• bbrock
  • Jovens escritores 2017
  • assinatura jornal

Notícias Pelo Piauí

25 de maio de 2017

Projeto Boca da Noite chega a Corrente e Bom Jesus

Projeto Boca da Noite chega a Corrente e Bom Jesus

O projeto Boca da Noite, que completa 20 anos em Teresina, agora chega a mais nove cidades piauienses. Nesta sexta-feira (26), é a vez da cidade de Corrente receber o projeto, que será aberto, a partir das 20h, com show do cantor Hermes Tuxaua, em frente ao Centro Cultural Coronel Benjamim José Nogueira. No sábado (27), o Boca da Noite estreia em Bom Jesus, com show de “Valadão Sertanejo”, a partir das 20h, no Espaço Cultural Mestre Joaquim Carlota.

Hermes Tuxaua se denomina um cantor regional que se apresenta especialmente em palcos alternativos, com canções autorais. Nas composições, ele fala da cultura local e do meio ambiente. Em março de 2013, Hermes lançou o CD “Baú de Cantoria”, que traz onze faixas, acompanhadas de viola e violão, com destaque para as músicas: Os gnomos, H2O, O barba ruiva, O tacho do tempo e Rokião. Além disso, Hermes Tuxaua também lançou o álbum “Alquimia”.

Já, à frente da banda “Valadão Sertanejo” está o músico Valadares Veras dos Santos, natural do Pará. Depois de tocar em várias bandas da região, o cantor decidiu iniciar uma carreira solo no Piauí, com a criação da Valadão Sertanejo. A música entrou na vida do cantor quando ele tinha ainda 14 anos de idade. Depois disso, Valadares ingressou numa escola de música e logo foi selecionado para tocar em bandas regionais, entre elas, a banda Sedução do Calypso. Durante a passagem pela banda “Alterados do forró”, ele teve a oportunidade de viajar para vários estados, como Maranhão, Tocantins e Mato Grosso.

Depois de um tempo longe dos palcos, ele decidiu, junto com os músicos que fazem parte da banda, iniciar uma carreira solo e hoje se apresenta na cidade de Bom Jesus e região. No repertório que irá apresentar no show do projeto Boca da Noite, músicas de autoria do cantor, além de sucessos da música sertaneja, como “Flor e o beija flor”, de Henrique e Juliano, e “Aí já era”, de Jorge e Mateus.

O projeto Boca da Noite já é realizado em Teresina há 20 anos e em 2017 se expandiu para outras cidades como Parnaíba, Piripiri, União, Floriano, Oeiras, Picos, São Raimundo Nonato, Bom Jesus e Corrente. Os shows são realizados todas as quartas-feiras em Teresina, e uma vez por mês nas demais cidades do interior.

O Boca da Noite é uma realização do Governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado da Cultura (Secult). Cada banda ou artista selecionado recebe o equivalente a R$ 2 mil pelo show. Entre os critérios avaliados, está a presença, no repertório, de 60% de músicas autorais ou de compositores piauienses.

22 de maio de 2017

Comunidade Nova Santa Rosa no sul do Piauí contará com internet livre

Comunidade Nova Santa Rosa no sul do Piauí contará com internet livre

A comunidade Nova Santa Rosa, distante 170 quilômetros de Uruçuí, município localizado a 498 quilômetros de Teresina, recebeu uma equipe técnica da Agência de Tecnologia da Informação do Piauí – ATI na última sexta-feira (19). Os técnicos fizeram estudo de viabilidade para instalar dois pontos de internet do projeto Piauí Conectado, sendo um de acesso livre para a população e outro para o posto policial local.

Na oportunidade, a equipe registrou as coordenadas geográficas dos possíveis locais onde serão instalados os pontos de wifi e conversou com populares. “O acesso à conectividade é uma demanda dessa comunidade e o governador Wellington Dias já autorizou nossa vinda para realizar esse trabalho. Esperamos que ao retornar encontremos todos fazendo bom uso da internet”, comentou o diretor-geral da ATI, Avelyno Medeiros.

