• Águas de Teresina
  • assinatura jornal

Notícias Da Arquibancada

16 de agosto de 2017

Após derrota, técnico do Flamengo critica diretoria; “Faltou competência”

Flamengo perdeu o clássico na Copa Piauí por 3 a 1. O time teve somente oito atletas regularizados e precisou usar jogadores do sub 19

A equipe do Flamengo conseguiu regularizar somente oito jogadores, de 26 contratados para a estreia diante o River na Copa Piauí Sub 21. Por conta disso, o time precisou completar os relacionados com jogadores que disputaram o Campeonato Piauiense Sub 19 pela equipe Rubro-Negra. O time saiu de campo com uma derrota por 3 a 1 e o treinador Péricles Veloso não economizou nas críticas aos diretores do Flamengo.

Péricles Veloso fez duras críticas a diretoria do Flamengo após derrota na Copa Piauí (FOTO; Elias Fontenele/O Dia)

“A nossa parte nós fizemos. Infelizmente tivemos contratempos de documentação. Eu acredito que em time grande como o Flamengo isso não pode acontecer, as coisas têm que ser setorizadas, são diretores que estão dentro do clube que hoje atrapalham. Coloquei jogadores em campo que nem estavam treinando aqui comigo. O próprio presidente assinou os contratos e tem pessoas prejudicando por incompetência eu acredito que se você não sabe fazer o trabalho tem que sair imediatamente”, disse Péricles após a derrota diante o River.

O Flamengo iniciou as atividades pensando na Copa Piauí há quase um mês, mas as vésperas na partida de estreia contra o River o treinador descobriu que a maioria dos seus atletas não estavam regularizados junto a CBF no Boletim Informativo Diário (BID). A situação pegou o treinador Péricles Veloso de surpresa e ele precisou modificar praticamente todo o time para partida. Apesar disso, elogiou a postura dos atletas. “Nossos atletas não tem culpa e foram guerreiros hoje”, disse.

Desfalcado, o Flamengo foi derrotado pelo River por 3 a 1 (FOTO: Elias Fontenele/O Dia)

Nervoso após o termino da partida, o treinador do Rubro-Negro ainda afirmou que houve uma discussão com o diretor de futebol Dilson ao descobrir o problema. “Houve esse bate-boca exatamente por conta da não regularização dos atletas, fizemos todo o malabarismo para poder regularizar os atletas e na hora deu nisso. Então eu peço ao presidente Tiago (Vasconcelos) que resolva porque o Flamengo é maior do que diretor que está dentro da equipe com arrogância”, finalizou Péricles.

O Flamengo agora se prepara para enfrentar o 4 de Julho em jogo válido pela 2º rodada da Copa Piauí que acontece no dia 26 de agosto, no Lindolfo

Campo Largo se apresenta pensando na disputa da Liga Nordeste de Futsal

A equipe comandada por Clemilton Miranda participa da 1ª fase da competição nos dias 26 a 30 de agosto, no Ceará.

A equipe do Campo Largo se apresentou na última segunda-feira (15) pensando na Liga Nordeste de Futsal e também na disputa do Campeonato Piauiense da modalidade. O time foi campeão do Campeonato Metropolitano no primeiro turno e agora vira a chave pensando na competição nacional, que acontece entre os dias 26 e 30 de agosto, em Horizonte, no Ceará.

Entre as novidades, o comando de Clemilton Miranda, ex-Crensa e outros nomes bastante conhecidos no futsal do estado pelas campanhas no Cajuína e Parma. Além disso, o time é de Campo Largo, cidade que fica a 175kg de Teresina, também contratou mais dois atletas do maranhão e pretende contratar mais nomes oriundos do Ceará. De início, o foco são as atividades voltadas para a parte física dos atletas.

A equipe foca na parte física nesse início de trabalho (FOTO: Jailson Soares/O Dia)

“É necessário fazer um trabalho de prevenção, pois alguns deles estavam em atividade e outros não. Estamos fazendo um trabalho de fortalecimento até mesmo pelo nível da competição que eles irão participar.  O Clemilton (treinador) pediu para focar nesse trabalho físico, pois querendo ou não a parte física tem parcela importante no trabalho final”, frisou Lenno, preparador físico da equipe.

