• Patrimônio 09/17
  • Unimed
  • assinatura jornal

Notícias Campeonato Brasileiro

07 de março de 2017

Vasco tem inúmeros motivos para se preocupar com o Vitória

O Cruz Maltino é aterrorizado pelo Vitória, que tem participação em dois rebaixamentos dos cariocas no Brasileirão e na eliminação da Copa do Brasil de 2010. Relembre confrontos

Vasco tem inúmeros motivos para se preocupar com o Vitória
O Cruz Maltino é aterrorizado pelo Vitória, que tem participação em dois rebaixamentos dos cariocas no …

Pela terceira fase da Copa do Brasil, Vasco e Vitória se enfrentam em São Januário. Nesta quinta-feira, o Cruz Maltino entrará em campo com preocupação suficiente para encarar o adversário, principalmente porque a história do confronto aterroriza o dono da casa.

Até agora, pela Copa do Brasil, o Cruz Maltino passou o Vila Nova (2 a 1) e o Santos-AP (2 a 0). Enquanto isso, o Vitória bateu o Luziânia (2 a 0) e o Bragantino (3 a 2). Ao que tudo indica, o confronto será difícil.


Goleada do Vitória por 5 a 0 - 10/08/2008

De todos os confrontos contra o Vitória, o ano de 2008 é dono dos piores para os vascaínos. No Campeonato Brasileiro, o Cruz Maltino lutava para se manter na Série A, enquanto o Vitória buscava vaga no G-4. E foi na goleada do Vitória por 5 a 0 que o sonho ficou mais próximo para um e o pesadelo para outro.

Era o jogo da estreia do técnico Tita e com toda certeza ele não esperava começar com o pé esquerdo, mas, no Barradão, Dinei, Ramon, Leandro Domingues, Jackson e Adriano se tornaram o maior terror do time carioca. Na partida, Edmundo e Leandro Amaral tiveram que deixar o campo e as coisas, que já não estavam boas, só pioraram. Com o resultado, o Vitória chegou aos 32 pontos, ocupando a quinta posição na tabela, enquanto o Vasco voltou para casa com 19 pontos e uma lamentável 17ª colocação.

Vasco rebaixado para a Série B do Campeonato Brasileiro 07/12/2008

Foi a última partida do Cruz Maltino sob comando de Renato Gaúcho. O Leão derrotou o Vasco, e a torcida sentiu o 2 a 0 mais amargo da história. Para não ser rebaixado, o time carioca dependia de uma vitória e de uma uma combinação de resultados, mas nada favoreceu.

O Vitória, que tinha acabado de voltar à elite do futebol brasileiro e lutava por uma vaga na Libertadores, teve queda de rendimento e terminou a competição em 10º lugar, graças aos gols marcados por Leandro Domingues e Adriano. Já o Vasco, que estava em 17º na goleada, perdeu mais uma posição, acumulando 40 pontos.


Vitória elimina o Vasco da Copa do Brasil 2010

Na primeira partida, realizada no Barradão, o Leão venceu por 2 a 0 e o Vasco reagiu em São Januário, mas mesmo a vitória por 3 a 1 não foi suficiente para manter o Cruz Maltino na competição, já que o critério de desempate foi o gol fora de casa.

Dessa forma, o Vasco, que havia passado Souza, ASA e Corinthians-PR, abandonou a competição nas quartas de final, no dia 5 de maio de 2010.


Vitória piora crise do Vasco em 2013

A primeira vez no ano que os times se enfrentaram foi no Barradão. O time de São Januário já dava indícios de crise no início do Campeonato Brasileiro e perdeu para o Vitória, na terceira rodada, por 2 a 0. O Vasco vinha de uma goleada de 5 a 1 para o São Paulo e caiu na armadilha do Leão. Dinei foi o autor dos dois gols da partida. Após o jogo, o Vitória assumiu a liderança provisória do Campeonato Brasileiro, ao lado do Botafogo. Já o Vasco, que tinha apenas uma vitória e duas derrotas, seguiu no torneio com três pontos.

Em setembro os times voltaram a se enfrentar, dessa vez em São Januário, o Vasco saiu na frente, mas deu brecha para o Vitória empatar e virar o jogo na etapa final. A derrota por 2 a 1 ampliou a crise do Cruz Maltino, que estava com 24 pontos beirando o rebaixamento. O que já era esperado aconteceu mais uma vez, o Vasco foi degolado e caiu para a Série B.

No embalo do título brasileiro, Palmeiras inicia a Libertadores contra novato

Buenos Aires, 7 mar (EFE).- O Palmeiras estreia na Taça Libertadores nesta quarta-feira, em visita ao novato Atlético Tucumán, na Argentina, com o velho sonho de repetir a conquista de 1999, agora motivado com o título do Campeonato Brasileiro do ano

Buenos Aires, 7 mar (EFE).- O Palmeiras estreia na Taça Libertadores nesta quarta-feira, em visita ao novato Atlético Tucumán, na Argentina, com o velho sonho de repetir a conquista de 1999, agora motivado com o título do Campeonato Brasileiro do ano passado e o reforço do atacante colombiano Miguel Borja, atual campeão do torneio continental pelo Atlético Nacional.

A 17ª participação do Verdão na Libertadores começará com três desfalques. O zagueiro Yerri Mina está suspenso por ter sido expulso na final do ano anterior, quando defendia o Santa Fe. O também defensor Thiago Martins sofreu uma lesão no joelho esquerdo em jogo-treino e ficará até seis meses afastado dos gramados.

Já o volante Tchê Tchê, que se recupera de uma lesão desde fevereiro, não ficou apto a tempo e sequer foi relacionado pelo técnico Eduardo Baptista para a estreia no torneio.

Para a partida desta quarta-feira, o treinador deve dar uma chance a Borja, que já balançou as redes duas vezes com a camisa do Palmeiras pelo Campeonato Paulista, do qual a equipe lidera com folga o grupo C.

"Borja tem muita explosão e velocidade, mas ainda não está em seu auge. A nossa ideia é que ele possa jogar na quarta-feira", afirmou o técnico, sem esclarecer se o colombiano será titular ou se começará no banco de reservas.

O Atlético Tucumán, que participa da competição pela primeira vez, chega à fase de grupos depois de superar heroicamente o El Nacional e o Júnior Barranquilla nas preliminares. A promessa é de um estádio José Fierro lotado, após os ingressos terem esgotado no fim de semana.

Com a paralisação do Campeonato Argentino, a equipe treinada por Pablo Lavallén pode sentir a falta de ritmo de jogo, já que a última partida disputada foi há duas semanas, ao vencer o Junior Barranquilla por 3 a 1 em casa e avançar na competição.

A única dúvida no time é a presença de David Barbona, que recentemente esteve com febre, mas o meia deverá ser confirmado para a partida desta quarta-feira.

"Ainda não ganhamos nada, falta muito caminho a ser percorrido. É preciso levar com seriedade tudo o que chega a nós", enfatizou o atacante Fernando Zampedri em entrevista coletiva prévia ao jogo.

Palmeiras e Atlético Tucumán se enfrentam pelo grupo 5 da Taça Libertadores, que também conta com a presença de Jorge Wilstermann e Peñarol.

Prováveis escalações:.

Atlético Tucumán: Lucchetti; Di Plácido; Bianchi, Canuto e Evangelista; Aliendro, Acosta, Leyes e Barbona; Menéndez e Zampedri. Técnico: Pablo Lavallén.

Palmeiras: Fernando Prass; Jean, Edu Dracena, Vitor Hugo e Egídio; Felipe Melo, Zé Roberto, Michel Bastos, Keno e Dudu; Borja (Róger Guedes). Técnico: Eduardo Baptista.

Árbitro: Mario Díaz de Vivar (Paraguai), auxiliado pelos compatriotas Eduardo Cardozo e Milciades Saldivar.

Estádio: Monumental José Fierro, em Tucumán. EFE

05 de março de 2017

Atlético-GO vence fora de casa; Vila Nova vira no último minuto

O Atlético-GO venceu o Itumbiara por 3 a 0, neste domingo, fora de casa, pela oitava rodada do Campeonato Goiano. Os gols foram do meia Jorginho, que fez dois, e do atacante Júnior Viçosa, um em cada etapa do duelo. Com o triunfo, a equipe da Série A

O Atlético-GO venceu o Itumbiara por 3 a 0, neste domingo, fora de casa, pela oitava rodada do Campeonato Goiano. Os gols foram do meia Jorginho, que fez dois, e do atacante Júnior Viçosa, um em cada etapa do duelo.

Com o triunfo, a equipe da Série A do Campeonato Brasileiro foi a 14 pontos, em segundo lugar do grupo B. Os perdedores seguem com cinco, na lanterna da chave A, e com a pior campanha geral da competição.

Na primeira etapa, o Dragão logo mostrou sua superioridade. Aos 21, Jorginho recebeu na área e não desperdiçou a chance, abrindo o placar para os visitantes no estádio JK.

Antes do fim dos 45 minutos iniciais, uma confusão na arquibancada, entre as torcidas, levou à paralisação do jogo por alguns instantes. Após a situação se acalmar, a partida reiniciou, mas sem grandes emoções até o intervalo.

Aos 14 do segundo tempo, os comandados de Marcelo Cabo ampliaram, para inibir qualquer esperança dos rivais. Negueba serviu o centroavante Júnior Viçosa, que só empurrou para as redes: 2 a 0.

Antes do final da partida, Jorginho fez mais um para o Dragão. O meia aproveitou cruzamento para a área e colocou no fundo do gol, para completar o triunfo: 3 a 0, placar final.

Na próxima rodada, o Atlético-GO tem o clássico contra o Goiás, no Serra Dourada. O Itumbiara, ainda em busca da primeira vitória, visita o Rio Verde.

Vila Nova vence em casa

Após a eliminação na Copa do Brasil, para o Vasco, na última quarta-feira, o Vila Nova enfrentou o Rio Verde em busca da recuperação na temporada. E foi o que aconteceu. Em casa, a equipe fez 2 a 1.

Na primeira etapa, André Luis abriu o placar para os visitantes. Já nos minutos finais, aos 36 do segundo tempo, os comandados de Mazola Júnior chegaram ao empate, com Moisés. E, aos 49, Wesley Matos definiu a virada.

Com o resultado, o Tigre foi a 17 pontos, e conseguiu ultrapassar o Goiás, com 14, para assumir a ponta do grupo A, além de manter a melhor campanha da competição até o momento. O Rio Verde parou nos oito.

Em outra partida realizada neste domingo, o Aparecidense confirmou a ótima campanha e venceu o CRAC por 1 a 0, fora de casa. O triunfo, conquistado com gol de Aleílson, deixou a equipe na liderança do grupo B, com 14 pontos. A equipe supera o Atlético-GO no número de gols marcados (12 a 9)

São Paulo repassa R$ 148 mil à Chape por leilão de camisas especiais

Na última rodada do Brasileirão do ano passado, Tricolor homenageou as vítimas do acidente aéreo que abalou o clube catarinense e agora reverte vendas a fundo

São Paulo repassa R$ 148 mil à Chape por leilão de camisas especiais
Na última rodada do Brasileirão do ano passado, Tricolor homenageou as vítimas do acidente aéreo que …

Mais de três meses após o acidente aéreo que vitimou 71 pessoas, a maioria integrantes da delegação da Chapecoense, o São Paulo concluiu ajuda prometida ainda em dezembro. As camisas feitas pelo Tricolor e pela Under Armour para a última rodada do Campeonato Brasileiro, contra o Santa Cruz, foram leiloadas e geraram mais de R$ 148 mil para os catarinenses.

- A ideia do leilão partiu mais uma vez de pessoas que acreditam que São Paulo Futebol Clube tem um importante papel na sociedade. Não poderíamos deixar de estender nossas mãos em um dos momentos mais tristes do futebol brasileiro. Temos convicção de que a Chapecoense irá se reerguer e que a arrecadação vinda desta parceria com a torcida são-paulina vai ajudar a retomada da vida das famílias das vítimas - disse o presidente do clube paulista, Carlos Augusto de Barros e Silva.

Foram feitos 46 uniformes com nomes de integrantes do elenco da Chape. Assim, cada item gerou, em média, R$ 3,2 mil. O dinheiro foi repassado ao fundo de auxílio ao Verdão do Oeste e familiares das vítimas. A Superbid, empresa responsável por fazer o leilão pela internet, aceitou doar os 5% usualmente destinados aos leiloeiros, enquanto os patrocinadores do São Paulo abriram mão de estampar suas marcas nas camisas.

- Nós da Chapecoense ficamos muito agradecidos pela sensibilidade e apoio do São Paulo Futebol Clube. O valor recebido pela realização do leilão de camisas é muito importante neste momento de reconstrução do nosso time e atenção às famílias das vítimas. Muito obrigado aos dirigentes, sócios e torcedores do São Paulo - agradeceu Gilson Vivian, presidente do conselho deliberativo da Chapecoense.