A diretora da Unidade Escolar da Paz, Regiane Schmitt, falou sobre as dificuldades que a população enfrente para se comunicar. “Nossa escola recebeu por doação de uma empresa uma internet que é só um ponto, no qual só um computador faz uso por vez. Como é uma internet a cabo, dificulta bastante, os alunos só utilizam quando ninguém da secretaria está usando”, disse.

Schmitt revelou que o sinal das operadoras não chega à comunidade. “Quando é preciso se comunicar ou é através da internet ou por telefone fixo”, falou. A diretora também ressaltou quão positiva será a implantação do Piauí Conectado em Nova Santa Rosa. “Contribuirá de várias maneiras, pois têm muitos alunos que são carentes, que não possuem internet em casa, então eles poderiam usar tanto para se comunicar, como para aprender coisas, fazer pesquisas, seria muito bom para comunidade”, pontuou.

Piauí Conectado

A internet livre é um dos vários serviços que o Governo do Piauí oferece aos piauienses através da construção de um cinturão de fibra ótica, que passará por 96 municípios de norte a sul e criará uma rede de dados, imagens e voz interligando as unidades administrativas do estado como hospitais, delegacias e escolas.

O projeto, que deve ser executado em dois anos, vai possibilitar universalizar o ensino à distância, facilitar o acesso à comunicação, informação, ferramentas e serviços online do governo, otimizar o tempo de atendimento à população, gerar economia para o estado, monitorar as cidades garantindo maior segurança aos espaços públicos, entre outros benefícios.

18 de maio de 2017

Empresa abandona obra do asfaltamento da estrada que liga Picos a Itainópolis

Empresa abandona obra do asfaltamento da estrada que liga Picos a Itainópoli

A Construtora Jurema, empresa contratada pelo Governo do Estado para realizar os serviços de recuperação da rodovia estadual PI 254, no trecho entre a BR 407 e a cidade de Itainópolis, desistiu da obra. A informação foi divulgada pelo prefeito de Itainópolis, Paulo Lopes.

Os maquinários que estavam trabalhando na recuperação da rodovia foram recolhidos do canteiro de obras construtura. O fato teve grande repercussão no município e o gestor buscou informações junto ao Departamento de Estradas e Rodagens do Piauí. Segundo o prefeito, a referida empresa entrou com pedido de desistência de continuar fazendo a referida obra.

“O DER-PI informou também que convocou a empresa Múltipla, segunda colocada na licitação, para manifestar interesse em assumir o encargo de fazer a recuperação asfáltica da rodovia Itainópolis a Picos, o que deverá ocorrer nos próximos dias”, diz o prefeito.

A ordem de serviço havia sido assinada pelo governador Wellington Dias no dia 17 de fevereiro, em solenidade realizada em Picos, com a participação do prefeito Paulo Lopes. Orçada em R$ 8,8 milhões, a obra chegou a ser iniciada dias depois da autorização, mas pouco serviço foi feito. A empresa realizou apenas o alargamento de alguns trechos da rodovia, e paralisou a obra.

A rodovia é a principal via de acesso de cidades como Itainópolis, Vera Mendes, Isaías Coelho e Simplício Mendes. O trecho entre a BR 407 e a cidade de Itainópolis, com 40 km de extensão, está tomada por buracos, em péssimas condições de trafegabilidade.

17 de maio de 2017

Ilha Grande município porta de entrada para o Delta do Parnaíba

Ilha Grande município porta de entrada para o Delta do Parnaíba

A cidade de Ilha Grande, localizada a 340 quilômetros de Teresina, é banhada pelo oceano Atlântico e pelos rios Parnaíba e Igaraçu e faz limite com a localidade parnaibana de Ilha Grande de Santa Isabel. O município é a porta de entrada para o Delta do Rio Parnaíba. Antes de ser emancipada, em 1994, Ilha Grande era conhecida como o povoado Morro da Mariana. A origem deste nome remete ao século XVII e à senhora Mariana Alexandre Viana que, após a viuvez, se instalou próximo às margens do igarapé ligado ao Rio dos Tatus. 

O artesanato do município é nacionalmente famoso por conta de suas rendeiras que chamaram a atenção de estilistas e artistas de renome.  Já, o Santuário de Nossa Senhora Mãe dos Pobres, no Centro da cidade, é um símbolo da religiosidade da população e apresenta obras em cerâmica, além de um mirante. 