No elenco nomes como Japonês, Carlos Recife, Richardson, todos com bastante experiência quando o assunto é quadra e bem entrosados, pois vêm de várias temporadas juntos independente da equipe. “Fizemos um bom primeiro semestre e nos preparamos bem e conquistamos o nosso objetivo que era ser campeão do metropolitano e acredito que fomos mais além, pois fomos campeões invictos. Agora segundo semestre bem mais difícil e nos reforçamos bem”, disse Japonês.

Campo Larga vai representar o Piauí na Liga Nordeste de Futsal (FOTO: Jailson Soares/O Dia)

Richardson também acredita que o time tem tudo para conseguir melhores resultados nas competições nacionais, no caso, a Liga Nordeste. “Estamos trabalhando firme para conseguir um bom resultado para cidade de Campo Largo e o estado do Piauí. Temos experiência na competição e em 2016 não avançamos por detalhes, agora, é conseguir avançar e conseguir nossos objetivos”,comentou Richardson jogador.

Além do Campo Largo, a equipe do JES também irá representar o Piauí na Liga Nordeste de Futsal. 

14 de agosto de 2017

Norte-Nordeste de jiu jitsu reúne mais de 600 atletas em Teresina

A competição aconteceu neste fim de semana em Teresina e teve atletas de 10 estados brigando por pódio

Teresina foi sede da segunda etapa do Campeonato Norte Nordeste de Jiu-jitsu. A competição reuniu mais de 600 atletas de dez estados brigando por pódio. Na disputa por equipes, o primeiro lugar ficou com a Delta Gold Team, seguida pelo QG da Luta, ambos do Piauí. O Zenith, do Maranhão, garantiu o terceiro lugar no pódio. O Norte-Nordeste é dividido em três etapas. O campeão de cada categoria conquista vaga no Mundial Europeu.

“Todos se fizeram presentes e um evento como esse faz com que os próprios atletas se conheçam melhor e esse é um dos objetivos do Norte-Nordeste. Além disso, premiar os atletas, pois é uma forma de reconhecimento”, frisou o presidente da Federação Piauiense de Jiu-jitsu e organizador do evento, Gabriel Souto Maior.

Entre as equipes que tiveram uma boa quantidade de inscritos e de atletas no pódio, estava o Quartel General da Luta, com 80 competidores. Um dos destaques foi a lutadora Ana Luiza Oliveira, que subiu ao pódio duas vezes e fez sua estreia na faixa roxa. “Foi gratificante porque fiz minha estreia na faixa roxa e estava bastante nervosa e ansiosa, até mesmo porque eu era uma das mais graduadas e fui literalmente caçada no tatame”, comentou Ana Luiza. 

Ana Luiza Oliveira foi um dos destaques entre as mulheres (FOTO: Elias Fontenele)

Alguns visitantes acabaram se dando muito bem na competição, caso do Maranhense Alef Britto, que conquistou seis medalhas de ouro em seis categorias; absoluto leve, absoluto pesado, absoluto sem pano, categoria leve, categoria médio e até 75kg sem pano.

Outro nome que também se sobressaiu foi o faixa preta Hérico Hesley, de Sobral, que representou a Nova União (CE) e foi campeão categoria pesadíssimo e absoluto. “O nível muito forte, desde a primeira etapa lá em Fortaleza. Fiz três lutas em cada categoria e venho fazendo um trabalho muito forte que está dando resultados e o objetivo principal é garantir a vaga no Europeu”, disse Hérico.

CSA faz treino no Albertão, ás vésperas de partida contra o Parnahyba

O time alagoano visita o Parnahyba pelo primeiro jogo da Pré-Copa do Nordeste que acontece amanhã (15), às 21h.

A equipe do CSA (AL) já está no Piauí para a primeira partida contra o Parnahyba pela Pré-Copa do Nordeste que acontece amanhã (15), às 21h, no estádio Pedro Alelaf. As duas equipes brigam por uma vaga na Copa do Nordeste 2018 e fazem dois jogos. O primeiro amanhã e o jogo de volta será no dia 22 de agosto, no estádio Rei Pelé, em Maceió. O CSA optou por treinar no estádio Albertão na manhã de hoje (14) e chega em Parnaíba somente para partida. 

No histórico, o CSA leva a melhor em cima das equipes piauienses. Em 2016, eliminou o próprio Parnahyba e também o Altos do Campeonato Brasileiro Série D. Apesar do retrospecto positivo, os alagoanos não aceitam o favoritismo e o treinador Ney da Matta faz questão de frisar que isso não entra em campo. 