O acidente matou três personagens da história do São Paulo. No elenco da Chape, estavam o lateral-direito Caramelo, emprestado pelo Tricolor até o fim do ano passado, e o volante Cléber Santana, que defendeu o clube em 2010 e 2011. Já entre as vítimas da imprensa - 20, no total - estava o ex-meia e comentarista Mário Sérgio.

01 de março de 2017

Cícero marca três gols e São Paulo avança à 3ª fase da Copa do Brasil

O São Paulo deu mais um passo em direção ao inédito título da Copa do Brasil. Na noite desta quarta-feira, em Londrina, o Tricolor voltou a escancarar a sua eficiência ofensiva e fragilidade defensiva ao derrotar o PSTC-PR, da quarta divisão do Cam

O São Paulo deu mais um passo em direção ao inédito título da Copa do Brasil. Na noite desta quarta-feira, em Londrina, o Tricolor voltou a escancarar a sua eficiência ofensiva e fragilidade defensiva ao derrotar o PSTC-PR, da quarta divisão do Campeonato Brasileiro, por 4 a 2, classificando-se para a terceira fase do torneio nacional.

Com três gols, Cícero foi o grande destaque da partida realizada no Estádio do Café, que recebeu mais de 15 mil são-paulinos. Cueva também deixou o seu. Lucão e Carlos Henrique descontaram para o clube de Cornélio Procópio.

O próximo adversário do São Paulo na competição sairá do confronto entre Grêmio Osasco Audax e ABC, em Natal. As equipes empataram em 1 a 1 no tempo regulamentar e decidirão a vaga nos pênaltis.

Os comandados de Rogério Ceni voltarão a campo no próximo domingo, às 16 horas (de Brasília), para enfrentar o Santo André, no Morumbi, pela sétima rodada do Campeonato Paulista, do qual é o líder do Grupo B, com 11 pontos ganhos.

O jogo – O início da partida não foi promissor para o São Paulo. Logo no primeiro minuto, Maicon dividiu com Santiago e machucou a sola do pé esquerdo. O zagueiro foi atendido e voltou ao campo, mas as dores persistiram e inviabilizaram a permanência do capitão, que foi substituído por Breno aos sete minutos. Além disso, Luiz Araújo foi advertido com cartão amarelo por carrinho desnecessário.

O desequilíbrio entre ataque e defesa tricolores se fez sentir no começo do duelo em Londrina. Aos 13, Rodrigo Caio testou firme após cobrança de escanteio e obrigou o goleiro Juninho a espalmar para cima. A bola sobrou para Cícero, que completou de cabeça para o gol. No minuto seguinte, porém, o PSTC chegou ao empate por meio do atacante Lucão, que recebeu bom passe de Carlos Henrique na esquerda e, livre, bateu cruzado, sem chances para Sidão.

O Tricolor, porém, não se abateu e voltou a pressionar. Aos 26, Luiz Araújo fez Juninho se esticar para salvar os paranaenses. Pouco depois, Cueva invadiu a área pela direita e mandou na quina do travessão. Com o gol amadurecido, o São Paulo colocou a bola no chão para desempatar aos 35 minutos: Cícero tocou para Pratto, que fez o pivô e deixou o meia sozinho para fazer o seu segundo tento na noite.

Ainda antes do intervalo, as redes do Estádio do Café balançariam mais duas vezes. Aos 42, Cueva bateu pênalti sofrido por Breno e ampliou a vantagem tricolor. No entanto, na primeira jogada do PSTC após o gol, o São Paulo sofreu o segundo tento, marcado por Carlos Henrique, que aproveitou que Bruno afastou apenas parcialmente o cruzamento pela direita e finalizou com força – Sidão nem pulou.

Aos 10 minutos da etapa final, Thiago Mendes derrubou Gabriel Pimba na intermediária em lance que não havia disputa pela bola. Na cobrança da falta frontal, Guilherme exigiu boa defesa de Sidão, que afastou para escanteio.

Os paranaenses voltaram a assustar aos 25, quando Erick invadiu a área pela direita, fingiu que ia cruzar e chutou, fazendo Sidão se virar para afastar o perigo. No minuto seguinte, porém, Cícero aliviou a torcida são-paulina. O meia recebeu fora da área e arriscou. A bola saiu rasteira e morreu no canto esquerdo de Juninho. Foi o terceiro gol do camisa 8 na noite.

FICHA TÉCNICA

PSTC-PR 2 X 4 SÃO PAULO

Local: Estádio do Café, em Londrina (PR)

Data: 1º de março de 2017, quarta-feira

Horário: 19h30 (de Brasília)

Árbitro: Marcelo de Lima Henrique – RJ (CBF)

Assistentes: Luiz Claudio Regazone – RJ (CBF) e Luiz Antonio Muniz de Oliveira – RJ (CBF)

Público: 15.585 torcedores

Cartão Amarelo: Luiz Araújo, Thiago Mendes e Wellington Nem (São Paulo); Denilson, Santiago e Lucas Trindade (PSTC)

Gols:

SÃO PAULO: Cícero, aos 13 e 35 minutos do 1º tempo, e aos 26 do 2º tempo; Cueva, aos 42 do 1º tempo

PSTC: Lucão, aos 14 minutos do 1º tempo; Carlos Henrique, aos 44 do 1º tempo

PSTC: Juninho; Paulinho, Lucas Trindade, Marcão e Guilherme; Santiago, Denilson (Dener), Erick e Gabriel Pimba (Rone Dias); Lucão e Carlos Henrique

Técnico: Reginaldo Vital

SÃO PAULO: Sidão; Bruno, Maicon (Breno), Rodrigo Caio e Junior Tavares; João Schmidt (Araruna), Thiago Mendes e Cícero; Cueva, Luiz Araújo (Wellington Nem) e Lucas Pratto

Técnico: Rogério Ceni

Keno ‘foge’ de concorrência com Dudu e treina para jogar na direita

Keno chegou ao Palmeiras como uma aposta vinda do Santa Cruz, mas já participou de cinco dos seis jogos do Verdão na temporada, sendo dois destes como titular. Destaque em 2016 pelo Santa Cruz, o atacante prefere atuar pelo lado esquerdo do ataque, posi

Keno chegou ao Palmeiras como uma aposta vinda do Santa Cruz, mas já participou de cinco dos seis jogos do Verdão na temporada, sendo dois destes como titular. Destaque em 2016 pelo Santa Cruz, o atacante prefere atuar pelo lado esquerdo do ataque, posição que foi de Dudu na campanha do título do Campeonato Brasileiro. Buscando a titularidade, o jogador já treina para atuar no lado contrário e não concorrer com o capitão alviverde.

“Todo mundo quer brigar por uma vaga. Eu não estou aqui para tirar a posição do Dudu, ele foi muito importante no Campeonato Brasileiro ano passado. Teremos várias competições esse ano, com desgaste, viagem, temos de estar preparados para tudo”.

“É difícil jogar pela direita, eu corto para dentro. Na esquerda, me sinto mais à vontade, na direita tenho meus erros de ir para o fundo, não estou acostumado. Tenho de treinar mais, o Eduardo vem fazendo isso comigo. Com os treinamentos, vou pegar isso”, completou o atacante.

No último sábado, em goleada contra a Ferroviária, Keno fez seu primeiro gol pelo Palmeiras no estádio Palestra Itália, no que para muitos, foi o melhor jogo do Verdão na temporada até aqui. Keno também vê desta maneira e espera que o time repita o nível de atuação nos próximos jogos para conquistara a torcida.

“Vai chegar, com mais confiança, mais ritmo de jogo, trabalhando bem. A gente vem treinando um contra um, minha característica é driblar, para quebrar as linhas do adversário. Conversamos sobre isso, que temos de trazer a torcida para nós. Jogando dentro ou fora de casa, o Palmeiras tem de agredir o tempo todo. Torcedor tem de cobrar mesmo, eles vem para o estádio para ver gol, mas temos de ter tranquilidade para quando tivermos a bola no pé sabermos jogar”, concluiu.

Leia mais:

Suspenso, Mina está fora da estreia do Palmeiras na Libertadores

“Sem medo de apanhar”, Keno promete ir pra cima em sua 2ª Libertadores

Alimentando a fama, Felipe Melo exibe seu novo cachorro da raça Pit Bull

O Palmeiras viaja para a Argentina na próxima segunda-feira, e deve fazer um treino no país antes de enfrentar o Atlético Tucumán, quarta-feira, às 21h45 (de Brasília), na estreia da Copa Libertadores da América. Antes, o Verdão tem duelo marcado pelo Campeonato Paulista, sexta, às 21h05, contra o Red Bull, em Campinas.

Janela de transferências da China tem recorde, mas não prejudica Brasil

Asiáticos só compraram um destaque do Brasileirão, apesar de terem investido mais de um bilhão em contratações


Montillo voltou da China e começou a dar alegrias para o Botafogo (Foto: Vitor Silva/SSPress/Botafogo)

Outro clube brasileiro que fez um bom papel foi o Palmeiras. Afinal, em 2015, o Corinthians foi campeão brasileiro e acabou vendendo seus principais jogadores (Gil, Ralf, Renato Augusto e Jadson) para China. Já o Palmeiras, apesar do título, não negociou ninguém com os asiáticos. O clube já tinha se protegido e colocado cláusulas de rescisão muito jogadores para evitar o prejuízo. E além disso, o Verdão ainda pode ser orgulhar porque Miguel Borja dispensou uma proposta chinesa porque preferiu jogar no Brasil.

É possível encontrar algumas explicações para o menor assédio dos chineses aos brasileiros: uma delas é que agora os times preferiram buscar mais reforços em clubes europeus. Os principais brasileiros que foram contratados saíram do "velho continente", como Oscar, Hernanes e Alexandre Pato. Outra explicação possível é a limitação de estrangeiros por equipe: agora apenas três podem jogar por partida.

Mesmo com todas essas mudanças, o valor movimentado por times chineses em 2017 superou os investimentos de 2016: desta vez foram gastos R$ 1,2 bilhão em transações envolvendo 173 jogadores. Chamam atenção também os altos salários pagos pelos clubes: Carlos Tévez, por exemplo, passou a ser o jogador mais bem pago do mundo.

28 de fevereiro de 2017

Janela fecha na China sem dramas a clubes do Brasil: veja as negociações

Marinho foi o único destaque do Brasileirão de 2016 a ser negociado com o futebol chinês. Campeão brasileiro Palmeiras não sofreu como o rival Corinthians, há um ano

Janela fecha na China sem dramas a clubes do Brasil: veja as negociações
Marinho foi o único destaque do Brasileirão de 2016 a ser negociado com o futebol chinês. Campeão brasileiro …

A janela de transferências da China fechou nesta terça-feira sem grandes dramas para os principais clubes brasileiros. Potencial alvo, o campeão brasileiro Palmeiras não sofreu em 2017 como o rival Corinthians, campeão anterior, em 2016. O Verdão não perdeu nenhum jogador para a China e ainda venceu a concorrência com o Shenzhen FC para contratar o atacante Borja, que recusou um salário mais alto na Ásia para jogar no Brasil em 2017.

O único destaque do Brasileirão do ano passado a ser negociado com o mercado chinês foi Marinho, ex-Vitória. O atacante foi vendido ao Changchun por cinco milhões de euros (R$ 16,5 milhões). O atacante Hyuri, do Atlético-MG, foi emprestado ao Chongqing Dangdai Lifan FC nesta terça.

Os principais negócios dos chineses com brasileiros foram feitos na Europa. O meia Oscar, ex-Chelsea (ING), foi a maior contratação da janela: 60 milhões de euros (R$ 198 milhões) pagos pelo Shanghai FC. O atacante Alexandre Pato, ex-Villarreal (ESP), custou 18 milhões de euros (R$ 59,5 milhões) ao Tianjin Quanjian. Hernanes deixou a Juventus (ITA) para jogar no Hebei Fortune por oito milhões de euros (R$ 26 milhões). O argentino Carlitos Tévez também agitou o mercado chinês ao deixar o Boca Juniors (ARG). Confira os principais nomes negociados com a China nas imagens acima.

Alguns brasileiros fizeram o caminho de volta ao Brasil neste início de ano: Jadson e Jucilei deixaram a Ásia rumo a Corinthians e São Paulo, respectivamente. Jô também voltou ao Timão, ainda no fim de 2016. Montillo e Conca saíram da China e acertaram com Botafogo e Flamengo.

Há um ano, o Corinthians campeão brasileiro perdeu sua base para os chineses, que contrataram Gil, Ralf, Renato Augusto e Jadson. Os três primeiros seguem atuando em território chinês.