Os festejos da santa ocorrem no mês de julho e juntamente com o Festival do Caranguejo, que é realizado em novembro, formam as festas mais importantes do município. Além disso, Ilha Grande possui as praias do Pontal e do Cotia são praticamente inexploradas.  Outra atração natural, são os chamados Lençóis Piauienses, lagoas formadas no meio das dunas, no período chuvoso. O acesso é fácil pelo povoado Morro Branco.

Como Chegar:

Carro: A partir da avenida Presidente Getúlio Vargas, cruzar a ponte Simplício Dias e seguir na Rodovia PI 210. Ao avistar uma bifurcação, seguir em frente, à esquerda, na continuação da PI 210  (o caminho à direita é a PI 116 que leva à praia da Pedra do Sal).

Ônibus: Viação Marcelino (86 99402-1413) e Viação São Francisco.

O ponto de ambas as viações fica na Praça Constantino Correia, no Centro de Parnaíba, próximo à Sorveteria O Pirata.

Delta do Parnaíba

Os passeios ao Delta do Parnaíba são obrigatórios para todos os que visitam o litoral do Piauí. A região era habitada por tribos de índios Tremembés e teve o seu primeiro registro feito por um europeu, por meio do navegante Nicolau Resende, ainda no Século XVI. As dezenas de ilhas que se formam na foz do Parnaíba guardam espécies raras de animais como o guará, pássaro de penugem vermelha escarlate, cuja revoada pode ser vista em uma única ilha do arquipélago, sempre no fim da tarde. 

Há ainda macacos-prego, guaribas, jacarés, cobras, aves migratórias e muitos outros bichos. Além das ilhas, é possível apreciar as dunas e, durante a época das chuvas, uma região conhecida como Lençóis Piauienses, ainda pouco explorada. Há uma variedade muito grande de pacotes ofertados por diversas agências de turismo, que estão localizadas, sobretudo, em Parnaíba e vendem os tradicionais passeios em grandes embarcações com preço médio de R$ 60. 

O roteiro sai pela manhã (a hora depende da maré) e geralmente inclui lanche à base de frutas, almoço e caranguejada no fim da tarde. Há também as rotas específicas como aquelas voltadas para a observação de animais (inclusive à noite), pescaria, outros que incluem passeios de buggy, trilhas pelas dunas e degustação de comida local. Os horários variam e a quantidade de passageiros também.

Santuário

O Santuário de Nossa Senhora Mãe dos Pobres fica localizado no Centro de Ilha Grande e possui peças de argila de artistas locais que criaram imagens de santos e da Via Crucis para decorar o local. A ideia de construí-lo veio do padre italiano Pedro Quiritti que, com o apoio de outros sacerdotes da Itália, conseguiu trazer da Europa a imagem da Virgem e a colocou no ponto mais alto do Morro da Mariana, em janeiro de 1989. A santa tem sua história ligada à cidade belga de Banneux, onde a menina Mariette Beco teria visto oito aparições de Nossa Senhora, entre janeiro e março de 1930. 

A Virgem teria dito à garota que bebesse a água de uma fonte e que este líquido seria capaz de curar os enfermos. O santuário de Ilha Grande tem entrada gratuita e está aberto à visitação todos os dias das 7h às 18h. A estrutura tem ainda um mirante, a partir do qual é possível ter uma ampla visão da cidade. Para chegar até ele, é preciso subir 33 degraus, que representam cada um dos anos de Jesus Cristo. O município celebra a santa no mês de julho, sendo este o segundo festejo mais importante, atrás apenas das festas da padroeira Nossa Senhora da Conceição, em dezembro. 

Associação das Rendeiras do Morro da Mariana

A arte da renda de bilro passa de geração para geração há muitas décadas na cidade de Ilha Grande, e é tecida por dezenas de mulheres que se reuniram e criaram a associação em 1992. Nove anos depois, elas foram apresentadas ao estilista Walter Rodrigues que, por meio de um projeto, iniciou uma parceria que unia essa tradição secular com a alta-costura. Desta forma, a fama da qualidade do trabalho das piauienses ganhou o Brasil e o mundo, e as rendas já foram usadas por artistas e personalidades como a ex-primeira dama, Marisa Letícia. 