"Cada jogo tem sua história, a gente sabe que isso aí é passado. Estatistica fica para quem gosta de guardar e eu não guardo isso, eu trabalho cada dia e sei das dificuldades que é. Temos agora um outro Parnahyba pela frente, com outros jogadores e teremos uma dificuldade enorme", disse Ney da Matta. 

Entre os jogadores o discurso também é bastante cauteloso. A CSA optou por treinar no estádio Albertão, em Teresina e chegando em Parnaíba a equipe não vai fazer reconheciemnto de gramado, mas o lateral-esquerdo Raul sabe que vai encontrar um campo bem diferente do que treinaram hoje (14). " Sabemos o quanto é dificil jogar aqui por conta da temperatura. Fizemos esse treino aqui (no Albertão) mais com o intuito de movimentar um pouco mais, pois viemos de uma viagem longa, mas a gente sabe que o palco do jogo é bem diferente", conta Raul, lateral-esquerdo. 

O treinador Ney da Matta acredita que se o time do CSA seguir a obediência tática que vem colocando em campo na disputa da Série C do Brasileiro, em que a equipe é líder do seu grupo com 27 pontos vai sair do estádio Pedro Alelaf com uma boa vantagem para o segundo jogo. "Se a gente conseguir ser responsável taticamente temos tudo para fazer um grande jogo", finalizou o técnico. 

O jogo entre Parnahyba e CSA (AL) acontece amanhã (15), às 21h, no estádio Pedro Alelaf, em Parnaíba. O jogo de volta será no dia 22 de agosto, no Rei Pelé, em Maceió. 

13 de agosto de 2017

Ex-Seleção é contratado para comandar time piauiense na Liga Nordeste

Clemilton Miranda será o treinador do Campo Largo na disputa da Liga Nordeste de futsal

O treinador Clemilton Miranda, que estava na equipe do Landim Futsal, será o novo técnico do Campo Largo Futsal. A equipe vai se apresenta nesta segunda-feira (14), a partir das 18h, no Ginásio de Esportes da UFPI, a equipe recentemente se sagrou campeã metropolitana, quando garantiu vaga na Liga Nordeste, que acontece nos dias 26 a 30 de agosto em Horizonte, no Ceará.

Clemilton Miranda vai comandar o Campo Largo durante a Liga Nordeste (FOTO: Jailson Soares)

O Campo Largo apostou em uma formação com atletas bastante conhecidos da região e com passagens por clubes do estado. Alguns nomes fizeram uma boa temporada 2016 pelo Parma, equipe que foi desmanchada em 2017. Além disso, o comando será de Clemilton Miranda, que tem no currículo titulo de tricampeão paulista, campeão gaúcho, bicampeão sul-americano com a seleção brasileira como jogador e nos últimos anos vem conquistando títulos importantes no futsal do estado.

O Campo Largo Futsal No mesmo ano de sua fundação tornou-se campeão do 1º turno do Campeonato Piauiense, atingindo o primeiro objetivo de se tornar reconhecido no meio esportivo na capital e em todo estado, desde então vem atingindo seus objetivos e sempre ficando entre os finalistas e conquistando títulos importantes como Vice-campeão Piauiense 2015, Campeão do circuito Piauí/Maranhão 2015, e atualmente o Campeão do Campeonato Metropolitano 2017,onde conquistou o direito pra representar o Piauí na liga nordeste e copa do Brasil de futsal em 2017.

O Campeonato Piauiense esta previsto para iniciar em setembro e a liga nordeste será no período de 26 a 30 de setembro na cidade de Horizonte (CE). Além do Campo Largo, o Piauí também vai ter o JES como representante nas disputas, após a desistência do Sampaio Corrêa. 

08 de agosto de 2017

Manoel e zagueiro Bafana do Altos podem reforçar time da Série B

Os dois atletas devem reforçar o Boa Esporte (MG) na disputa da Série B. Os jogadores tem contrato com o Altos até final de 2018.

Após a eliminação no Campeonato Brasileiro Série D a maioria dos jogadores do Altos estão de férias aguardando a temporada 2018. Mas alguns nomes do elenco podem ganhar nova casa durante esses últimos meses do ano. É o caso do atacante Manoel e do zagueiro Vitor Bafana, que tem contrato com o Jacaré até dezembro de 2018 e podem reforçar o Boa Esporte na disputa do Brasileiro Série B.