Mario Bittencourt rebate vice do Flamengo após brincadeira

Ex-advogado do tricolor ironizou Antonio Tabet e lembrou o caso do Campeonato Brasileiro de 2013

Mario Bittencourt rebate vice do Flamengo após brincadeira
Ex-advogado do tricolor ironizou Antonio Tabet e lembrou o caso do Campeonato Brasileiro de 2013

Mario Bittencourt é uma figura conhecida não só entre os torcedores do Fluminense. O ex-advogado do clube, que ficou conhecido no caso do rebaixamento da Portuguesa em 2013, rebateu as declarações do vice-presidente de marketing do Flamengo, Antonio Tabet. 

"Vi a postagem de um vice-presidente do adversário de domingo, fazendo ironias ao Fluminense. Apesar de não defender mais os interesses do Fluminense de forma profissional, sigo defendendo seus interesses como torcedor.", afirmou.

"Jamais deixarei esquecerem que escalaram o André Santos de forma irregular e que, por obra do acaso, foram salvos pela Portuguesa. Se a Lusa não escalasse o Héverton de maneira errada, todos nós sabemos quem estaria rebaixado pelo cumprimento das regras do direito desportivo e do regulamento da competição, basta dar uma olhada na pontuação da tabela após o julgamento", completou.

Antonio Tabet alfinetou o Fluminense na última segunda-feira (27), quando brincou com o erro do Oscar e comparou com o rival

"Resumindo o que aconteceu: deram o Oscar de melhor filme para a Miss Colômbia, mas o advogado do Fluminense rasgou o envelope da Casa Verde".

Flamengo e Fluminense fazem a decisão da Taça Guanabara no próximo domingo (7), mas o local segue indefinido.

27 de fevereiro de 2017

Bruno revela mágoa com o Fla: “Gostaria de ter recebido uma carta”

Aguardando julgamento em liberdade após liminar concedida pelo Ministro do Supremo Tribunal Federal, o ex-goleiro Bruno falou pela segunda vez com a imprensa após deixar a prisão na última sexta-feira. Em entrevista à Rádio Itatiaia, o ex-atleta rev

Aguardando julgamento em liberdade após liminar concedida pelo Ministro do Supremo Tribunal Federal, o ex-goleiro Bruno falou pela segunda vez com a imprensa após deixar a prisão na última sexta-feira. Em entrevista à Rádio Itatiaia, o ex-atleta revelou uma mágoa com o elenco do Flamengo de 2009, pelo qual foi campeão do Campeonato Brasileiro. Para o ex-jogador, seus companheiros de equipe deveriam ao menos ter lhe enviado uma carta em solidariedade no momento de sua prisão.

“Eu gostaria de ter recebido no mínimo uma carta daquele grupo de 2009 do Flamengo, com o qual fomos campeões brasileiros. Na verdade eu não quero nada de nenhum deles, mas naquele momento ali (seria importante), independentemente se Patrícia Amorim tivesse proibido, como alguns falaram para mim na época que proibiu. Mas se fosse com qualquer um deles, independentemente do que tivesse acontecido, eu mandaria uma carta. Seria até mais radical e iria lá visitar. Independentemente se o cara errou. ‘Posso não concordar com o que você fez, mas vim aqui te ver’. Faltou prestar solidariedade. Eu só queria uma carta daquele pessoal”, declarou o ex-goleiro.

Bruno, que passou por duas grandes equipes do futebol brasileiro, atuando pelo Atlético-MG entre 2002 e 2006 e pelo Flamengo entre 2006 e 2010, afirmou que não estava preparado para o sucesso.

“O cara quando é muito pobre e se depara com o sucesso tão rapidamente, não consegue administrar. Eu mesmo não estava estruturado. A pessoa deixa se levar. E mesmo a Ingrid (esposa do jogador) me falando tantas vezes e chamando minha atenção, eu tinha que estar com o coração aberto para ouvir. Mas eu achava que eu colocando coisas materiais em casa já era suficiente, mas não é bem assim não. Até falo para as pessoas hoje que não é preciso de muito para sermos felizes. Para mim a coisa mais importante hoje é o amor e a família”, afirmou.

O ex-atleta completou falando sobre alguns jogadores que foram visitá-lo durante o momento em que esteve na prisão. “O Fábio. Foi lá o Jajá, que é pouco conhecido. Jackson Avelino, o Jajá, que jogou no América-MG e comigo no Flamengo. Teve algumas outras pessoas, como o Gladstone, que foi zagueiro do Cruzeiro. O próprio Irineu, que jogamos juntos na base do Cruzeiro. Estiveram lá fazendo o trabalho deles, que é de evangelização”, completou.

Antes de conseguir sua liberdade na última sexta-feira, o ex-goleiro Bruno estava preso desde o dia 7 de julho de 2010, sendo apontado como o principal suspeito do desaparecimento da modelo Eliza Samudio, que era sua amante. O ex-atleta, porém, foi julgado apenas no dia 8 de março de 2013, e foi condenado à 22 anos e três meses de prisão por assassinato e ocultação de cadáver, além do sequestro e cárcere privado do filho Bruninho, de quem não tinha reconhecido a paternidade. O corpo da modelo, que possuía 25 anos na época do desaparecimento, ainda não foi encontrado.

Apesar de aguardar o julgamento em liberdade, Bruno deve retornar à prisão caso a sua condenação seja mantida pelo tribunal.

Flamengo ironiza Vasco nas redes sociais; dirigente alfineta Fluminense

O Flamengo se envolveu em duas provocações a rivais nesta segunda-feira. Uma envolve as redes sociais do clube, que cutucou as quedas do Vasco à segunda divisão do Campeonato Brasileiro. E a outra foi feita por Antonio Tabet, o vice-presidente de Com

O Flamengo se envolveu em duas provocações a rivais nesta segunda-feira. Uma envolve as redes sociais do clube, que cutucou as quedas do Vasco à segunda divisão do Campeonato Brasileiro. E a outra foi feita por Antonio Tabet, o vice-presidente de Comunicação rubro-negro, que aproveitou a gafe ocorrida na entrega do Oscar, na noite de domingo, para esquentar o Fla-Flu do próximo final de semana.

Na primeira delas, as redes sociais do Flamengo publicaram algumas fotos da semifinal da Taça Guanabara, vencida pelo Rubro-Negro, de jogadores do Vasco caídos. Na legenda da foto, a publicação afirma: “E não se esqueçam: na #FoliaRubroNegra cuidado para não cair! Boa segunda! #Paz”, afirmou a publicação.

E não se esqueçam: na #FoliaRubroNegra cuidado para não cair! Boa segunda! #Paz pic.twitter.com/wES9OQYQ8L

— Flamengo (@Flamengo) February 27, 2017

Já Antonio Tabet aproveitou a polêmica envolvendo a entrega do Oscar de melhor filme para ironizar o Fluminense, rival da final da Taça Guanabara. No momento da entrega do prêmio de melhor filme, foi anunciado o filme La La Land, entretanto o erro foi corrigido e a estatueta ficou com o filme Moonlight: sob a luz do luar. O dirigente aproveitou para provocar o Cruz-Maltino, citando ainda a confusão no Miss Universo e na apuração do Carnaval de São Paulo em 2012, quando as notas foram rasgadas.

“Resumindo o que aconteceu: deram o Oscar de melhor filme para a Miss Colômbia, mas o advogado do Fluminense rasgou o envelope da Casa Verde”, escreveu.

 

Resumindo o que aconteceu: deram o Oscar de melhor filme para a Miss Colômbia, mas o advogado do Fluminense rasgou o envelope da Casa Verde.

— Antonio Tabet (@antoniotabet) February 27, 2017

 

25 de fevereiro de 2017

Borja se vê diferente de Gabriel Jesus e já fala em nova dancinha com Mina

Contratado para ser o substituto de Gabriel Jesus, que se transferiu para o Manchester City após conquistar o Campeonato Brasileiro, Borja esclareceu em sua apresentação no Palmeiras, na manhã deste sábado, que suas características são diferentes d

Contratado para ser o substituto de Gabriel Jesus, que se transferiu para o Manchester City após conquistar o Campeonato Brasileiro, Borja esclareceu em sua apresentação no Palmeiras, na manhã deste sábado, que suas características são diferentes das do camisa 9 da Seleção Brasileira.

“Jesus é um grande jogador e por isso está no City. Penso que somos jogadores totalmente diferentes. Me trouxeram para marcar gols e é o que vou fazer. Vou treinar para fazer gol em cada partida e ajudar o Palmeiras. Espero que ele consiga ir bem no City”, declarou.

Borja, que será o sétimo colombiano a defender as cores do Verdão, também falou da ligação do clube com jogadores do país e comentou sobre uma possível comemoração com o zagueiro Mina, que é conhecido por dançar após balançar as redes.

“Por aqui, passaram jogadores de muito peso do futebol colombiano. É algo muito importante para mim. Todos que vieram aqui, Asprilla, Armero, agora o Mina, demonstraram suas condições. Jogadores colombianos trabalham com responsabilidade e sacrifício. O que Mina está fazendo é algo fundamental, nos enche de orgulho para estar aqui”, comentou centroavante de 25 anos. “Estamos preparando uma (dança) diferente. Ele já fez muitas vezes, porque fez vários gols. Estamos preparando uma nova dança “.

Na conversa de aproximadamente 30 minutos com os jornalistas, o atleta colombiano revelou um pouco dos bastidores da negociação, voltou a falar sobre o seu interesse de vir para o Brasil e citou a proposta que recebeu da China.

“A verdade é que eu tive um ano muito bom no Nacional e que foi algo importante. Quando existiu a possibilidade e o interesse do Palmeiras, me interessou muito pelo tamanho da equipe, por ser o maior campeão do país, pela estrutura que tem. Quando se começou a negociar, sempre estive à disposição dos diretores do Nacional e do Palmeiras. Eu facilitei as coisas”, declarou o atacante alviverde, que completou.

“Por meio do presidente do Nacional soube (da proposta) e pelo (Alexandre) Matos. Mina me escrevia todos os dias e pedia para eu vir para cá. Isso influenciou muito. Eu tinha outras opções, como ir para a China. Era uma oferta muito grande, mas esse não era o projeto que eu tinha. Sobre a recepção no aeroporto foi muito legal. Fico muito contente e vejo que tenho apoio”, encerrou.

24 de fevereiro de 2017

Santos pega o Botafogo-SP buscando retomar hegemonia na Vila

Todo adversário que vem encarar o Santos na Vila Belmiro já chega com um pé atrás, afinal, o Peixe é um dos times que usa o ‘fator casa’ como ninguém. Em 2016, por exemplo, o clube perdeu apenas duas vezes no estádio, para Figueirense e Interna

Todo adversário que vem encarar o Santos na Vila Belmiro já chega com um pé atrás, afinal, o Peixe é um dos times que usa o ‘fator casa’ como ninguém. Em 2016, por exemplo, o clube perdeu apenas duas vezes no estádio, para Figueirense e Internacional, no Brasileirão. Porém, a hegemonia alvinegra em seus domínios diminuiu neste ano. Mesmo ainda em começo de temporada, a equipe de Dorival Júnior já igualou a marca negativa do ano passado e foi batida em duas oportunidades dentro de Urbano Caldeira, para São Paulo e Ferroviária, respectivamente. Neste sábado, diante do Botafogo-SP, às 17h (de Brasília), o alvinegro tentará recuperar a boa fase no alçapão, em duelo válido pela sexta rodada do Campeonato Paulista.

Além de retomar o caminho dos triunfos dentro de casa, os santistas também precisam dar uma resposta aos torcedores. Após o início arrasador no Paulistão, com goleada de 6 a 2 sobre o Linense, o Peixe caiu de produção e acumula três jogos sem vitórias. Os maus resultados ainda não foram digeridos pela torcida, que vem protestando desde o revés contra o São Paulo, no último dia 15.

“Quando as coisas dão certo, pouco se fala disso. Agora, com as coisas erradas, isso vêm à tona. Não estamos conseguindo definir a melhor opção a ser tomada. Estamos procurando melhorar nisso. Sabemos o que queremos e seremos fieis. Não tenho dúvidas que daqui a pouco tudo isso vai ser transferido em aplausos e gritos de incentivo. Estamos acostumados. É o futebol”, explicou Ricardo Oliveira, em entrevista coletiva nesta sexta-feira, no CT Rei Pelé.

O atacante, inclusive, será o grande reforço do Santos para o duelo deste sábado. Após estrear na temporada contra a Ferroviária, no último final de semana, o camisa 9 foi poupado no empate diante do Ituano, na última terça, e será titular na partida frente ao Botafogo-SP.

