• Patrimônio 09/17
  • Unimed
  • assinatura jornal

Jones testa positivo para esteroide em segunda amostra de exame antidoping

O lutador nega ter tomado a substância conscientemente

13/09/2017 10:22h

A segunda amostra do exame antidoping realizado por Jon Jones confirmou o resultado da primeira: o campeão dos meio-pesados do UFC falhou no teste, que identificou o esteroide Turinabol no atleta, informou o site da "ESPN" americana. O exame foi feito no dia 28 de julho, mas o atleta nega ter tomado a substância conscientemente. A equipe de Cormier realiza uma investigação para saber como o anabolizante foi ingerido pelo atleta.


Essa é a terceira vez que o lutador é pego no exame antidoping. Foto: Reprodução/UFC

O resultado do primeiro teste, divulgado no dia 22 de agosto, foi exatamente o mesmo: positivo para turinabol. Na esteira da notícia, a expectativa era que o lutador perdesse o cinturão conquistado na luta do UFC 214 contra Daniel Cormier, no dia 29 de julho.

Esta foi a terceira vez que Jon Jones foi flagrado no antidoping, o que motivou Dana White a dizer que este pode ser o fim da carreira do lutador. "São dois ou três flagrantes agora. Isso deve ser o fim da carreira. Mesmo falando de seu legado, isso deve ser o fim", declarou Dana no final de agosto.

Nas duas primeiras ocasiões, Jones passou impune apesar de testar positivo. A primeira delas foi pelo uso de cocaína em um teste fora de competição, já a segunda o manteve fora do UFC 200 na semana da luta, mas o lutador provou que era um remédio (para performance sexual) contaminado.

Nocauteado por Jon Jones na principal luta do UFC 214, Daniel Cormier defendeu o adversário das acusações e pediu calma para que o caso fosse analisado e julgado do começo ao fim.

"É muito triste que vamos passar por tudo isso de novo. É triste que uma coisa assim possa acontecer, e quanto mais você aprende sobre a substância que ele foi flagrado, torna tudo isso ainda mais decepcionante. Tudo o que podemos fazer é esperar pela contraprova e ver o que vai acontecer", disse Cormier na última quarta-feira (6).

Fonte: Folhapress

Deixe seu comentário