Camisa 9 Manoel deve ir para o Boa Esporte (MG) por emprestimo (FOTO: Jailson Soares)

"O Vítor já se apresenta hoje ao Boa, no caso, do Manoel estamos ajustando os últimos detalhes e tem grande possibilidade de que ele também se apresenta ao time. Para todos acaba sendo um bom negócio já que os meninos estão parados em casa", explicou o Supervisor de Futebol Ricardo Pereira.  

Os dois atletas foram titulares absolutos na temporada e peças fundamentais na campanha do time altoense, que esse ano conquistou o titulo de Campeão Piauiense 2017 e tem no calendário do ano que vem vaga garantida nas principais competições nacionais que o estado pode oferecer; Copa do Nordeste, Copa do Brasil e Série D do Brasileiro 2018. De acordo com Ricardo Pereira todos os atletas vão por empréstimo. 

Zagueiro Vitor Bafana se apresenta hoje (8) ao time mineiro (FOTO: Jailson Soares)

"Os dois nomes vão com a possibilidade de compra caso eles paguem a multa rescisória dos atletas. Mas de inicio o objetivo é movimentar os atletas que temos e assim fazer negocio dando lucro também para o time", frisa Ricardo.

Além de Bafana e Manoel, o volante Wagner e o atacante Eduardo também tem contrato com o Altos até o final de 2018 e caso surjam boas propostas os atletas podem ser negociados. Os dois atletas serão emprestados para a equipe mineira com a possibilidade de compra. O Boa Esporte atualmente ocupa a oitava colocação na tabela da Série B, com 28 pontos somados. 

Manoel e Bafana do Altos devem ser emprestados para time da Série B

Os dois atletas devem reforçar o Boa Esporte (MG) até o final desse ano por empréstimo

Após a eliminação no Campeonato Brasileiro Série D a maioria dos jogadores do Altos estão de férias aguardando a temporada 2018. Mas alguns nomes do elenco podem ganhar nova casa durante esses últimos meses do ano. É o caso do atacante Manoel e do zagueiro Vitor Bafana, que tem contrato com o Jacaré até dezembro de 2018 e podem reforçar o Boa Esporte na disputa do Brasileiro Série B. 

"O Vítor (Bafana) se apresenta ainda hoje ao Boa, no caso do Manoel eles têm interesse também no atleta e até amanhã resolvemos esses detalhes e pode ser que seja fechado. Para o Altos é interessante, pois os atletas estão em casa e ficando em movimentação chegam melhor para pré temporada.  Todos os dois nomes vão com possibilidade de de venda se o clube estiver disposto a pagar a multa rescisória", explica o Supervisor de futebol do Altos Ricardo Pereira. 

Os dois atletas foram titulares absolutos na temporada e peças fundamentais na campanha do time altoense, que esse ano conquistou o titulo de Campeão Piauiense 2017 e tem no calendário do ano que vem vaga garantida nas principais competições nacionais que o estado pode oferecer; Copa do Nordeste, Copa do Brasil e Série D do Brasileiro 2018. 

Além de Manoel, Vítor Bafana os jogadores Eduardo, Wagner e Alex Mineiro que está emprestado ao Parnahyba tem contrato com o Altos até dezembro de 2018 e segundo Ricardo Pereira tem a possibilidade de empréstimo caso existam clubes interessados. "É bom para o clube e é um dos objetivos do Altos conseguir ter lucro com a venda e negociação de atletas, mas até então todos esses nomes que vão é com empréstimos te o final desse ano somente é depois eles voltam para equipe", frisa. 

Os dois atletas serão emprestados para a equipe mineira com a possibilidade de compra. O Boa Esporte atualmente ocupa a oitava colocação na tabela da Série B, com 28 pontos somados. 

Manoel e Bafana do Altos devem ser emprestados para time da Série B

Os dois atletas devem reforçar o Boa Esporte (MG) até o final desse ano por empréstimo

Após a eliminação no Campeonato Brasileiro Série D a maioria dos jogadores do Altos estão de férias aguardando a temporada 2018. Mas alguns nomes do elenco podem ganhar nova casa durante esses últimos meses do ano. É o caso do atacante Manoel e do zagueiro Vitor Bafana, que tem contrato com o Jacaré até dezembro de 2018 e podem reforçar o Boa Esporte na disputa do Brasileiro Série B. 