Além dele, o técnico Dorival Júnior terá mais uma novidade para o jogo. Contratação mais cara do Santos para a temporada (cerca de R$ 14 milhões), Bruno Henrique fará sua estreia como titular. Com isso, Vitor Bueno, que vinha atuando pela beirada do ataque, será recuado e vai jogar como armador do time, substituindo os lesionados Lucas Lima e Léo Cittadini.

Já na defesa, Lucas Veríssimo e Cleber treinaram cada um em um período do trabalho tático e brigam pela posição. O volante Yuri, por sua vez, segue no time titular. David Braz, recuperado de estiramento na panturrilha, ainda não está 100% e deve começar no banco.

Se no Santos o clima é de tensão, o momento no Botafogo-SP não é muito diferente. Após a derrota dentro de casa para a Ponte Preta e o empate sem gols contra o São Bento, o técnico Moacir Júnior estava ameaçado no cargo. Porém, o triunfo de 3 a 1 sobre o Audax, na última quarta-feira, em Ribeirão Preto, deu uma sobrevida ao comandante.

Com um pouco mais de tranquilidade para trabalhar, o treinador espera embalar com o Pantera, mas deixa claro que o principal objetivo ainda é escapar do rebaixamento.

“Vamos manter os pés no chão pois teremos um grande confronto no sábado. O Paulistão é isso. Campeonato difícil. Primeiro objetivo é a permanência. Depois, num segundo momento, podemos pensar na classificação. Chegamos na metade do caminho. Faltam mais sete pontos para eliminar qualquer resquício. Vamos buscar passo a passo”, disse Moacir.

Com sete pontos, o Bota é o terceiro colocado do Grupo A do Paulistão, atrás de Ituano, que tem oito, e Corinthians, líder com 12. Após a vitória sobre o Audax, o elenco do Botafogo-SP fez somente uma atividade antes de viajar para Santos. A delegação botafoguense chegou na cidade nesta sexta-feira e ainda fez um trabalho de alongamentos dentro do hotel onde estão concentrados.

FICHA TÉCNICA:

SANTOS X BOTAFOGO-SP

Local: Estádio Vila Belmiro, em Santos (SP)

Data: 25 de fevereiro de 2017, sábado

Horário: 17h (de Brasília)

Árbitro: Marcelo Aparecido Ribeiro de Souza

Assistentes: Gustavo Rodrigues de Oliveira e Vitor Carmona Metestaine

SANTOS: Vladimir; Victor Ferraz, Lucas Veríssimo (Cleber), Yuri e Zeca; Leandro Donizete, Thiago Maia e Vitor Bueno; Bruno Henrique, Copete e Ricardo Oliveira.

Técnico: Dorival Júnior

BOTAFOGO-SP: Neneca; Samuel Santos, Caio Ruan, Filipe e Fernandinho; Bileu, Marcão Silva, Diego Pituca e Rafael Bastos; Francis e Wesley (Isaac Prado).

Técnico: Moacir Júnior

Marquinhos cai no doping, mas garante que não usou substância

O zagueiro Marquinhos, do Figueirense, foi suspenso preventivamente por 30 dias, após ter caído no exame antidoping. O defensor foi flagrado em 6 de novembro de 2016, em duelo contra a Chapecoense, ainda pelo Campeonato Brasileiro do último ano. Foram

O zagueiro Marquinhos, do Figueirense, foi suspenso preventivamente por 30 dias, após ter caído no exame antidoping. O defensor foi flagrado em 6 de novembro de 2016, em duelo contra a Chapecoense, ainda pelo Campeonato Brasileiro do último ano.

Foram encontradas três substâncias proibidas no organismo de Marquinhos: 19-norandrosterone, androsterone e pregnanediol. Todas elas foram confirmadas no segundo teste, feito para evitar qualquer tipo de erro na amostra inicial.

Agora, o zagueiro está impedido de jogar por 30 dias, e será julgado posteriormente. O atleta, juntamente com o Figueirense, tem cinco dias para enviar a defesa prévia. Depois disso, será a vez de a Procuradoria agir no caso.

O experiente jogador, ex-Corinthians, se pronunciou nesta sexta-feira e garantiu que não utilizou nenhum tipo de substância irregular. “Tenho minha cabeça tranquila de que eu jamais usei isso”, declarou o defensor.

Marquinhos agora espera o julgamento para saber quanto tempo ficará afastado do futebol. Aos 34 anos, ele está no time do Orlando Scarpelli desde 2014, e foi um dos remanescentes da campanha de 2016, quando o clube acabou rebaixado à Série B do Campeonato Brasileiro.

Oliveira lamenta ‘abandono’ da torcida e vê Santos em construção

Atual bicampeão paulista e vice do Brasileirão do ano passado, o Santos começou a temporada dando esperanças aos torcedores. Mantendo o elenco e contratando seis reforços, o Peixe marcou nove gols em dois jogos e assumiu a liderança do grupo D do to

Atual bicampeão paulista e vice do Brasileirão do ano passado, o Santos começou a temporada dando esperanças aos torcedores. Mantendo o elenco e contratando seis reforços, o Peixe marcou nove gols em dois jogos e assumiu a liderança do grupo D do torneio estadual. Porém, tudo mudou em uma semana. Após o revés para o São Paulo, no último dia 15, a equipe acumulou três jogos sem vitórias e passou a ser pressionada.

Depois da derrota no clássico, dezenas de santistas se aglomeraram na porta do vestiário da Vila Belmiro e cobraram “mais vontade” dos atletas de Dorival Júnior. Durante a manifestação, uma janela do local foi quebrada. E nesta quinta-feira, membros de uma organizada invadiram o CT Rei Pelé e cobraram da comissão técnica uma recuperação na temporada. O atacante Ricardo Oliveira, em sua primeira entrevista coletiva no ano, lamentou as críticas dos torcedores.

“O que eu não consigo entender é que a minha torcida, conhecendo os jogadores que tem, com o time há dois anos juntos, que tem dado o seu melhor e que nunca deixou de honrar camisa, não esteja do nosso lado. É hoje que eu preciso. Enquanto adversários valorizam a gente, alguns torcedores, que não são maioria, dizem que não merecemos vestir essa camisa. Cada um tem direito de achar o que quer. Nossa torcida em totalidade está com a gente. Somos campeões paulistas, vice da Copa do Brasil, vice Brasileiro, estamos na Libertadores e iniciamos um trabalho. Aqui existe muita convicção. Nada vai tirar isso da nossa cabeça. A gente só fica chateado porque é o momento de ver o torcedor aplaudindo e gritando, porque é nas dificuldades que vemos quem de fato está do nosso lado. Na vitória é fácil. Segundo a Bíblia, o rico granjeia muito os amigos, mas o pobre até o amigo abandona. É no momento de dificuldade que dá para ver quem de fato está ao lado”, ressaltou Oliveira, citando o trecho provérbios 19:4, da Bíblia.

O centroavante, que foi poupado do jogo contra o Ituano, na última terça-feira, está liberado e será titular no embate frente ao Botafogo-SP, neste sábado, às 17h (de Brasília), na Vila Belmiro, pela sexta rodada do torneio estadual. Na visão dele, o Peixe ainda está em construção e irá crescer ainda mais durante o ano.

“Vejo time em construção, formação, que joga junto há dois anos, que vai para o terceiro ano com chegadas importantes. Fizemos cinco jogos. Cinco! Duas vitórias, duas derrotas e um empate. Essa é a avaliação que eu faço. Estamos crescendo, evoluindo, bom encontrar dificuldades. Ninguém ganha só com camisa. Não pensamos que a qualquer hora as coisas vão sair. Vão sair pelo nosso trabalho em todos os dias. Existe qualidade no elenco. Respeito todos, assim como não vamos falar quando nos elogiam. Vamos fazer um grande trabalho, dando o melhor, alegria no vestiário e no campo”, concluiu Oliveira.

Yaya Touré vê o Brasileirão, adora o São Paulo e queria jogar na Seleção

Volante do Manchester City conta que acompanha o futebol brasileiro e revela torcida pelo Tricolor Paulista. Ele ainda se confunde sobre ex-time de Fernandinho


(Foto: Getty Images)

"Eu adoro o São Paulo. Porque é um bom time, sempre tem um futebol atraente, jogadores brilhantes", comentou em entrevista ao Globo Esporte. O atleta ainda completou: "Claro que o Fernandinho jogava no Flamengo... Mas eu gosto mais do São Paulo". Quando corrigido, ele se desculpou: "Ah, sim! Tinha esquecido disso. Engano meu. Fernandinho jogou lá (no Atlético-PR) antes de chegar ao Shakhtar. Mas isso tem muitos anos. É que eu assisto ao Campeonato Brasileiro há bastante tempo".

O fato de assistir ao principal torneio local faz com que Yaya Touré conheça muitos times do país. Ele ainda fala sobre os nomes que viu no país: 

"Claro, sei bastante. Assisto a muitos jogos do São Paulo, Flamengo, Cruzeiro, são muito nomes. Antes de o Gabriel Jesus chegar, eu o vi jogar, infelizmente ele não jogou hoje. O Fernandinho jogou no Brasil por um tempo, o Neymar... Sei muitos nomes. Para mim, o Brasil tem um tipo de jogador muito especial".

Touré ainda garante que gostaria de atuar pela Seleção Brasileira, sobretudo pelos talentos que estão à disposição do técnico Tite: "Jogar com Neymar, com Philippe Coutinho... Eu quero jogar com eles, mas... Ah, talvez eu mude meu passaporte. Vamos ver".

22 de fevereiro de 2017

Cueva prorroga contrato com o São Paulo e pode ganhar “prêmio”

Christian Cueva assinou um novo contrato com o São Paulo. O vínculo do peruano com o Tricolor Paulista iria até 2020, mas foi prorrogado por mais dois anos, com previsão de término só em 2022 a partir de agora. O presidente Carlos Augusto de Barros

Christian Cueva assinou um novo contrato com o São Paulo. O vínculo do peruano com o Tricolor Paulista iria até 2020, mas foi prorrogado por mais dois anos, com previsão de término só em 2022 a partir de agora. O presidente Carlos Augusto de Barros e Silva fez o anúncio durante o evento que marcou o lançamento de sua candidatura à eleição presidencial do clube, em uma casa noturna, no Itaim Bibi, nesta quarta-feira.

Leco confirmou que o novo contrato de Cueva foi constituído em cima de um aumento salarial e também de sua multa rescisória. Mas, a novidade é o adendo de um prêmio financeiro pedido pelo próprio jogador.

“Ele é tão extraordinariamente ciente e autoconfiante que quis e obteve da nossa parte, entusiasticamente, um prêmio se ele for considerado o craque do Brasileirão. ‘Vou ter um prêmio se eu for considerado o craque do Brasileirão?’. Eu disse ‘vai’. Se ele for o craque do Brasileirão é porque o São Paulo terá ido muito longe”, revelou o mandatário, claramente empolgado.

Cueva tem oito assistências e dez gols pelo São Paulo, que pagou cerca de R$ 8,8 milhões ao Toluca em 2016 para ficar com seu futebol. Nessa temporada, o meia é a grande arma de Rogério Ceni para armar a equipe.

21 de fevereiro de 2017

Luiz Fernando Gomes: 'Acabou a farra mambembe'

Colunista do LANCE! fala sobre proibição de venda do mando de campo no Brasileirão

Luiz Fernando Gomes: 'Acabou a farra mambembe'
Colunista do LANCE! fala sobre proibição de venda do mando de campo no Brasileirão

A indústria da venda do mando de campo chegou ao fim. O conselho técnico do Brasileirão acatou por 16 votos a 4 proposta do Atlético-MG que proibiu que os clubes mandem seus jogos fora do estado-sede, já a partir do deste ano. É uma decisão acertada. Se as receitas eram altas, com cotas mínimas garantidas independentemente do público, os prejuízos técnicos e institucionais eram maiores. Técnicos e jogadores sempre reclamaram, com toda razão, dos longos deslocamentos, do tempo perdido para treinar e do desgaste psicológico, com mais tempo longe das famílias. Já o torcedor ficava privado de ver seu time. E pior: pulando de galho em galho, os clubes fragilizavam seus programas de fidelização do sócio-torcedor e inviabilizavam qualquer iniciativa de venda pacotes para a temporada e outras formas de venda antecipadas de comercialização.

Mais elefantes do que nunca

A decisão do conselho técnico foi o tiro de misericórdia. A proibição dos mandos fora do estado inviabiliza aquilo que era, praticamente, a única fonte de renda significativa das arenas da Amazônia, do Pantanal e das Dunas e do Estádio Nacional de Brasília. Do outro lado, o Flamengo, principal "freguês" desses campos é quem mais vai perder. Se o imbróglio do Maracanã não for resolvido, o rubro-negro ficará restrito aos 22 mil lugares da Arena da Ilha ou aos 25 mil de Volta Redonda, já que o Botafogo recusa-se a ceder o Engenhão ao rival. Em ano de Libertadores, a conta do que o Fla vai deixar de arrecadar será alta. Por isso o presidente Bandeira de Mello votou contra a medida.

