• BSL NE
  • VIP TAXI teresina
  • bbrock
  • assinatura jornal

Notícias Da Arquibancada

15 de junho de 2017

4ª maior artilheiro do país, Viola quer chegar aos 22 gols e garantir acesso

Viola tem 16 gols na temporada atrás de nomes como Fred e Henrique 'Ceifador'

Aos 35 anos, Luís Gustavo, ou simplesmente Viola – nome que adotou na sua carreira como jogador -, é o quarto maior artilheiro do país na temporada 2017. Com a camisa do River, são 16 gols marcados em 30 jogos. A pontaria certeira deixa o atacante Tricolor na briga pela artilharia do ano ao lado de Fred, do Atlético Mineiro, Henrique “Ceifador”, do Fluminense, e Rafael Oliveira, do Botafogo da Paraíba. Fred balançou as redes adversárias 19 vezes, enquanto Ceifador e Oliveira marcaram 18.

Com a camisa do Galo Viola já marcou 16 vezes e tem a meta de 22 gols no ano (FOTO: Victor Costa/River AC) 

O River é o primeiro clube que Viola defende no Piauí.O atacante é uma das referências do atual elenco tricolor. Isso porque, além de goleador, tem o espírito de liderança. Ele também esteve em campo em todos os jogos disputados pelo River esse ano. Ao todo, 30 partidas, dividadas em quatro competições: Campeonato Piauiense, Copa do Nordeste, Copa do Brasil e Série D do Campeonato Brasileiro.

“A gente nunca espera começar tão bem, mas trabalhamos duro para isso. Fico feliz em estar vivendo esse momento. Já disse que às vezes trocaria todos os gols por uma semifinal da Copa do Nordeste em que ficaríamos mais marcados, pelo título Estadual. Ficamos triste pelos títulos que não vieram, mas fico feliz pela fase, pelo que estou vivendo no River ao lado desse grupo”, conta o atacante.

Na briga por uma vaga na próxima fase da Série D, Viola tem metas ousadas, mas não impossíveis. Ele quer chegar aos 22 gols na temporada e, de quebra, ajudar o Galo a conquistar o acesso para Série C do Brasileiro. O River soma seis pontos e está em terceiro do grupo A5.

Viola é um dos principais nomes do elenco do River no ano e esteve em campo em todos os jogos (FOTO: Victor Costa/River AC)

“Às vezes, eu brinco quando o Fred faz gol dizendo que agora eu estou três atrás dele. Mas a gente está na corrida e devagarinho eu vou correndo atrás dele, até onde as competições derem. Eu falei para minha esposa a gente que calendário é curto, mas estava com a meta de 22 gols e estou aí correndo atrás e agora com número de jogos tenho que me desdobrar”, brincou.

E para chegar a meta, o jogador aposta em dois fatores: inteligência e treinamento. “Se a gente não se cuidar tanto dentro como fora do gramado não conseguimos manter um futebol de alto nível. Hoje quem não marca não joga, atacante não vive só de ficar paradinho, tem que ajudar o meio campo. Trabalho, academia, alimentação boa para dar seu melhor”, explica Viola, que, a primeira vista, parece um daqueles atacantes de pequena areá.

Com o artilheiro em campo, o River terá seu próximo compromisso no domingo (18) diante do Maranhão. O confronto, válido pela quinta rodada da Série D, acontece às 17h no Estádio Lindolfo Monteiro.

Desejo de permanecer no Galo

Os títulos com o River ainda não vieram e, apesar das dificuldades na temporada, Viola fala em permanecer no Galo por mais uma ou duas temporadas. Segundo o atacante, o desejo de ficar no River é grande e já foi externado aos diretores do clube. “Quando eu aceitei vir para cá, eu já vim com esse objetivo de jogar aqui dois, três anos e se possível terminar minha carreira aqui, mas deixando o clube no lugar onde sempre merece estar com títulos e acesso até a Série C e estamos trabalhando duro”, afirmou Viola. 