"O Vítor (Bafana) se apresenta ainda hoje ao Boa, no caso do Manoel eles têm interesse também no atleta e até amanhã resolvemos esses detalhes e pode ser que seja fechado. Para o Altos é interessante, pois os atletas estão em casa e ficando em movimentação chegam melhor para pré temporada.  Todos os dois nomes vão com possibilidade de de venda se o clube estiver disposto a pagar a multa rescisória", explica o Supervisor de futebol do Altos Ricardo Pereira. 

Os dois atletas foram titulares absolutos na temporada e peças fundamentais na campanha do time altoense, que esse ano conquistou o titulo de Campeão Piauiense 2017 e tem no calendário do ano que vem vaga garantida nas principais competições nacionais que o estado pode oferecer; Copa do Nordeste, Copa do Brasil e Série D do Brasileiro 2018. 

Além de Manoel, Vítor Bafana os jogadores Eduardo, Wagner e Alex Mineiro que está emprestado ao Parnahyba tem contrato com o Altos até dezembro de 2018 e segundo Ricardo Pereira tem a possibilidade de empréstimo caso existam clubes interessados. "É bom para o clube e é um dos objetivos do Altos conseguir ter lucro com a venda e negociação de atletas, mas até então todos esses nomes que vão é com empréstimos te o final desse ano somente é depois eles voltam para equipe", frisa. 

Os dois atletas serão emprestados para a equipe mineira com a possibilidade de compra. O Boa Esporte atualmente ocupa a oitava colocação na tabela da Série B, com 28 pontos somados. 

Manoel e Bafana do Altos devem ser emprestados para time da Série B

Os dois atletas devem reforçar o Boa Esporte (MG) até o final desse ano por empréstimo

Após a eliminação no Campeonato Brasileiro Série D a maioria dos jogadores do Altos estão de férias aguardando a temporada 2018. Mas alguns nomes do elenco podem ganhar nova casa durante esses últimos meses do ano. É o caso do atacante Manoel e do zagueiro Vitor Bafana, que tem contrato com o Jacaré até dezembro de 2018 e podem reforçar o Boa Esporte na disputa do Brasileiro Série B. 

"O Vítor (Bafana) se apresenta ainda hoje ao Boa, no caso do Manoel eles têm interesse também no atleta e até amanhã resolvemos esses detalhes e pode ser que seja fechado. Para o Altos é interessante, pois os atletas estão em casa e ficando em movimentação chegam melhor para pré temporada.  Todos os dois nomes vão com possibilidade de de venda se o clube estiver disposto a pagar a multa rescisória", explica o Supervisor de futebol do Altos Ricardo Pereira. 

Os dois atletas foram titulares absolutos na temporada e peças fundamentais na campanha do time altoense, que esse ano conquistou o titulo de Campeão Piauiense 2017 e tem no calendário do ano que vem vaga garantida nas principais competições nacionais que o estado pode oferecer; Copa do Nordeste, Copa do Brasil e Série D do Brasileiro 2018. 

Além de Manoel, Vítor Bafana os jogadores Eduardo, Wagner e Alex Mineiro que está emprestado ao Parnahyba tem contrato com o Altos até dezembro de 2018 e segundo Ricardo Pereira tem a possibilidade de empréstimo caso existam clubes interessados. "É bom para o clube e é um dos objetivos do Altos conseguir ter lucro com a venda e negociação de atletas, mas até então todos esses nomes que vão é com empréstimos te o final desse ano somente é depois eles voltam para equipe", frisa. 

Os dois atletas serão emprestados para a equipe mineira com a possibilidade de compra. O Boa Esporte atualmente ocupa a oitava colocação na tabela da Série B, com 28 pontos somados. 

31 de julho de 2017

Manoel fala em permanência no Altos para 2018, artilharia e mais títulos

O atacante afirma que a eliminação na Série D do Brasileiro acabou sendo a maior frustração do ano

Com a camisa do Altos, Manoel tem 25 gols marcados (FOTO: Jailson Soares)

Cinquenta e seis jogos e 25 gols marcados. Esse é o saldo do atacante Manoel em duas temporadas com a camisa do Altos. O camisa 9 do Jacaré faz parte da história do clube que surgiu oficialmente em 2015 quando começou a disputar o Campeonato Piauiense. Um ano após conquistar o acesso para elite do futebol piauiense, o time estava na Série D do Campeonato Brasileiro. E lá estava Manoel, que na temporada 2017 fez parte do elenco que conquistou o Piauiense e foi eliminado precocemente da quarta divisão. A eliminação, aliás, é um dos dissabores.  “Acabou sendo maior frustração do ano”, disse em entrevista ao Jornal O DIA. 