Santos pega o Ituano para esquecer pior início de Paulista em cinco anos

Atual bicampeão paulista e vice do último Brasileirão, o Santos começou 2017 com o pé direito. Afinal, a equipe comandada por Dorival Júnior bateu Linense e Red Bull Brasil, marcou nove gols e assumiu a liderança do grupo D, com seis pontos. Porém

Atual bicampeão paulista e vice do último Brasileirão, o Santos começou 2017 com o pé direito. Afinal, a equipe comandada por Dorival Júnior bateu Linense e Red Bull Brasil, marcou nove gols e assumiu a liderança do grupo D, com seis pontos. Porém, após o revés para o São Paulo, na última quarta-feira, a coisa desandou pelos lados da Vila Belmiro. No sábado, nova derrota, desta vez para a Ferroviária, também no estádio Urbano Caldeira. Além de ficar fora da zona de classificação para as quartas de final do Paulistão, o Peixe alcançou uma marca indigesta, registrando seu pior início no torneio estadual nos últimos cinco anos.

Na ocasião, em 2012, a equipe era treinada por Muricy Ramalho e ainda tinha Neymar e Ganso como estrelas. Os dois, porém, não atuaram nas três primeiras rodadas, assim como boa parte do time que havia perdido por 4 a 0 para o Barcelona, na final do Mundial de Clubes do ano anterior. A disputa do torneio no Japão atrasou a pré-temporada do elenco. Para completar, o alvinegro também não contava com a Vila Belmiro, que passava por uma reforma no gramado.

Em 2012, o Santos de Neymar ganhou uma e empatou três partidas nas quatro primeiras rodadas (Crédito: Fernando Dantas/Gazeta Press)

O duelo contra o Oeste, pela quarta rodada, foi a estreia de Neymar em 2012 (Crédito: Fernando Dantas/Gazeta Press)

Assim como o craque do Barcelona, Ganso também estreava na temporada, mas não conseguiu evitar o empate contra o time do interior (Crédito: Fernando Dantas/Gazeta Press)

No duelo contra o Oeste, válido pela quarta rodada do Paulistão de 2012, Neymar e Ganso estrearam na temporada, mas não conseguiram evitar o empate em 1 a 1, na Arena Barueri, que deixou o Santos com seis pontos em quatro jogos, desempenho igual ao deste ano. No jogo seguinte, os comandados de Muricy Ramalho ainda perderam para o rival Palmeiras por 2 a 1, em Presidente Prudente, e só reagiram na sexta rodada, após triunfo sobre o Botafogo-SP.

Mas apesar do retrospecto ruim, os santistas que acreditam em superstições podem ficar mais animados para o restante do Paulista. Afinal, mesmo com o início ruim em 2012, o alvinegro alcançou a recuperação e sagrou-se tricampeão do torneio. Atualmente com duas conquistas em sequência (2015 e 2016), os comandados de Dorival Júnior podem repetir o feito nesta temporada.

Porém, para seguir trabalhando com tranquilidade em busca do tri, o Peixe precisa bater o Ituano, nesta terça-feira, às 21h30 (de Brasília), no estádio Novelli Júnior, em Itu, pela quinta rodada do Paulistão deste ano.

20 de fevereiro de 2017

Clubes põem fim à venda de mandos e gramado artificial no Brasileirão

Em reunião realizada na sede da CBF nesta segunda-feira, o Conselho Técnico da Série A tomou duas decisões importantes para os rumos da competição nos próximos anos. A partir desta edição do torneio, está proibida a venda dos mandos de campo par

Em reunião realizada na sede da CBF nesta segunda-feira, o Conselho Técnico da Série A tomou duas decisões importantes para os rumos da competição nos próximos anos. A partir desta edição do torneio, está proibida a venda dos mandos de campo para Estados que sejam diferentes aos dos times mandantes. Outra medida tomada é que os clubes não poderão mais usar gramado artificial em seus estádios a partir de 2018.

A medida referente à proibição da venda de mandos de campo foi proposta pelo presidente do Atlético-MG, Daniel Nepomuceno, e aprovado pela maioria dos clubes. Para o mandatário do Galo, o modelo seguido até então era uma exceção à regra.

“É claro que eu sou a favor. Ano passado já aconteceu isso e eu reivindiquei junto à CBF. Em 2016 foi um caso atípico, pois o Flamengo e o Fluminense reivindicaram por não ter estádio para jogar. Uma vez que tenham estádio para jogar, não tem por que você comprar um jogo decisivo sendo que a equipe que você está jogando não consegue levar a sua torcida local. Acredito que a exceção foi o ano passado e não a regra. A regra continua a mesma”, declarou o presidente do Atlético-MG.

A mudança prejudica de maneira mais direta a Flamengo e Fluminense, que utilizavam com frequência o modelo de venda de mandos de campos para outros Estados. Para o presidente do Flamengo, Eduardo Bandeira de Mello, a decisão não irá afetar apenas sua equipe, mas também as arenas construídas para a Copa do Mundo em estádios do Norte, Nordeste e Centro-Oeste.

“Obviamente o Flamengo não votou a favor. Somos um clube nacional, temos torcida em todos os lugares. Acho que esta decisão foi ruim porque ela inviabiliza três ou quatro arenas que foram construídas para a Copa do Mundo e que sobrevivem hoje graças aos jogos dos times de fora dos Estados, principalmente o Flamengo. Nós fomos absolutamente contrários, mas não há nada a fazer”, lamentou o presidente rubro-negro.

Já o mandatário do Fluminense, Pedro Abad, foi mais compreensivo em relação à votação dos clubes. “É uma evolução. Houve problemas no ano passado acerca de inversões de mando de campo de fato. Eu entendo a decisão. Prejudica um pouco o Fluminense, eu votei contra, mas a decisão do colegiado é soberana. Cabe a nós acatar”, completou.

A outra medida proposta nesta segunda-feira, a respeito da proibição do gramado artificial em partidas da Série A, foi proposta pelo presidente do Vasco, Eurico Miranda. A decisão prejudica principalmente o Atlético-PR, que utiliza grama sintética em seu estádio, a Arena da Baixada.

Segundo o mandatário vascaíno, a proposta de mudança da regra foi pelo prejuízo técnico causado às equipes visitantes em atuar em um gramado no qual não estão habituados a jogar. A medida também foi aprovada pela maioria dos clubes.

Além destas duas principais mudanças, a CBF aprovou também a diminuição da capacidade mínima dos estádios na Série A, que caiu de 15 mil para 12 mil.

Veja a tabela completa do Santos no Campeonato Brasileiro de 2017

Peixe estreia fora de casa contra a Fluminense e faz primeiro clássico já na quarta rodada, também fora, contra o Corinthians. Confira o calendário do primeiro turno

Veja a tabela completa do Santos no Campeonato Brasileiro de 2017
Peixe estreia fora de casa contra a Fluminense e faz primeiro clássico já na quarta rodada, também fora, contra o Corinthians. Confira o calendário do primeiro turno

A Confederação Brasileira de Futebol (CBF) divulgou nesta segunda-feira a tabela básica do Campeonato Brasileiro de 2017. O Santos estreia no dia 13 ou 14 de maio, fora de casa, contra o Fluminense. O primeiro clássico será já na quarta rodada, contra o Corinthians, em Itaquera. Confira os jogos do Peixe no primeiro turno:

1ª - 13/5 ou 14/5
Fluminense x Santos

2ª - 20/5 ou 21/5
Santos x Coritiba

3ª - 27/5 ou 28/5
Santos x Cruzeiro

4ª - 3/6 ou 4/6
Corinthians x Santos

5ª - 7/6 ou 8/6
Santos x Botafogo

6ª - 10/6 ou 11/6
Atlético-PR x Santos

7ª - 14/6 ou 15/6
Santos x Palmeiras

8ª - 17/6 ou 18/6
Santos x Ponte Preta

9ª - 21/6 ou 22/6
Vitória x Santos

10ª - 24/6 ou 25/6
Santos x Sport

11ª - 1/7 ou 2/7
Atlético-GO x Santos

12ª - 8/7 ou 9/7
Santos x São Paulo

13ª - 12/7 ou 13/7
Atlético-MG x Santos

14ª - 15/7 ou 16/7
Vasco x Santos

15ª - 19/7 ou 20/7
Santos x Chapecoense

16ª - 22/7 ou 23/7
Santos x Bahia

17ª - 29/7 ou 30/7
Grêmio x Santos

18ª - 2/8 ou 3/8
Santos x Flamengo

19ª - 5/8 ou 6/8
Avaí x Santos

Veja a tabela completa do São Paulo no Campeonato Brasileiro de 2017

Tricolor estreia fora de casa contra o Cruzeiro e faz primeiro clássico já na terceira rodada, no Morumbi, contra o Palmeiras. Confira o calendário do primeiro turno

Veja a tabela completa do São Paulo no Campeonato Brasileiro de 2017
Tricolor estreia fora de casa contra o Cruzeiro e faz primeiro clássico já na terceira rodada, no Morumbi, contra o Palmeiras. Confira o calendário do primeiro turno

A Confederação Brasileira de Futebol (CBF) divulgou nesta segunda-feira a tabela básica do Campeonato Brasileiro de 2017. O São Paulo estreia no dia 13 ou 14 de maio, no Mineirão, contra o Cruzeiro. O primeiro clássico será já na terceira rodada, contra o Palmeiras, em casa. Confira os jogos do Tricolor no primeiro turno:

1ª - 13/5 ou 14/5
Cruzeiro x São Paulo

2ª - 20/5 ou 21/5
São Paulo x Avaí

3ª - 27/5 ou 28/5
São Paulo x Palmeiras

4ª - 3/6 ou 4/6
Ponte Preta x São Paulo

5ª - 7/6 ou 8/6
São Paulo x Vitória

6ª - 10/6 ou 11/6
Corinthians x São Paulo

7ª - 14/6 ou 15/6
Sport x São Paulo

8ª - 17/6 ou 18/6
São Paulo x Atlético-MG

9ª - 21/6 ou 22/6
Atlético-PR x São Paulo

10ª - 24/6 ou 25/6
São Paulo x Fluminense

11ª - 1/7 ou 2/7
Flamengo x São Paulo

12ª - 8/7 ou 9/7
Santos x São Paulo

13ª - 12/7 ou 13/7
São Paulo x Atlético-GO

14ª - 15/7 ou 16/7
Chapecoense x São Paulo

15ª - 197/7 ou 20/7
São Paulo x Vasco

16ª - 22/7 ou 23/7
São Paulo x Grêmio

17ª - 29/7 ou 30/7
Botafogo x São Paulo

18ª - 2/8 ou 3/8
São Paulo x Coritiba

19ª - 5/8 ou 6/8
Bahia x São Paulo

Veja a tabela completa do Corinthians no Brasileirão de 2017

Timão estreia em casa contra a Chapecoense e faz primeiro clássico já na quarta rodada, também em casa, contra o Santos. Confira o calendário do primeiro turno

Veja a tabela completa do Corinthians no Brasileirão de 2017
Timão estreia em casa contra a Chapecoense e faz primeiro clássico já na quarta rodada, também em casa, contra o Santos. Confira o calendário do primeiro turno

A Confederação Brasileira de Futebol (CBF) divulgou nesta segunda-feira a tabela básica do Campeonato Brasileiro de 2017. O Corinthians estreia no dia 13 ou 14 de maio, na Arena, contra a Chapecoense. O primeiro clássico será já na quarta rodada, contra o Santos, em casa. Confira os jogos do Timão no primeiro turno:

1ª - 13/5 ou 14/5
Corinthians x Chapecoense

2ª - 20/5 ou 21/5
Vitória x Corinthians

3ª - 27/5 ou 28/5
São Paulo x Palmeiras

4ª - 3/6 ou 4/6
Corinthians x Santos

5ª - 7/6 ou 8/6
Vasco x Corinthians

6ª - 10/6 ou 11/6
Corinthians x São Paulo

7ª - 14/6 ou 15/6
Corinthians x Cruzeiro

8ª - 17/6 ou 18/6
Coritiba x Corinthians

9ª - 21/6 ou 22/6
Corinthians x Bahia

10ª - 24/6 ou 25/6
Grêmio x Corinthians

11ª - 1/7 ou 2/7
Corinthians x Botafogo

12ª - 8/7 ou 9/7
Corinthians x Ponte Preta

13ª - 12/7 ou 13/7
Palmeiras x Corinthians

14ª - 15/7 ou 16/7
Corinthians x Atlético-PR

15ª - 19/7 ou 23/7
Avaí x Corinthians

16ª - 22/7 ou 23/7
Fluminense x Corinthians

17ª - 29/7 ou 30/7
Corinthians x Flamengo

18ª - 2/8 ou 3/8
Atlético-MG x Corinthians

19ª - 5/8 ou 6/8
Corinthians x Sport

Veja a tabela completa do Palmeiras no Campeonato Brasileiro de 2017

Verdão estreia contra o Vasco, em casa, e terá clássico contra o São Paulo, no Morumbi, já na terceira rodada da competição. Confira o calendário do Alviverde no primeiro turno