Hoje em dia, as rendeiras trançam as linhas como no passado: usando o bilro, espécie de carretel onde a linha é armazenada, que é feito de coco de tucum e um pedaço de madeira. Elas trabalham na sede da associação ou mesmo em casa e produzem brincos, gargantilhas, bicos, aplicações, luminárias, blusas, vestidos, entre outros objetos, que podem levar de horas a meses para ficar prontos. As peças estão à venda na associação e também podem ser encomendadas e enviadas para todo o Brasil. 

A sede da associação está situada na Av. Vitoriano Ribeiro, 380. O telefone para contato é (86) 3323-0187 / 99485-9084. Funciona de Segunda a Sábado das 7h às 11h e 13h às 17h. 

16 de maio de 2017

Estado investe R$ 10 milhões na pavimentação de rodovia

Estado investe R$ 10 milhões na pavimentação de rodovia em Cocal

O Governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado dos Transportes (Setrans-PI), deu início às obras de melhoramento da implantação e pavimentação asfáltica de trecho da Rodovia PI-309, no município de Cocal, região Norte do Piauí.

As obras já foram iniciadas no percurso que vai do entroncamento da rodovia BR-343 até a sede do município de Cocal, passando pelo Povoado Videl, com um total de 26,155 quilômetros de extensão.

Com as obras, além da melhoria das condições de tráfego na região, o turismo no litoral também será beneficiado por meio da ligação com outro importante trecho, localizado entre o município de Cocal e o povoado Brejinho, de responsabilidade do Idepi. A conclusão das duas etapas vai diminuir, em cerca de 80 quilômetros, a distância entre Teresina e Barra Grande, no município de Cajueiro da Praia, região Norte do estado.

O secretário de Estado dos Transportes, Guilhermano Pires, destacou que “a pavimentação do trecho vai trazer inúmeros benefícios, não só para o município, mas para o turismo como um todo, uma vez que vai diminuir consideravelmente a distância entre a capital e o nosso litoral, tornado Cocal um importante entreposto comercial para toda a região.”, afirmou o gestor, destacando a importância das relações comerciais com municípios como Viçosa e Camocim, no Ceará.

O trecho em execução entre a BR-343 e o município de Cocal será beneficiado com pavimentação em Tratamento Superficial Duplo (TSD), com banho diluído na pista de rolamento e Tratamento Superficial Simples (TSS) nos acostamentos.

A obra está orçada em aproximadamente R$ 10 milhões, com recursos do Governo do Estado do Piauí, por meio da Secretaria de Estado dos Transportes (Setrans-PI). O prazo para conclusão das obras é de 12 meses, a partir da assinatura da ordem de serviço.

12 de maio de 2017

MPC opina pela reprovação das contas do ex-prefeito de Queimada Nova do Piauí

MPC opina pela reprovação das contas do ex-prefeito de Queimada Nova do Piauí

A procuradora do Ministério Público de Contas, Raíssa Maria Rezende de Deus Barbosa, opinou pela reprovação das prestações de contas do ex-prefeito do município de Queimada Nova do Piauí, Celso Nunes Amorim, referente ao ano de 2014.

Em parecer prévio, a procuradora recomendou a reprovação das Contas de Governo do Chefe do Executivo Municipal, e pelo julgamento de irregularidade das contas de gestão da Prefeitura Municipal, sugerindo, ainda, a e aplicação de multas ao ex-gestor do município.

De acordo com o relatório do MPC do Tribunal de Contas do Estado do Piauí, após a análise entre o relatório produzido pela Diretoria de Fiscalização da Administração Municipal e a defesas apresentada, permaneceram diversas irregularidades.

No mesmo parecer, Raíssa Maria opinou pelo julgamento de irregularidades nas prestações de contas de gestão do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb) e da Câmara Municipal, na gestão da então vereadora presidente, Lucimar Carmina Mendes.

O processo de prestação de contas do município de Queimada Nova do Piauí referente ao exercício financeiro de 2014 foi incluído na pauta da Segunda Câmara do TCE-PI, para a Sessão de Julgamento da próxima quarta-feira, dia 17 de maio. A relatora do processo é o desembargador Joaquim Kennedy Nogueira Barros.

