando de R$ 10,00 para R$ 8,00. Conforme noticiamos há alguns dias atrás, a solicitação foi motivada em virtude dos preços elevados das passagens nesse percurso, já que Beneditinos é um dos municípios que fazem parte da Grande Teresina e há uma lei que foi sancionada pelo então governador, Wellington Dias, onde a passagem de transporte coletivo para os municípios que compõem a Grande Teresina deve ter preço diferenciado, ou seja, reduzida.

Sabendo dessa situação o vereador Cleanto Alves(DEM), buscou junto a principal empresa de ônibus que faz o transporte coletivo nos trechos citados acima, para que a mesma reduzisse os preços das passagens para os usuários. No dia 11 de julho/13, um documento foi assinado entre o vereador e um representante da empresa selando o acordo que culminou com a redução da tarifa. Em consequência disso, as duas outras empresas que fazem o mesmo percurso, também, promoveram a redução. Uma ação do parlamentar que tem de ser valorizada por todos, pois, o povo Beneditinense é o grande beneficiário. Veja abaixo o documento na íntegra.

18 de julho de 2013

13 de julho de 2013

Assaltos e arrombamentos continuam ocorrendo com frequência em Beneditinos.

População reclama da falta desegurança.

Proprietários de estabelecimentos comerciais de Beneditinos estão preocupados com a onda de assaltos e arrombamentos na cidade.

Nos últimos dias um depósito de gás foi assaltado no horário de funcionamento e a sede do poder judiciário foi arrombada e até agora não se sabe o paradeiro dos indivíduos que cometeram esses atos.

 Em conversa com um comerciante, que não quis se identificar, se queixa de que arrombaram sua loja e levaram boa parte de suas mercadorias, para ele falta segurança na cidade e pelo que parece nenhuma medida vai ser tomada pelas autoridades para resolver ou minimizar o problema. âSe as coisas não melhorarem e os assaltos e arrombamentos persistirem estou pensando em fechar o comércio em Beneditinos e abrir um estabelecimento em outra cidadeâ, pontuou o comerciante.

Na quinta-feira (11), por volta das 17:30h, um depósito de gás, localizado próximo a entrada da cidade foi assaltado. Segundo informações de terceiros, indivíduos armados, entraram no comércio e deram voz de assalto, conseguindo levar o dinheiro que estava no caixa, além de roubarem  pertences dos funcionários. O que mais impressiona é que o fato ocorreu na luz do dia. A audácia desses elementos está muito grande, não temem mais nada, estão roubando sem a menor preocupação.

Na sexta-feira(12), ao chegarem logo cedo ao trabalho, os funcionários do fórum de justiça se depararam com uma situação de arrombamento. Indivíduos entraram pelo telhado e arrombaram portas, armários e caixas fechadas. Não levaram nada, pelo que parece estavam atrás de armas.   

Por estes acontecimentos, a população se queixa muito da falta de segurança que tem reinado nos últimos tempos no município. Beneditinos deixou de ser uma cidade pacata, tranquila e segura, principalmente porque nada é feito para coibir esses atos, até quando teremos que conviver com essa situação? A falta de infraestrutura das polícias Civil e Militar é notória a todos, não precisa ser um especialista para perceber que os policiais que aqui trabalham não possuem as mínimas condições para exercerem as suas funções conforme a legislação e os anseios da sociedade.

A cidade tem poucos policiais tanto civis quanto militares. Todos sabem que o papel da Polícia Civil é investigativo, embora ela tenha também o poder de prisão. Mas, mesmo com o compromisso de dar segurança à população, de fazer rondas diurnas e noturnas a Polícia Militar de Beneditinos, não está trazendo o resultado esperado e os bandidos parecem tomar as redias da situação.

Sabemos do esforço dos policiais em tentar acabar com atos de violência na cidade, mas todo esforço não está sendo suficiente, uma vez que a policia não dispõe de toda uma estrutura técnica para prender os indivíduos que cometem esses crimes e muitas vezes fazem muito com pouco, no entanto, é dever das autoridades municipais e estaduais procurar reforçar o contingente policial e dar melhor estrutura material para as polícias civil e militar aqui instaladas. Só assim, poderemos ter dias melhores.

Assaltos e arrombamentos continuam ocorrendo com frequência em Beneditinos.

População reclama da falta desegurança.

Proprietários de estabelecimentos comerciais de Beneditinos estão preocupados com a onda de assaltos e arrombamentos na cidade.

Nos últimos dias um depósito de gás foi assaltado no horário de funcionamento e a sede do poder judiciário foi arrombada e até agora não se sabe o paradeiro dos indivíduos que cometeram esses atos.

 Em conversa com um comerciante, que não quis se identificar, se queixa de que arrombaram sua loja e levaram boa parte de suas mercadorias, para ele falta segurança na cidade e pelo que parece nenhuma medida vai ser tomada pelas autoridades para resolver ou minimizar o problema. âSe as coisas não melhorarem e os assaltos e arrombamentos persistirem estou pensando em fechar o comércio em Beneditinos e abrir um estabelecimento em outra cidadeâ, pontuou o comerciante.

Na quinta-feira (11), por volta das 17:30h, um depósito de gás, localizado próximo a entrada da cidade foi assaltado. Segundo informações de terceiros, indivíduos armados, entraram no comércio e deram voz de assalto, conseguindo levar o dinheiro que estava no caixa, além de roubarem  pertences dos funcionários. O que mais impressiona é que o fato ocorreu na luz do dia. A audácia desses elementos está muito grande, não temem mais nada, estão roubando sem a menor preocupação.

Na sexta-feira(12), ao chegarem logo cedo ao trabalho, os funcionários do fórum de justiça se depararam com uma situação de arrombamento. Indivíduos entraram pelo telhado e arrombaram portas, armários e caixas fechadas. Não levaram nada, pelo que parece estavam atrás de armas.   

Por estes acontecimentos, a população se queixa muito da falta de segurança que tem reinado nos últimos tempos no município. Beneditinos deixou de ser uma cidade pacata, tranquila e segura, principalmente porque nada é feito para coibir esses atos, até quando teremos que conviver com essa situação? A falta de infraestrutura das polícias Civil e Militar é notória a todos, não precisa ser um especialista para perceber que os policiais que aqui trabalham não possuem as mínimas condições para exercerem as suas funções conforme a legislação e os anseios da sociedade.

A cidade tem poucos policiais tanto civis quanto militares. Todos sabem que o papel da Polícia Civil é investigativo, embora ela tenha também o poder de prisão. Mas, mesmo com o compromisso de dar segurança à população, de fazer rondas diurnas e noturnas a Polícia Militar de Beneditinos, não está trazendo o resultado esperado e os bandidos parecem tomar as redias da situação.

Sabemos do esforço dos policiais em tentar acabar com atos de violência na cidade, mas todo esforço não está sendo suficiente, uma vez que a policia não dispõe de toda uma estrutura técnica para prender os indivíduos que cometem esses crimes e muitas vezes fazem muito com pouco, no entanto, é dever das autoridades municipais e estaduais procurar reforçar o contingente policial e dar melhor estrutura material para as polícias civil e militar aqui instaladas. Só assim, poderemos ter dias melhores.

12 de julho de 2013

11 de julho de 2013

24 de junho de 2013

20 de junho de 2013

18 de junho de 2013

17 de junho de 2013