Veja a tabela completa do Palmeiras no Campeonato Brasileiro de 2017
Verdão estreia contra o Vasco, em casa, e terá clássico contra o São Paulo, no Morumbi, já na terceira …

A Confederação Brasileira de Futebol (CBF) divulgou nesta segunda-feira a tabela básica do Campeonato Brasileiro de 2017. Atual campeão brasileiro, o Palmeiras estreia no dia 13 ou 14 de maio, no Allianz Parque, contra o Vasco, que subiu da Série B. O primeiro clássico será já na terceira rodada, contra o São Paulo, no Morumbi. Confira os jogos do Verdão no primeiro turno:

1ª - 13/5 ou 14/5
Palmeiras x Vasco

2ª - 20/5 ou 21/5
Chapecoense x Palmeiras

3ª - 27/5 ou 28/5
São Paulo x Palmeiras

4ª - 3/6 ou 4/6
Palmeiras x Atlético-MG

5ª - 7/6 ou 8/6
Coritiba x Palmeiras

6ª - 10/6 ou 11/6
Palmeiras x Fluminense

7ª - 14/6 ou 15/6
Santos x Palmeiras

8ª - 17/6 ou 18/6
Bahia x Palmeiras

9ª - 21/6 ou 22/6
Palmeiras x Atlético-GO

10ª - 24/6 ou 25/6
Ponte Preta x Palmeiras

11ª - 1/7 ou 2/7
Palmeiras x Grêmio

12ª - 8/7 ou 9/7
Cruzeiro x Palmeiras

13ª - 12/7 ou 13/7
Palmeiras x Corinthians

14ª - 15/7 ou 16/7
Palmeiras x Vitória

15ª - 19/7 ou 20/7
Flamengo x Palmeiras

16ª - 22/7 ou 23/7
Sport x Palmeiras

17ª - 29/7 ou 30/7
Palmeiras x Avaí

18ª - 2/8 ou 3/8
Botafogo x Palmeiras

19ª - 5/8 ou 6/8
Palmeiras x Atlético-PR

1ª rodada de Brasileirão terá Palmeiras x Vasco e Corinthians x Chape

Foi realizado nesta segunda-feira o sorteio que definiu os duelos que serão realizados em cada rodada do Campeonato Brasileiro de 2017. A tabela completa deve ser divulgada oficialmente nesta terça-feira, entretanto a Confederação Brasileira de Futebo

Foi realizado nesta segunda-feira o sorteio que definiu os duelos que serão realizados em cada rodada do Campeonato Brasileiro de 2017. A tabela completa deve ser divulgada oficialmente nesta terça-feira, entretanto a Confederação Brasileira de Futebol já divulgou os jogos e datas das três primeiras rodadas do torneio.

A rodada inaugural está marcada para os dias 13 e 14 de maio. O Santos vai até o Rio de Janeiro encarar o Fluminense. Atual campeão brasileiro, o Palmeiras recebe o Vasco da Gama. Já o Corinthians recebe a Chapecoense, enquanto o São Paulo pega o Cruzeiro, em Minas, na primeira partida da competição.

Nas quatro rodadas divulgada já estão previstos dois clássicos paulistas. Na terceira rodada, marcada para os dias 27 e 28 de maio, acontece o clássico “Choque Rei” entre São Paulo e Palmeiras no Morumbi.

Confira os confrontos das três primeiras rodadas do Campeonato Brasileiro de 2017:

1ª RODADA DA SÉRIE A-2017 (13 ou 14/5)

Fluminense x Santos

Flamengo x Atlético-MG

Palmeiras x Vasco da Gama

Corinthians x Chapecoense

Cruzeiro x São Paulo

Coritiba x Atlético-GO

Grêmio x Botafogo

Bahia x Atlético-PR

Ponte Preta x Sport

Avaí x Vitória

2ª RODADA (20 ou 21/5)

Botafogo x Ponte Preta

Vasco x Bahia

Santos x Coritiba

São Paulo x Avaí

Atlético-MG x Fluminense

Atlético-PR x Grêmio

Sport x Cruzeiro

Vitória x Corinthians

Atlético-GO x Flamengo

Chapecoense x Palmeiras

3ª RODADA (27 ou 28/5)

Botafogo x Bahia

Vasco x Fluminense

Santos x Cruzeiro

São Paulo x Palmeiras

Atlético-MG x Ponte Preta

Atlético-PR x Flamengo

Sport x Grêmio

Vitória x Coritiba

Atlético-GO x Corinthians

 

Brasileirão 2017 começará com seis duelos entre campeões, diz site

Além dos jogos entre campeões brasileiros, outra partida de destaque será Corinthians x Chapecoense

Brasileirão 2017 começará com seis duelos entre campeões, diz site
Além dos jogos entre campeões brasileiros, outra partida de destaque será Corinthians x Chapecoense

O Campeonato Brasileiro de 2017 já vai começar quente. De acordo com o site Uol, a primeira rodada da competição terá seis confrontos entre times que já foram campeões. A CBF só deve anunciar a tabela oficialmente nesta terça-feira (21).

Os seis maiores duelos são: Fluminense x Santos, Flamengo x Atlético-MG, Palmeiras x Vasco, Cruzeiro x São Paulo e Grêmio x Botafogo.

Campeão brasileiro de 2015, o Corinthians fará outro jogo que chamará bastante atenção, pois será contra a Chapecoense, que tem passado por um processo de reconstrução após a tragédia aérea de 2016.

Os outros três jogos são: Bahia x Atlético-PR; Ponte Preta x Sport e Avaí x Vitória.

O site divulgou também os jogos de mais duas rodadas do Brasileirão. Na terceira haverá dois clássicos estaduais: Vasco x Fluminense e São Paulo x Palmeiras.

Veja todos confrontos:

1ª rodada (13 ou 14 de maio)

Fluminense x Santos

Flamengo x Atlético-MG

Palmeiras x Vasco

Corinthians x Chapecoense

Cruzeiro x São Paulo

Coritiba x Atlético-GO

Grêmio x Botafogo

Bahia x Atlético-PR

Ponte Preta x Sport

Avaí x Vitória

2ª rodada (20 ou 21 de maio)

Botafogo x Ponte Preta

Vasco x Bahia

Santos x Coritiba

São Paulo x Avaí

Atlético-MG x Fluminense

Atlético-PR x Grêmio

Sport x Cruzeiro

Vitória x Corinthians

Atlético-GO x Flamengo

Chapecoense x Palmeiras

3ª rodada (27 ou 28 de maio)

Botafogo x Bahia

Vasco x Fluminense

Santos x Cruzeiro

São Paulo x Palmeiras

Atético-MG x Ponte Preta

Atlético-PR x Flamengo

Sport x Grêmio

Vitória x Coritiba

Atlético-GO x Corinthians

Chapecoense x Avaí

17 de fevereiro de 2017

Durval quer Sport ligado para vencer primeiro clássico do ano

Depois de se enfrentarem em três competições diferentes em 2016 – Campeonato Pernambucano, Campeonato Brasileiro e Copa Sul-Americana – Sport e Santa Cruz se preparam para o primeiro clássico de 2017. Capitão do Leão da Ilha, o zagueiro Durval a

Depois de se enfrentarem em três competições diferentes em 2016 – Campeonato Pernambucano, Campeonato Brasileiro e Copa Sul-Americana – Sport e Santa Cruz se preparam para o primeiro clássico de 2017. Capitão do Leão da Ilha, o zagueiro Durval acredita que sairá vencedora a equipe que entrar em campo mais ligada.

“É o maior clássico do estado. Tenho certeza que será um confronto difícil. Vencerá quem incorporar mais o clima da partida. Precisamos de atenção e personalidade dentro de campo. Respeitaremos o Santa Cruz, mas também iremos em busca da vitória”, afirmou o xerife rubro negro.

Com 34 gols marcados pelo Sport na carreira, Durval não vê prioridade em balançar as redes. “O que importa é o sucesso da equipe e do Sport. Se eu puder ajudar fazendo gols, ótimo, mas eu prefiro vencer. Não importa quem marque o gol da vitória”, acrescentou o zagueiro.

Após três rodadas disputadas, o Sport lidera o campeonato estadual ao lado do Salgueiro. Ambas as equipes têm sete pontos conquistados, quatro gols feitos e nenhum sofrido. O Santa vem logo abaixo, na terceira colocação, com cinco tentos.

“Por ser o primeiro “Clássico das Multidões” do ano, imagino que os dois times entrarão em campo muito concentrados. Se isso se confirmar, teremos um grande espetáculo, com duas equipes buscando a vitória a todo momento. Imagino que o estádio vai estar cheio”, completou Durval.

O primeiro confronto entre Sport e Santa Cruz de 2017 acontece neste sábado, às 16h30 (de Brasília), na casa do Tricolor, o Estádio do Arruda, em Recife.

Prass apoia Eduardo e lembra começo ruim de Cuca no Palmeiras

Os atletas palmeirenses não hesitaram em demonstrar apoio a Eduardo Baptista após a vitória por 2 a 0 sobre o São Bernardo, alcançada no Palestra Itália durante a noite de quinta-feira. O goleiro Fernando Prass, um dos líderes do elenco, lembrou o

Os atletas palmeirenses não hesitaram em demonstrar apoio a Eduardo Baptista após a vitória por 2 a 0 sobre o São Bernardo, alcançada no Palestra Itália durante a noite de quinta-feira. O goleiro Fernando Prass, um dos líderes do elenco, lembrou o início instável de Cuca antes de conquistar o Campeonato Brasileiro 2016 para defender o atual técnico.

Contratado para suceder Marcelo Oliveira em março do ano passado, Cuca iniciou sua trajetória pelo Palmeiras com quatro derrotas consecutivas, incluindo uma goleada por 4 a 1 diante do modesto Água Santa. Mantido no cargo, deslanchou e teve papel fundamental no título nacional.

“O treinador campeão brasileiro, no começo também queriam a cabeça dele com as derrotas seguidas e para o Água Santa. A resposta veio dentro de campo. É óbvio que a gente acredita e confia no treinador. No começo da temporada, as coisas não são perfeitas, mas estamos focados para seguir trabalhando”, disse Prass.

Durante a pré-temporada, nos primeiros jogos sob o comando de Eduardo Baptista, o Palmeiras empatou contra Chapecoense (2 x 2) e Ponte Preta (1 x 1). Em seguida, pelo Campeonato Paulista, ganhou de Botafogo-SP (1 x 0) e São Bernardo (2 x 0) e perdeu do Ituano (1 x 0).

“O trabalho dele é avaliado em cima das nossas atuações. A torcida e a imprensa não vão avaliar o técnico em cima dos treinos. A responsabilidade é muito grande de fazer o que ele está pedindo nas partidas para que o trabalho possa ser bem avaliado”, afirmou Prass.

Com seis pontos ganhos, o Palmeiras assumiu a liderança do Grupo C do Campeonato Paulista. Às 17 horas (de Brasília) deste domingo, no Estádio da Fonte Luminosa, o camisa 1 espera que o time atue de maneira mais equilibrada diante do Linense.

“Foi nítido como o primeiro gol transformou o jogo (contra o São Bernardo). Tivemos tranquilidade para tocar a bola e criar chances. Parece que tirou um peso das costas. A equipe tem que se acostumar a jogar com essa cobrança”, declarou Fernando Prass.

Jô tem média de gols pior, mas supera reforços rivais em convocações

Jô atuou na Copa das Confederações e na Copa do Mundo com a Seleção

O atacante Jô chegou como solução para a posição de centroavante do Corinthians, mas não teve badalação nem próxima da obtida pelo colombiano Miguel Borja e pelo argentino Lucas Pratto, contratações dos rivais Palmeiras e São Paulo para as mesmas posições, respectivamente. Em termos de carreira, no entanto, o camisa 7 corintiano consegue rivalizar com os badalados reforços dos adversários paulistanos.

“Quem vai se dar melhor é o brasileiro do Corinthians”, brincou o jogador ao ser questionado sobre a disputa pessoal com a dupla de estrangeiros, deixando para as pessoas de fora a parte de comparar a carreira do trio. “Meu trabalho é dentro de campo para fazer mais gols”, explicou.