09 de maio de 2017

Prédios públicos voltam a ter energia em cidade no sul do Piauí

Depois de mais de quatro anos, prédios públicos de Geminiano voltam a ter energia

O prefeito de Geminiano, Erculano Carvalho, conseguiu na última quinta-feira, 04, restabelecer o fornecimento da energia elétrica nos prédios públicos do município.

Ele informou que ao assumir o cargo de gestor, no início deste ano, encontrou muitas repartições sem iluminação e outras funcionando através de geradores, com isso teve de buscar a Eletrobrás para renegociar as dívidas e poder oferecer os serviços com qualidade para a população.

“Eu achava injusto os órgãos do município não ter energia, ficava inviável trabalhar e atender o nosso povo. Mais de quatro anos a energia da Prefeitura era gerada através de um gerador, não justifica”, comentou o prefeito.

Além da sede da prefeitura, Erculano informou que outros prédios, como o Ginásio Poliesportivo, Centro de Convivência, CRAS, Conselho Tutelar e o Campo de Futebol estavam com a energia cortada. Ele frisa que o débito junto a Eletrobrás era exorbitante.

“O gestor passado já tinha, junto a Eletrobrás, um débito de mais de R$ 3 milhões. Ele fez um parcelamento, mas nunca pagou e a energia dos órgãos públicos foi cortada e isso já gerou mais um débito de R$ 3 milhões. Somando tudo, deu um valor de R$ 6 milhões que o município vai ter de pagar o preço pela irresponsabilidade da gestão passada”, destacou.

Erculano calcula que terá de arcar com uma parcela de R$ 48 mil mensais para poder quitar a dívida com Eletrobrás. “Vamos ter de fazer das tripas coração para que possamos pagar as parcelas desse parcelamento”, comentou.

Reformas

O prefeito ressaltou ainda que nesses quatro meses já reformou os prédios de todas as escolas municipais. O mesmo serviço está em andamento nas unidades básicas de saúde, quatro destes estão sendo ampliados também. Já há o planejamento para a construção de uma unidade de saúde na zona rural, povoado de Uberlândia, por meio de recursos de emenda parlamentar.

Wellington autoriza obras e ações para municípios do Norte do Piauí

Wellington autoriza obras e ações para municípios do Norte do Piauí

Dentro de alguns meses, cidades da região norte do Piauí devem sentir os reflexos dos investimentos feitos pelo governo estadual. Obras em diversas áreas devem elevar a qualidade de vida da população.

Em Batalha, foco na saúde. O governador Wellington Dias autorizou a requalificação do Hospital Messias de Andrade Melo. A unidade será reformada, terá um novo centro cirúrgico, novos equipamentos e ganhará ainda uma ambulância.

Atendendo a pedido do prefeito Messias Melo, o governo autorizou a reforma do Terminal Rodoviário de Batalha, recuperação de estradas para escoamento de grãos na localidade Massapê, construção de um campo de futebol para a comunidade Puba, além do asfaltamento da estrada que leva à principal atração turística da região, a Cachoeira do Urubu.

Cocal de Telha também será contemplada. Dias autorizou a construção do estádio de futebol municipal, em convênio com a Fundespi. A prefeita Ana Célia foi atendida ainda no pedido de extensão de energia elétrica e asfaltamento para comunidade Cocalinho, e mais 5 mil m² de asfalto para vias urbanas.

“Um municípiocoeficiente 0.6 no interior, sem arrecadação, depende essencialmente dos governos estadual e federal, ou ficamos inviabilizados. Então, esses convênios são fundamentais”, pontuou a prefeita Ana Célia.

O município de Cabeceiras reafirmou convênio com o Governo do Estado para reforma do estádio de futebol, com gramado, iluminação e pontos comerciais. Foi contemplado ainda com calçamento para as comunidades Lagoa Seca dos Leandros e Vaca Brava I. Três Unidades Básicas de Saúde receberão novos equipamentos, para melhor atender as comunidades Cajueiros, Morrinhos e Lagoa Seca dos Leandros.