O atacante vestiu a camisa de várias equipes de Goiânia, como Caldas, Anapolina e Anápolis. Fora do Brasil, Viola defendeu o Libolo, da Angola, e tem passagens também pela Penapolense e Comercial, ambos de São Paulo.

14 de junho de 2017

Rally da Meia Noite tem largada amanhã com chegada em Pedro II no domingo

O Rally está inserido entre as atrações do Festival de inverno de Pedro II

Uma das atrações na área de ecoturismo e esportes de aventura inseridas na programação do Festival de Inverno de Pedro II, cidade ao norte do Estado do Piauí, onde acontecerá uma vasta programação de lazer, cultura, música e entretenimento, a partir de amanhã, o Rally da Meia Noite acontece pela primeira vez com largada de Teresina hoje (15) , a partir das 14 horas, da concessionária Toyota Newland, e como o próprio nome da competição e passeio já deixa claro, a chegada em Pedro II será as 23 horas, no dia da abertura do festival, que é organizado e patrocinado pelo Governo do Estado do Piauí  e Secretaria de Turismo do Estado do Piauí, e também pela Prefeitura Municipal de Pedro II.

O rali conta com as modalidades; carro 4x4, quadriciclo, UTV e motos, nas categorias competição e expedição. O rally é no estilo regularidade, no qual os participantes seguirão um roteiro preestabelecido pela organização.  O organizador do evento, Ehrlich Cordão, enfatizou que o roteiro está bastante atraente, mesclando vários tipos de terreno, como estradinhas de terra, areal, serras, florestas e tudo com total segurança, já que as disputas na segunda parte da prova acontecerão no período da noite.

Pilotos vão se testar na prova que larga amanhã (15) (Foto: Aldeia)

A organização do Rally da Meia Noite fechou uma programação agitada, que começa às 8 horas da manhã até às 12 horas de hoje (15), na Newland, com entrega de kits e adesivagem dos veículos. A partir das 13 horas, acontece o briefing da prova com coquetel para os participantes. E às 15 horas, acontece a largada do evento.

O Rally da Meia Noite terá um percurso total de 235 km, passando pelos municípios de Altos, Altos, Campo Maior, Cocal de Telha e Pedro II. A chegada será na Praça Domingos Murão e a premiação começa às 23 horas. 

05 de junho de 2017

Mudanças de Lucas Andrade no River acendem o time na Série D

O Galo venceu o Potiguar fora de casa por 2 a 0, com gols de Humberto e Negueba

O River conquistou na noite de ontem (4) sua primeira vitoria no Campeonato Brasileiro Série D. O time comandado por Lucas Andrade venceu o Potiguar, do Rio Grande do Norte por 2 a 0 com gols de Humberto e Negueba, no estádio Edgarzão, em Assú. Para o Galo Carijó o resultado renova as esperanças de classificação para a segunda fase da competição nacional e trouxe a confiança do elenco de volta, que acumulava duas derrotas consecutivas na Série D.


Jogadores comemoram a vitoria em cima do Potiguar (FOTO: Victor Costa/River AC)

O time que entrou em campo contra o Potiguar mudou bastante em comparação ao que vinha disputando a competição. Com a saída de Celso Teixeira mais quatro atletas se desligaram da equipe e para o jogo Lucas Andrade contou com os atletas que estavam no elenco desde o começo do ano. O técnico afirma que a união do grupo fez diferença em campo.

“A força desse grupo sempre foi à amizade deles. Fabiano não jogava há quase o um mês o Oscar ficou duas partidas de fora, o Matuto estreou, mas não jogou mais o próprio Testinha que teve no jogo uma participação muito boa.”, frisa Lucas Andrade.

As substituições no decorrer do jogo também precisam ser ressaltadas. O meia Testinha entrou no lugar de Fabiano, que estava sem ritmo de jogo depois de passar um mês sem disputar jogos. Testinha bateu o escanteio e colocou a bola na cabeça de Humberto abrindo o placar em Assú.