Revelado pelo Timão em 2003, ainda com 16 anos, Jô já fez 487 jogos e balançou a rede dos rivais em 150 oportunidades, chegando a uma média de 0,31 gol por jogo. Seus melhores anos foram em 2006/2007 pelo CSKA Moscou, além da temporadas 2012/2013 pelo Atlético-MG, quando superou 0,5 gol/jogo de média. Em 2016, também teve ótimas médias por Shabab Dubai-EAU e Jiangsu Suning-CHN, mas em campeonatos de nível abaixo do restante da carreira.

No campo média de gol quem se dá melhor é Borja, que conseguiu incríveis 39 gols em 52 jogos na temporada 2016 atuando tanto por Atlético Nacional-COL quanto por Cortuluá-COL. No total, o jogador anotou 66 tentos em 175 jogos por clubes profissionais, conseguindo uma média de 0,37 gol por partida. Aos 24 anos e mais novo do trio, o atleta parece em franca evolução, talvez o principal fator para o investimento pesado do Verdão.

Quem vem logo atrás é Pratto, dono de 117 gols em 354 jogos disputados em toda sua carreira. Revelado pelo Boca Juniors, mas pouco aproveitado pelo time da Bombonera, o atleta de 28 anos constituiu uma média de 0,33 gol por jogo, impulsionada pela boas apresentações desde 2015, quando foi contratado pelo Atlético-MG e deslanchou no Brasil, motivando até convocações recentes para a seleção argentina.

É nos times nacionais, aliás, que o corintiano Jô passa confiança ao torcedor na capacidade de ajudar o Corinthians a não ficar por baixo no Trio de Ferro. Chamado desde 2008, após disputar os Jogos Olímpicos de Pequim, Jô tem 20 jogos e cinco gols com a camisa da Seleção, mais do que os duelos de Pratto (quatro, com dois gols) e Borja (dois, sem gol) juntos.

Apesar da diferença de idade para Borja (pouco mais de cinco anos), Jô tem a seu favor o fato de que, com a mesma idade de Borja, já havia atuado em três oportunidades pelo Brasil. Apenas um ano mais velho do que Pratto, Jô tem larga margem sobre um dos concorrentes à vaga de goleador argentino na Rússia-2018.

Por outro lado, os gringos ganham força na disputa por terem atuado pela primeira vez pelas respectivas seleções em 2016 e ainda fazerem parte dos planos dos treinadores para o futuro, condição que Jô tenta recuperar neste retorno para o Corinthians.

“O Jô tem tudo para se dar bem aqui, pela forma como a equipe joga. Está sempre ali para prender os zagueiros e fazer gols. Vai dar tudo certo, pelo estilo dele, um jogador de qualidade e inteligente”, avaliou o meia Rodriguinho, convocado na última lista do técnico Tite, à espera de poder contar com o companheiro também na Seleção.

16 de fevereiro de 2017

Inter anuncia contratação de Pottker por quatro anos

William Pottker é o novo atacante do Internacional. Na noite desta quinta-feira, o Colorado anunciou a contratação do jogador que se destacou na Ponte Preta em 2016, quando se sagrou artilheiro do Brasileirão. A negociação do Inter com a Ponte Preta

William Pottker é o novo atacante do Internacional. Na noite desta quinta-feira, o Colorado anunciou a contratação do jogador que se destacou na Ponte Preta em 2016, quando se sagrou artilheiro do Brasileirão.

A negociação do Inter com a Ponte Preta envolveu também a saída do volante Fernando Bob, que retornou à Macaca, clube em que atuava antes de chegar ao Colorado. Nesta sexta-feira, às 16h (de Brasília), no Parque do Gigante, o vice-presidente de futebol Roberto Melo concederá entrevista coletiva para detalhar a negociação.

Assim como na negociação fracassada com o Corinthians, Pottker chegará ao Inter apenas após o final do Campeonato Paulista. A condição da Macaca, inclusive, irritou o Timão na ocasião, mas foi a escalação do jogador na Copa do Brasil que fez com que o Alvinegro desistisse definitivamente do negócio.

No início de 2016, antes de se transferir para a Ponte, Pottker disputou a artilharia do Campeonato Paulista e finalizou a competição com sete gols marcados pelo Linense. Já na Macaca, o atacante foi artilheiro do campeonato Brasileiro com 14 gols – junto com Fred, do Atlético-MG, e Diego Souza, do Sport. Em 2017, ele tem quatro tentos em quatro partidas.

Até o momento, o Inter já anunciou três reforços para o ataque. Antes de Pottker, Roberson foi o primeiro contratado, ainda em 2016, como homem de confiança de Antônio Carlos Zago. Carlos, por sua vez, foi apresentado na última quinta-feira e fez sua estreia no sábado contra o Caxias, no Beira-Rio

* Em breve mais infoamções

O perfil de Yerry Mina, a aposta do Barcelona para o futuro

Clube catalão assegurou um dos zagueiros com maior projeção do continente. Com 22 anos, já é titular na Seleção Colombiana e foi o melhor defensor do Brasileirão


Mascherano e Piqué formam a dupla de zaga do Barcelona (Foto: Getty Images)

Embora sua participação no torneio de Seleções tenha sido escassa, o jogador se mantém na equipe de José Pekerman. Em outubro, ele teve uma apresentação de primeiro nível nas Eliminatórias da Copa do Mundo, com duas grandes atuações no triunfo por 1 a 0 sobre o Paraguai e o empate por 2 a 2 diante do Uruguai, jogo em que marcou nos acréscimos.

Revelado pelo Deportivo Pasto, onde estreou há pouco mais de três anos, o zagueiro impressiona a primeira vista por seu 1,95 metro de altura, o que o transforma em uma verdadeira ameaça no jogo aéreo. Ele já fez 18 gols na carreira, quatro deles foram feitos em um semestre no Brasil. A estatura, porém, não deve enganar. Não se trata de um "xerifão". É um atleta com bom controle de bola e muita firmeza. Em seu país, comparam seu estilo ao de Gerard Piqué. A contratação do Barcelona, portanto, não é nenhuma casualidade.

Administração do Palestra cria ação para devolver camisa a torcedor

A empresa que administra o estádio do Palmeiras, a Allianz, está disposta a encontrar o dono de uma camisa perdida no duelo que rendeu o título do Campeonato Brasileiro ao Verdão, diante da Chapecoense, em novembro de 2016. Com isso, a administraçã

A empresa que administra o estádio do Palmeiras, a Allianz, está disposta a encontrar o dono de uma camisa perdida no duelo que rendeu o título do Campeonato Brasileiro ao Verdão, diante da Chapecoense, em novembro de 2016. Com isso, a administração da arena lançou uma campanha por meio de suas redes sociais, no final da última semana, para tentar achar o torcedor, e irá divulgá-la nos telões do Palestra Itália nesta quinta-feira, em duelo diante do São Bernardo.

A campanha teve início a pedido de um torcedor do Palmeiras, que contatou a administração da arena após ter encontrado uma camisa do Verdão com o nome Barto gravado nas costas. Ela foi achada na arquibancada superior do setor leste após o jogo que decretou o título do Campeonato Brasileiro à equipe alviverde.

Admirada com a atitude, a empresa resolveu lançar uma campanha nas redes sociais para tentar encontrar o dono da camisa, inclusive realizando uma publicação por meio de sua conta oficial no Facebook. A ação já alcançou cerca de 200 mil pessoas, mas o torcedor ainda não foi encontrado.

Empenhada em fazer a campanha ter um final feliz, a administração do estádio irá divulgar a ação por meio de um anúncio nos telões do Palestra Itália, nesta quinta-feira, em jogo do Palmeiras diante do São Bernardo, válido pelo Campeonato Paulista.

Sete gols em três jogos: Dorival admite: 'Preocupação sempre existe'

Técnico quer intensificar trabalhos defensivos após Santos levar sete gols em três jogos e lamenta ausências. No ano passado, Peixe teve segunda melhor defesa do Brasileirão

Sete gols em três jogos: Dorival admite: 'Preocupação sempre existe'
Técnico quer intensificar trabalhos defensivos após Santos levar sete gols em três jogos e lamenta ausências. No ano passado, Peixe teve segunda melhor defesa do Brasileirão

Na derrota por 3 a 1 para o São Paulo, Dorival assumiu a preocupação que carrega em relação ao desempenho do Santos no clássico. Em três jogos, o Peixe sofreu sete gols, resultando em média de 2,3 gols por rodada.

- A preocupação sempre existe. Quer você tome três ou um (gols). Sempre estaremos preocupados e melhorando. Vamos continuar trabalhando, empenhados. Perdemos o Vanderlei no início da preparação. Braz também fora, zagueiros fora, Ricardo e Renato fora. É ruim para momento com esse inicio de preparação. O ideal é que todos estivessem em condições. Os novos jogadores entraram em situações complicadas. Ainda precisam achar o caminho. É período de adaptação - explicou em entrevista coletiva na Vila Belmiro.

O zagueiro Cleber, contratado por R$ 7,4 milhões, tem se destacado nos treinamentos, mas ainda não ganhou uma vaga no time titular. No entanto, o treinador não confirmou se pretende fazer alterações no sistema defensivo.

O Santos volta a campo na tarde desta quinta-feira, para se preparar para a quinta rodada do Campeonato Paulista, contra o Ferroviária, na Vila Belmiro, no sábado, às 19h30.

Santos leva sete gols em três jogos e Dorival admite preocupação

Técnico quer intensificar trabalhos defensivos após Santos levar sete gols em três jogos e lamenta ausências. No ano passado, Peixe teve segunda melhor defesa do Brasileirão

Santos leva sete gols em três jogos e Dorival admite preocupação
Técnico quer intensificar trabalhos defensivos após Santos levar sete gols em três jogos e lamenta ausências. No ano passado, Peixe teve segunda melhor defesa do Brasileirão

Na derrota por 3 a 1 para o São Paulo, Dorival assumiu a preocupação que carrega em relação ao desempenho do Santos no clássico. Em três jogos, o Peixe sofreu sete gols, resultando em média de 2,3 gols por rodada.

- A preocupação sempre existe. Quer você tome três ou um (gols). Sempre estaremos preocupados e melhorando. Vamos continuar trabalhando, empenhados. Perdemos o Vanderlei no início da preparação. Braz também fora, zagueiros fora, Ricardo e Renato fora. É ruim para momento com esse inicio de preparação. O ideal é que todos estivessem em condições. Os novos jogadores entraram em situações complicadas. Ainda precisam achar o caminho. É período de adaptação - explicou em entrevista coletiva na Vila Belmiro.

O zagueiro Cleber, contratado por R$ 7,4 milhões, tem se destacado nos treinamentos, mas ainda não ganhou uma vaga no time titular. No entanto, o treinador não confirmou se pretende fazer alterações no sistema defensivo.

O Santos volta a campo na tarde desta quinta-feira, para se preparar para a quinta rodada do Campeonato Paulista, contra o Ferroviária, na Vila Belmiro, no sábado, às 19h30.

15 de fevereiro de 2017

Ceni promove duas mudanças para o San-São; Dorival repete time

Santos e São Paulo estão escalados para o clássico desta quarta-feira, às 21h45 (de Brasília), na Vila Belmiro, pela terceira rodada do Campeonato Brasileiro. Rogério Ceni promoveu duas mudanças em relação à equipe que goleou a Ponte Preta, enqu

Santos e São Paulo estão escalados para o clássico desta quarta-feira, às 21h45 (de Brasília), na Vila Belmiro, pela terceira rodada do Campeonato Brasileiro. Rogério Ceni promoveu duas mudanças em relação à equipe que goleou a Ponte Preta, enquanto Dorival Júnior aposta na mesma formação que venceu o Red Bull Brasil no último domingo.

O Peixe segue sem os considerados titulares Renato, Ricardo Oliveira, David Braz e Vanderlei. Por outro lado, Lucas Lima, que sentiu desgaste muscular no treino de terça-feira, irá para o jogo.

Portanto, o Alvinegro está escalado com Vladimir; Victor Ferraz, Lucas Veríssimo, Yuri e Zeca; Leandro Donizete, Thiago Maia e Lucas Lima; Vitor Bueno, Copete e Rodrigão.

O Tricolor, por sua vez, terá duas alterações em relação ao time que começou a partida no último domingo. Saem Bruno e Luiz Araújo para as entradas de Buffarini e Neilton. Júnior Tavares segue na lateral esquerda. Autor de três gols na vitória por 5 a 2 sobre a Ponte, Gilberto permanece na equipe.

Dessa forma, o São Paulo buscará sua segunda vitória seguida no Estadual com Sidão; Buffarini, Maicon, Rodrigo Caio e Júnior Tavares; João Schmidt, Thiago Mendes e Cícero; Neilton, Cueva e Gilberto.

