• BSL NE
  • VIP TAXI teresina
  • bbrock
  • assinatura jornal

Corinthians inicia semana decisiva para reforços e até para o presidente

Semana promete mudanças e novidades no Corinthians

09/01/2017 08:19h

O Corinthians começa a semana de olho nas prováveis chegadas de Pablo, Gabriel e William Pottker para a equipe, mas ainda mais ligado em mudanças que podem ocorrer no comando do clube. Com uma decisiva reunião entre o ex-presidente Andrés Sanchez e o atual mandatário Roberto de Andrade marcada para esta segunda-feira, o Alvinegro terá dias decisivos para saber quem ficará a cargo do futebol em 2017.

A situação que mais impressiona é a de Roberto, que participou pouco do planejamento para o próximo ano e ficou distante do futebol nos últimos dois meses, algo que irritou dirigentes históricos do clube. Incomodados com o que dizem ser um “mandato à distância” do presidente eleito em 2015, nomes como Andrés, Luis Paulo Rosenberg e Jorge Kalil podem formar uma “coalizão” para guiar o time do Parque São Jorge.

“Depende do presidente (se licenciar). Eu vou falar com ele amanhã (segunda-feira), preciso falar um monte de coisas que vejo e sinto. Vamos juntar o máximo de pessoas para resgatar o Corinthians e sair desse noticiário pejorativo”, disse Sanchez à Rádio Transamérica. Mesmo tratando-se de uma nova corrente tentando assumir o controle do Alvinegro, como se percebe pelas palavras de Andrés, o deputado federal nega que vá tomar o poder.

“Não estou propondo assumir nada. Mas óbvio que estou à disposição para o que o presidente precisar e o problema é maior que o futebol. Temos que unir as forças e apaziguar o clube. Esse negócio de impeachment atrapalha profundamente as estruturas. Temos vários contratos e isso traz uma insegurança ao seu parceiro”, explicou Andrés.

Ainda fora do campo, mas com influência direta no gramado, o clube tenta selar os negócios pelo zagueiro Pablo, o volante Gabriel e o atacante William Pottker, vistos justamente como respostas às críticas de que a diretoria não agiu como deveria nos bastidores enquanto os rivais se reforçavam.

O nome que está mais perto é Pablo. Ele chegaria por um ano, em condição de empréstimo, restando apenas uma definição sobre a redução salarial que ele terá de passar para se adequar à folha corintiana. A expectativa é que ele desembarque no Brasil até quarta-feira, podendo participar dos primeiros dias de treinamento antes da viagem para a Flórida.

Gabriel, considerado o grande nome do “pacote”, tem salários acertados com o clube, mas seus empresários ainda procuram algum clube interessado no exterior. Após dois anos de bom futebol e lesões no arquirrival Palmeiras, o meio-campista chegaria para resolver o problema do Timão na proteção da zaga, setor mais criticado de 2016.

Já Pottker, um dos artilheiros do Campeonato Brasileiro do ano passado, depende apenas de um convencimento da Ponte Preta a respeito da cessão dos seus direitos. Incomodado com as dificuldades impostas pela Macaca na negociação, ele chegou a postar em uma rede social que viria para São Paulo para “resolver sua vida” no domingo. Com pouco dinheiro em caixa, o Corinthians tenta uma engenharia financeira para pagar os cerca de R$ 5 milhões exigidos por 50% dos seus direitos econômicos.

Fonte: Esporte interativo

Deixe seu comentário