Allan Miguel entrou no lugar de Humberto com cãibras. Allan era o único defensor relacionado . O zagueiro fez sua última partida oficial no dia 25 de fevereiro quando o River recebeu o Sport pela Copa do Nordeste. Além disso, o atleta ainda vinha se recuperando de uma lesão no joelho. Allan entrou fora de sua posição e esteve bem na partida.


Negueba entrou em campo nos acréscimos e marcou o segundo gol da vitoria do River (FOTO: Victor Costa/RiverAC)

E completando as substituições, o atacante Negueba, que mais uma vez entrou no segundo tempo e viu sua estrela brilhar, o jogador entrou aos 46 e três minutos depois marcou o gol que fechou o placar para o Tricolor Piauiense. O River volta a campo no domingo (11) quando encara mesmo Potiguar, às 17h, no Lindolfo Monteiro. 

30 de maio de 2017

5ª edição do Picos Pro Race se apresenta com novidades

A prova acontece nos dias 1ª e 2 de julho e se apresenta ainda maior com quase 300 ciclistas

A 5ª edição do Picos Pro Race acontece nos dias 1º e 2 de junho, com saída da Cidade do Mel. Em 2017, a prova se apresenta ainda maior com quase 300 ciclistas inscritos de 16 estados brigando pelo pódio e por pontos no ranking nacional da Confederação Brasileira de Ciclismo (CBC). Além disso, serão 85km de percurso que promete muita adrenalina e dificuldades aos atletas que irão se testar no dia de prova.

A prova é a mais longa do Campeonato Piauiense de MTB estilo Maratona e uma das mais esperadas pelos ciclistas de dentro e de fora do estado que todos os anos procuram superar seus limites na prova.


Em 2016 a prova reuniu 250 atletas (FOTO:Aldeia)

“Temos atletas de Santa Catarina, de São Paulo, do Rio, então graças a deus o evento está tendo uma repercussão muito grande fora do estado e em todo o país e passou a ser uma prova almejada por vários atletas”, frisou Daniel Freitas.

Esse ano a largada será do Picos Plaza Shopping, sem deslocamento, como aconteceu em 2016. Os atletas vão percorrer um percurso passando pelas cidade de Bocaina, São José do Piauí, Sussuapara, Santana do Piauí e retorna a Picos.

Em 2016, Ruan Martins foi o vencedor da categoria Elite Masculina. Pelo lado feminino, Carmen Castro se sagrou campeã da categoria elite. O Picos Pro Race 2017 acontece nos dias 1º e 2 de julho. 

29 de maio de 2017

Reabertura do Felipão será dia 25 de junho; Altos treina no estádio quinta

A reabertura acontece no jogo contra o Tocantins pela Série D

A diretoria do Altos vem se esforçando para voltar a mandar seus jogos no Estádio Felipão, na cidade de Altos. Fechado a quase um ano para reformas o estádio deve ser reaberto no dia 25 de junho, quando o Jacaré recebe o Tocantins, em jogo valido pela 6ª rodada do Brasileiro Serie D. A intenção era mandar o jogo contra o Santos –AP que acontece neste sábado (3) já em casa, mas os laudos do Corpo de Bombeiros não serão entregues a tempo a CBF que exige o prazo mínimo de 10 dias antes da partida.

“O jogo de sábado não será lá, mas o time treina no estádio na quinta-feira”, afirmou o presidente Warton Lacerda.

 
Estádio deve receber primeiro jogo oficial após reforma no dia 25 de junho (FOTO: Luís Junior) 

De acordo com Major Veloso, do Corpo de Bombeiros, a vistoria no estádio aconteceu na manhã de hoje (29) e o laudo deve ser liberado, mas com restrições. “O uso pleno do estádio não será possível. Foi feita a vistoria e o laudo será liberado, mas com algumas restrições como medida de proteção, por exemplo, a redução da capacidade de público e portões abertos durante toda a partida, isso porque ainda faltam algumas coisas serem cumpridas”, explica o Major Veloso.