Palmeiras x São Bernardo: prováveis times, onde ver, desfalques e palpites

Jogo no Allianz Parque deverá marcar o retorno do meia Moisés, destaque do Brasileirão do ano passado, à equipe titular do Palmeiras. Time vem de derrota para o Ituano

Palmeiras x São Bernardo: prováveis times, onde ver, desfalques e palpites

O Palmeiras recebe o São Bernardo, às 19h30 desta quinta-feira, no Allianz Parque, tentando apagar a má impressão deixada na derrota de domingo, para o Ituano. Eduardo Baptista deverá fazer apenas uma mudança na escalação: Moisés faz sua estreia na temporada na vaga do lateral Fabiano, que se machucou em Itu. Com isso, Jean será o lateral-direito. Veja todas as informações abaixo:

Local: Allianz Parque, São Paulo (SP)
Data/Horário: 16/2/2017 (quinta-feira), às 19h30
Árbitro: José Cláudio Rocha Filho
Auxiliares: Daniel Luis Marques e Evandro de Melo Lima
Onde assistir: Premiere e tempo real do LANCE!

PALMEIRAS: Fernando Prass, Jean, Edu Dracena, Vitor Hugo e Zé Roberto; Felipe Melo; Róger Guedes, Guerra, Moisés e Dudu; Willian. Técnico: Eduardo Baptista.
Desfalques do Palmeiras: Tchê Tchê e Fabiano (lesionados); Egídio (sobrecarga muscular).

SÃO BERNARDO: Daniel, Eduardo, Edimar, Anderson Conceição e Breno; Vinicius Kiss, Fellipe Mateus e Rafael Costa; Rodolfo, Edno e Walterson. Técnico: Sérgio Vieira.
Desfalques do São Bernardo: -

Palpites: Quatro pessoas da redação do LANCE! acreditam em vitória do Palmeiras. Duas apostaram no São Bernardo e uma no empate.

Rúbgi: Super Sevens tem primeira etapa em São José dos Campos

Campeonato Brasileiro de Rugby Sevens Masculino terá 12 equipes e será disputado neste final de semana

Rúbgi: Super Sevens tem primeira etapa em São José dos Campos
Campeonato Brasileiro de Rugby Sevens Masculino terá 12 equipes e será disputado neste final de semana

A temporada 2017 do Super Sevens Masculino apresentado pela Total terá sua primeira etapa neste fim de semana, em São José dos Campos. 12 equipes buscam a taça do torneio, o Campeonato Brasileiro de Rugby Sevens Masculino, que terá todas as partidas disputadas no estádio Martins Pereira. A competição terá transmissão ao vivo por Facebook Live na página da CBRu (www.facebook.com/brasilrugby), das 12h15 às 13h40, e das 14h às 16h30 de domingo, exibindo assim as semifinais da Taça Prata e Ouro, além das demais finais.

Os 12 clubes participantes da etapa são: São José (atual campeão), Pasteur, Jacareí, Bandeirantes, URA, Rio Branco, Guanabara, Samambaia, UFG, Tucanos Rugby, Templários e Melina. Eles foram divididos em três grupos com quatro equipes cada, que jogam entre si no primeiro dia. Já no domingo são disputadas as partidas eliminatórias, até a grande final.

- Para a cidade de São José é uma honra receber um evento desse porte do rugby nacional. O estádio Martins Pereira já recebe o rugby há muitos anos, e todos vão encontrar lá as melhores condições para a disputa do torneio - afirma Maurício Coelho, técnico do São José.

- Apesar de o nosso time ser o atual campeão brasileiro de sevens, não temos vaga garantida na etapa final. Por isso vamos aproveitar essa qualificatória para aprimorar nossos fundamentos, visando a classificação para 2ª etapa. O São José tem uma certa 'obrigação' de fazer uma boa apresentação, por jogar em casa.Então vamos entrar com a responsabilidade, mesmo que seja o início da temporada, e vamos mostrar nosso melhor - complementa.

14 de fevereiro de 2017

Jabá é relacionado e Carille leva 21 atletas para encarar o Novorizontino

Jogadores treinaram com novidades na tarde desta terça-feira

O atacante Léo Jabá, que voltou aos treinos com o restante dos companheiros nesta terça-feira, já foi relacionado pelo técnico Fábio Carille para a partida desta quarta-feira, às 19h30 (de Brasília), contra o Novorizontino, pela terceira rodada do Campeonato Paulista. Único dos quatro atletas convocados para a Seleção sub-20 que não foi titular na fase final do Sul-Americano da categoria, ele não terá o mesmo descanso de Guilherme Arana, Maycon e Léo Santos.

Um dos motivos é o fato de ter sido convocado tardiamente para a disputa, ganhando mais férias do que os companheiros, mas o principal é que, com as lesões de Marquinhos Gabriel e Giovanni Augusto, o técnico Fábio Carille tem poucas opções para montar seu ataque no duelo frente ao time do interior. Além de Marlone e Romero, titulares, apenas Kazim, que até o momento só foi aproveitado como centroavante, poderia se apresentar como alternativa pelas pontas no banco de reservas.

Os desfalques, capitaneados pela dupla de meias, são complementados pelo pelos goleiros Matheus Vidotto e Walter, e pelo meia Danilo, mas nem um deles está inscrito no Paulista. O meia Jadson, já regularizado na Confederação Brasileira de Futebol (CBF), tenta recuperar a melhor forma física para realizar a sua estreia. Ele treina com bola ao lado do restante dos companheiros desde segunda-feira.

De acordo com o treinamento realizado por Carille na tarde desta terça, o time que vai a campo terá Cássio; Fagner, Balbuena, Pablo e Moisés; Gabriel, Romero, Fellipe Bastos, Rodriguinho e Marlone; Jô. Com três pontos conquistados, o Timão está na última colocação do Grupo A do Paulista, mas apenas um ponto atrás do líder Ituano e empatado com São Bernardo e Botafogo-SP.

Veja abaixo a lista de relacionados:

Goleiros: Cássio e Caíque

Laterais: Fagner, Léo Príncipe e Moisés

Zagueiros: Pedro Henrique, Balbuena, Pablo e Vilson

Volantes: Gabriel, Paulo Roberto, Fellipe Bastos, Camacho e Marciel

Meias: Rodriguinho, Guilherme e Marlone

Atacantes: Kazim, Romero, Léo Jabá e Jô

Garotos da sub-20 voltam aos treinos e Pedrinho leva “trote”

Pedrinho foi o destaque do décimo título corintiano na Copinha

Os quatro jogadores do Corinthians que estavam a serviço da Seleção sub-20 no Sul-Americano da categoria retornaram aos treinamentos na tarde desta terça-feira, no CT Joaquim Grava. O zagueiro Léo Santos, o lateral esquerdo Guilherme Arana e o volante Maycon apenas correram ao redor dos gramados do local, enquanto o atacante Léo Jabá trabalhou normalmente ao lado dos reservas enquanto os titulares faziam o tradicional “treino-fantasma” no campo ao lado.

Quem mais chamou a atenção, porém, foi o atacante Pedrinho, campeão da Copa São Paulo de Futebol Júnior no ano passado e integrado ao elenco nos últimos dias. Após levar um “trote” do volante Cristian e do zagueiro Vilson no vestiário, ele apareceu no campo com a cabeça raspada quase totalmente, restando apenas uma faixa de cabelo na parte lateral do seu rosto, deixada propositalmente.

“Ele é feio, né? Fazer o que, não tem jeito”, brincou o lateral direito Fagner. “Pegaram ali no vestiário e, quando acontece isso, não tem escapatória”, explicou o defensor, que apenas observou a brincadeira. “Pô, foi o Cristian e o Vilson que me pegaram lá, não tive para onde correr”, contou o jovem, que ouviu várias brincadeiras dos companheiros durante as quase duas horas de atividade.

Mantuan, por sua vez, conseguiu manter o cabelo intacto, mas não explicou como chegou ao feito. Além deles, o atacante Carlinhos, que será operado nesta quarta-feira para tratar uma pubalgia, completa a lista de atletas alçados ao profissional após levantar a taça da décima copinha corintiana.

Enquanto o trio está fora da lista de inscritos do Estadual, porém, o quarteto da sub-20 já foi garantido pelo treinador na relação. Jabá, que teve férias antes de servir a Seleção, deve ser o primeiro a ser aproveitado, enquanto Arana, Léo Santos e Maycon, titulares na fracassada campanha no continental, esperaram ao menos mais alguns dias para ir a campo. Desses, apenas Arana é provável titular em sua posição.

Flamengo vê manutenção do elenco como trunfo para 2017

Com 100% de aproveitamento na temporada, o Flamengo vem colhendo os frutos por ter mexido pouco no elenco e ter mantido a comissão técnica para 2017. Pelo menos essa é a opinião da maioria dos jogadores do Rubro-Negro. Na visão deles, o fato de o cl

Com 100% de aproveitamento na temporada, o Flamengo vem colhendo os frutos por ter mexido pouco no elenco e ter mantido a comissão técnica para 2017. Pelo menos essa é a opinião da maioria dos jogadores do Rubro-Negro.

Na visão deles, o fato de o clube ter confiado no grupo que terminou o Campeonato Brasileiro de 2016 na terceira colocação, comandado por Zé Ricardo, pode ser uma vantagem no atual momento.

“Acredito que tudo esteja dando certo neste começo de temporada porque nos conhecemos muito bem. O Flamengo mudou pouco, fez contratações pontuais e isso está sendo importante. Conseguimos, na base da conversa e do trabalho de pré-temporada, consertar erros que nos prejudicaram ano passado. Estou otimista”, analisou o atacante Paolo Guerrero.

O lateral-direito Pará concorda com seu companheiro de equipe. “O Flamengo conseguiu montar um grupo forte, se fortaleceu, perdeu poucas peças e manteve a base. É muito importante essa continuidade. A tendência é que isso se reflita na maneira da equipe jogar e estamos todos otimistas em relação ao futuro. No ano passado poderíamos ter conquistado títulos, mas eles não apareceram. Acredito que em 2017 vamos atingir os objetivos”. analisou.

Dentro de campo, o elenco trabalhou na manhã desta terça-feira, com os reservas indo a campo e os titulares fortalecendo a parte física. Nesta quarta-feira, acontece a atividade que vai definir a escalação para o duelo contra o América-MG na quinta-feira, às 21h30 (de Brasília), em Brasília, pela segunda rodada da Primeira Liga.

Ganhando, os comandados de Zé Ricardo garantem classificação para as quartas de final do regional, após vitória sobre o Grêmio na estreia. Pelo Campeonato Carioca, já garantido nas semifinais da Taça Guanabara, o Flamengo volta a campo no domingo, quando vai duelar com o Madureira, também garantido na semi do primeiro turno.

Torcedores do Atlético preparam provocação para clássico contra o Coxa

O maior clássico do Paraná acontecerá neste domingo na Arena da Baixada. Atlético-PR e Coritiba se encontram pela quinta rodada do Campeonato Brasileiro, às 17h (de Brasília). Antes do confronto, a torcida do Furacão organizou uma provocação par

O maior clássico do Paraná acontecerá neste domingo na Arena da Baixada. Atlético-PR e Coritiba se encontram pela quinta rodada do Campeonato Brasileiro, às 17h (de Brasília). Antes do confronto, a torcida do Furacão organizou uma provocação para a partida do final de semana. Nas redes sociais, os torcedores disponibilizaram um modelo de máscara com a caricatura do Ronaldinho Gaúcho, com uma faixa na cabeça dizendo: “Tchau Coxa”, em alusão a vontade do Alviverde de negociar com o ídolo da Seleção.

Leia mais: 

Autuori defende seguir com time jovem no estadual

Wilson valoriza vitória, mas aponta necessidade de melhora no Coritiba 

No começo do ano, alguns rumores indicaram que Ronaldinho Gaúcho estava a caminho do Coritiba. Depois dos boatos, a diretoria do clube chegou a confirmar contato com os agentes do jogador, que poderia ser um reforço para o elenco coxa-branca de 2017.

O jogador, que atualmente está sem clube, não se manifestou sobre o caso, mas o que se sabe é que ele não irá fazer parte do grupo do time paranaense.

Em uma manifestação de rivalidade, os torcedores do Atlético-PR, maior adversário do Coxa, resolveram mobilizar na internet e criaram uma provação para o jogo de domingo. Um torcedor disponibilizou um modelo de máscara com a caricatura do jogador e pediu para que os outros adeptos imprimissem a imagem e a recortassem, para que pudessem encher o estádio com mascarados de Ronaldinho.

No Paranaense, o desempenho das equipes ainda não é dos melhores. O Atlético está na décima colocação com apenas dois pontos, enquanto o Coxa se encontra numa situação mais favorável, com sete pontos na quarta posição.