• assinatura jornal

Jovem de 25 anos é executado com três tiros na cabeça, na zona Norte

Rapaz identificado como Anderson Silva tinha passagens pela polícia por assaltos e tráfico de drogas. Polícia acredita em acerto de contas.

20/04/2017 08:03h - Atualizado em 20/04/2017 09:40h

Mais uma execução aconteceu em Teresina. A vítima desta vez é um homem que, segundo a PM, tem diversas passagens pela Justiça. O rapaz identificado como Anderson Silva, de aproximadamente 25 anos, foi morto com três tiros na cabeça.

Segundo informações do comandante de operações do 13º BPM, o tenente Elivaldo Moraes, o crime tem características de execução. “Ele já é conhecido da polícia. Tem passagens por roubo, assalto, tráfico de drogas. Essa morte pode ter sido por acerto de contas”, comenta o policial militar.

O tenente Elivaldo conta que dois homens chegaram em uma motocicleta na casa improvisada onde Anderson morava, numa invasão na área do residencial Dilma Rousseff. A vítima tentou fugir dos executores, mas foi alvejado. “Ao todo foram feitos seis disparos, e três acertaram o Anderson na cabeça”, disse. O crime aconteceu por volta das 21h30.

O tenente disse a Polícia Militar suspeita que duas pessoas que moram no Parque Brasil possam ser os autores da execução.

Diante da família

Ainda de acordo com informações da PM, Anderson teria sido assassinado diante da família. A discussão teria se iniciado por conta de uma disputa pela casa onde ele morava, no Dilma Rousseff. Anderson estaria morando em uma casa que não era sua, e a pessoa que tem direito sobre a casa teria chegado ao local e entrado em conflito com o rapaz. Esta pessoa teria então saído do local e voltado com um comparsa, e um deles atirou contra a vítima.

A esposa de Anderson estaria presente no momento dos disparos, com um filho pequeno no colo. Um tiro chegou a ser disparado na direção dos dois.

Edição: Nayara Felizardo
Por: Andrê Nascimento

Deixe seu comentário