Após a reforma o Felipão deve ficar com capacidade para três mil pessoas e entre as mudanças teve troca do gramado, construção de banheiros e tribuna, instalação de alambrados. A obra orçada em 1 R$ milhões de reais teve início em 2016.

A equipe do Altos está com 100% de aproveitamento dentro da Série D e tem duas vitorias em dois jogos. É líder isolado do seu grupo na competição e tem como adversário no próximo sábado (3), às 17h, o Santos, do Amapá. A partida é válida pela 3ª rodada do Brasileiro Série D. 

Após nova derrota, Celso coloca seu cargo a disposição no River

A nova derrota da Série D agora para o MAC - MA fez o treinador colocar seu cargo a disposição

Na tarde de ontem (28) o River conheceu uma nova derrota dentro do Campeonato Brasileiro Série D. O time perdeu por 3 a 0 para o MAC, do Maranhão, no estádio Castelão. O novo resultado negativo complicou bastante a situação do time na tabela, que até então é lanterna sem pontos somados e também deixou o sonho de classificação para próxima fase mais distante.

Após a partida o treinador Celso Teixeira afirmou que foi convidado para dirigir o clube devido seu espírito motivador, mas que até agora isso não vem dando certo e se fosse necessário sua saída ele estava em comum acordo.

“Eu primeiro vou conversar com o presidente e ver o que é melhor para o clube e se por ventura for minha saída é lógico que eu coloco (o cargo) a disposição até porque eu fico bastante a vontade”, afirmou Celso.

Caso se confirme a saída de Celso Teixeira, o treinador vai ter comandado o time em apenas dois jogos. Celso foi chamado para o River para disputa da Série D após a demissão de Eduardo Húngaro que aconteceu junto à eliminação nas semifinais do Campeonato Piauiense. Além de Celso, alguns atletas que trabalhavam com o treinador foram contratados como os zagueiros Ítalo e Willian Goiano e o atacante Edmar, que atualmente estão entre os titulares da equipe. 

O River acumula no Brasileiro Série D duas derrotas. Uma na estreia, dentro de casa, contra o Guarany de Sobral - CEe uma fora de casa diante o MAC - MA. A equipe se reapresenta as atividades amanhã (30) quando começa a pensar na partida contra o Portiguar – RN que acontece no domingo (4), às 16h, em Assu. 

19 de maio de 2017

Sem Manoel, Altos começa caminhada no Brasileiro Série D

Em compensação o Jacaré conta com o atacante Eduardo como reforço para partida

O Altos faz sua estreia pelo Brasileiro Série D fora de casa. O Jacaré encara o Tocantins - TO no domingo (21), às 16h, no estádio Castanheirão, em Palmas. O time de Paulinho Kobayashi chega motivado para o brasileirão, pois se sagrou campeão Piauiense 2017 na última quarta-feira (17). Para a partida o time não conta com o atacante Manoel, uma das principais peças do elenco na temporada, o atleta torceu o pé no jogo da final do Estadual e é desfalque. Em compensação, tem o nome de Eduardo como opção, que aos 47 do segundo tempo caiu no Boletim Informativo Diário (BID) e foi relacionado para partida.

Manoel foi o artilheiro do Brasileiro Série D de 2016 vestindo a camisa do Altos, com 10 gols marcados. Na temporada 2017 tem seis gols, cinco no Campeonato Piauiense e um na Copa do Nordeste. O jogador não foi sequer relacionado para a partida e segue em tratamento pensando no próximo compromisso do Altos no Brasileirão que será contra o Cordino – MA no sábado (27), no Lindolfo.

O treinador Paulinho Kobayashi destacou a falta de informações do adversário com um dos maiores problemas para esse primeiro confronto e a própria logística de viagem. “Viajamos na madrugada e isso faz com que os atletas percam a noite de sono e isso é ruim. A equipe é desconhecida também, foram poucas as informações que conseguimos reunir, mas a intenção é chegar lá e fazer nosso jogo”, disse Kobayashi.

