Portal O Dia

Rodrigo Santoro volta ao cinema em '300: A Ascensão do Império'

O personagem de Santoro continua tendo poucas cenas

07/03/2014 10:36 - Atualizado em 07/03/2014 10:42

As batalhas gregas estão de volta. Nessa sexta-feira, 7 de março, estreia nos cinemas nacionais '300: A Ascensão do Império' , novo filme que retoma as sangrentas disputas travadas durante o período da Grécia Antiga. Mas se engana quem pensa que 'A Ascensão do Império' é uma continuação do longa original, '300', lançado em 2006. Na verdade, a nova trama acontece paralelamente aos eventos ocorridos no primeiro filme. Isso, inclusive, pode ser percebido ao longo da projeção, a partir de referências sutis ao protagonista da produção de oito anos atrás, o Rei Leônidas, interpretado por Gerard Butler.

Já '300: A Ascensão do Império' é centrado na história do Rei Xerxes, que é novamente vivido por Rodrigo Santoro. O curioso é que qualquer um, antes de ver o filme, pensa que o ator brasileiro dessa vez, ao contrário do longa original, vai aparecer mais. No entanto, aí reside mais um equívoco. Apesar de funcionar como o ponto de partida da história, o verdadeiro vilão de '300: A Ascensão do Império' não é Xerxes, mas sim Artemísia (Eva Green), uma perigosa e vingativa comandante da marinha persa, responsável por conduzir Xerxes em direção ao trono.

O personagem de Santoro continua tendo poucas cenas, enquanto Eva reina absoluta no quesito maldade, despertando a raiva do espectador de '300: A Ascensão do Império'. Já com relação ao lado dos mocinhos, saiu Butler e entrou Sullivan Stapleton, que encarna o general ateniense Temístocles, que tem a missão de liderar seu exército durante a Batalha das Termópilas, contra Xerxes e Artemísia.

O roteiro do filme, novamente assinado por Zack Snyder, em parceria com Kurt Johnstad, e baseado na graphic novel de Frank Miller, começa mostrando como Temístocles despertou a sede de vingança de Xerxes ao matar seu pai, o Rei Darius (Igal Naor), no campo de batalha. Na sequência dos acontecimentos, o personagem de Santoro então se torna rei e planeja sua retaliação contra o povo de Atenas e, principalmente, Temístocles. O general ateniense então pede ajuda para a Rainha de Esparta, Gorgo (Lena Headey), que ao disponibilizar seus homens para Temístocles tornaria o seu exército bem mais poderoso.

Apesar da trama de '300 A Ascensão do Império' não ser tão interessante quanto o conto dos bravos guerreiros do primeiro longa, que venceram uma guerra praticamente impossível considerando o seu número reduzidíssimo de homens, o novo filme tem muitas similaridades com o anterior. O diretor Noam Murro, substituto de Snyder, aproveita toda a fórmula que deu certo no primeiro filme.

A estética visual é a mesma, assim como a estrutura narrativa e o estilo de edição das cenas, acelerando e desacelerando os takes de ação na batalha. Quem gostou de '300' provavelmente não se decepcionar com 'A Ascensão do Império'. E olha que talvez ainda exista espaço para um terceiro longa, já que o filme acaba com um corte abrupto no meio da batalha final e as luzes do cinema se acendem para revelar sua cara de tacho.

Fonte: MSN

Deixe um comentário

Tópicos santoro, personagem, continua, cenas, imperio, ascensao, volta, cinema, rodrigo,

Veja também

há 5 dias
Cantor pediu que baderneiros interrompessem briga. Latinhas, cadeiras e até meses foram arremessadas.
há 8 dias
Já bastante conhecida no mundo da moda, Nina também tem ganhado notoriedade fora dele graças às fotos ousadas que ela posta.
há 11 dias
Instagram removeu imagem por 'não estar de acordo com as diretrizes da comunidade'.
há 16 dias
Festa em Fortaleza teve o tema Cinderela.