O Altos chega para a disputa da Série D como um dos fortes nomes do estado em busca do tão sonhado acesso até a Terceira Divisão. Depois de se sagrar campeão Estadual. Além do time de Tocantins, o Altos encara o Santos - AP e o Cordino – MA na fase de grupos. 

17 de maio de 2017

Vladimir de Jesus é o novo técnico do Parnahyba para Série D

Técnico tem 47 anos e recentemente estava comandando o Ferroviário – CE, onde se sagrou vice-campeão cearense e garantiu à equipe vaga nas principais competições de 2018.

Após o desligamento de Fernando Tonet a diretoria do Parnahyba correu contra o tempo para contratar um novo nome para comandar o time do Litoral e na manhã de hoje (17) foi confirmado o nome de Vladimir de Jesus. O treinador já passou pelo futebol piauiense, quando comandou o Flamengo na reta final do Estadual 2016.

Vladimir de Jesus tem 47 anos e recentemente estava comandando o Ferroviário – CE, onde se sagrou vice-campeão cearense e garantiu à equipe vaga nas principais competições do primeiro semestre de 2018 – Copa do Nordeste e Copa do Brasil.

Antes disso, o treinador passou pelo Icasa – CE, Uniclinic – CE e Tiradentes – CE. O treinador deve assistir à partida entre Parnahyba e Altos das arquibancadas e observar o elenco.

O Parnahyba entra em campo hoje (17) quando encara o Altos, às 20h, no Lindolfo. Partida que define o campeão piauiense 2017 e o Altos entra em campo em larga vantagem, pois venceu o primeiro jogo por 3 a 0. De acordo com o presidente Batista a intenção é fazer um bom jogo e dar confiança ao elenco para estreia na Série D que acontece no domingo (21) a equipe do Globo - RN, às 16h, no estádio Pedro Alelaf.

"Conseguir o título está difícil. O Altos está com 99% de chance de ser campeão porque o placar é muito elástico", disse Batista. 

14 de maio de 2017

Eliminado, River dispensa 9 jogadores e aposta em Celso Teixeira para Série D

Derrota para o Altos fez com que o Galo perdesse a vaga nas principais competições do primeiro semestre de 2018 - Copa do Brasil e Copa do Nordeste.

Os últimos dias estão sendo movimentados no Poleiro do Galo. A diretoria ficou em alerta após a derrota por 3 a 1 diante do Altos na última quarta-feira (10), que tirou do time o titulo do returno do Campeonato Piauiense e também a vaga nas principais competições do primeiro semestre de 2018 - Copa do Nordeste e Copa do Brasil.

A primeira mudança foi a demissão de Eduardo Húngaro, que aconteceu no dia seguinte. Na sexta-feira (12) foi anunciada a contratação de Celso Teixeira, ex-Treze da Paraíba, que terá como principal tarefa comandar o Galo na disputa da Série D do Brasileiro. O River estreia no torneio no próximo domingo (21) contra o Guarany de Sobral, do Ceará.

Depois disso, os rumores de saídas e chegadas de jogadores ganharam força. Um nome foi confirmado como reforço para o time que será comandado por Celso Teixeira: o meia Testinha e o atacante Gleydisson, ambos ex-Piauí, está na mira da diretoria e deve ser anunciado como reforço até amanhã (15).  Além dos reforços, a diretoria desligou nove atletas da equipe: Rodrigo Tiuí, Junior Paraíba, Rossales, Ricardo Sena, Caíque, Cleber Lucas, Emerson, Matheus Mendes e Lucas Bacelar. O atacante Tety também não faz mais parte do elenco e pediu desligamento neste fim de semana.

Na terça, Celso Teixeira se apresenta ao elenco e dá continuidade aos trabalhos de olho na Série D. A equipe busca, assim como em 2015, garantir o acesso para terceira divisão. Além do Guarani, o Galo enfrenta o MAC, do Maranhão, e o Potiguar, do Rio Grande do Norte, na fase de classificação. O primeiro jogo será no próximo domingo (21), em Teresina.