De Goiânia, onde mata a saudade da família – em especial da filha Maria Eduarda de 1 ano e seis meses –, Manoel faz um balanço da temporada 2017, fala sobre o futuro e diz que espera, em 2018, fazer uma temporada tão boa quanto a de 2016, quando foi artilheiro do Jacaré na Série D do Brasileiro. Confira: 

Saldo da temporada 2017 com a camisa do Altos? 

Para mim, não foi tão bom. Já para o clube foi bom, mas poderia ter sido ainda melhor com a conquista do acesso até a Série C. Conquistamos o titulo de Campeão Piauiense 2017, o primeiro titulo na primeira divisão do time. Conseguimos passar de fase na Copa do Brasil e fomos eliminados na segunda fase nos pênaltis. Fomos eliminados na fase de grupos da Copa do Nordeste, mas sofremos apenas uma derrota. Acredito que a Série D acabou sendo maior frustração do ano, mas isso faz parte é coisa do futebol. 

Uma terceira temporada no Altos ou novas possibilidades? 

Vou permanecer na equipe. Eu tenho contrato até o final de 2018 e minha intenção é cumprir o contrato por completo. 

O Altos, mesmo sem grandes conquistas, cresceu bastante nesses nos últimos dois anos. Você se sente um pouco responsável por isso? 

Sim, eu me sinto um pouco responsável. É um clube que eu me identifico bastante e aprendi a gostar. Warton (Lacerda, presidente) me deu a oportunidade de mostrar meu trabalho e, aos poucos, o time vem crescendo bastante e eu estou ajudando a construir essa historia de alguma forma. Vim para o Piauí em 2016, depois do convite do treinador Nivaldo Lancuna, que conheceu meu futebol no Grêmio Anápolis (de Goiás). Ele me deu uma primeira oportunidade. De lá para cá, as coisas estão dando certo. 

Se arrepende de não ter saído do Altos em 2016? 

Não, não me arrependo. 

Ainda restam alguns meses, quais os planos?

Surgiram algumas oportunidades e propostas, mas por enquanto a intenção é ficar em casa, descansar um pouco e passar mais tempo com meus familiares e principalmente minha filha já que passei muitos meses sem ver ela. 

Desafios pessoais ou metas para 2018? 

Eu assumo que, para mim, esse ano não foi dos melhores. Tive uma lesão na coxa e algumas outras musculares que atrapalharam bastante. Mas me espelho no ano de 2016 em que fui artilheiro do Campeonato Brasileiro Série D, com 10 gols, e principalmente fazendo boas atuações. Foi um ano muito bom para mim pessoalmente tanto que me rendeu muitas propostas e visibilidade. Quero voltar a ter essa regularidade em campo para 2018 e buscar artilharia em todos os campeonatos que participar vestindo a camisa do Altos na temporada. Esse é o objetivo e, por consequência, isso vai ajudar o time com vitórias. 

Algum jogo ou gol preferido com a camisa do Altos? 

Este ano teve um gol que acabou marcando bastante para mim que foi contra o 4 de Julho. Eu estava voltando de uma lesão e há muitos jogos sem marcar, algo que não é comum para mim - e eu acabo me cobrando bastante quanto a isso. Existia uma pressão. Marquei o gol da vitória do Altos contra o 4 de Julho, sai do jejum de gols e o time ainda garantiu vaga na final do segundo turno do Campeonato Piauiense, foi um momento importante. Agora jogo eu prefiro o contra o CRB (de Alagoas) em que a gente conseguiu passar de fase na Copa do Brasil. Foi marcante e falo pelo todo, pois foi uma grande partida do grupo.

25 de julho de 2017

Tubarão disputa Pré-Nordestão em agosto; Time busca ex- River como reforço

Nomes como de Amarildo, Naylson e o atacante Eduardo estão entre as pretensões

A equipe do Parnahyba vai ter que fazer seus jogos pela fase preliminar da Copa do Nordeste no mês de agosto. Na última segunda-feira (24) a diretoria do Tubarão pediu o adiamento dos jogos contra o time do CSA, de Alagoas, que estão marcados para os dias 16 (ida) e (volta) 24 de agosto, mas acabou tendo o pedido negado. Agora a diretoria busca montar um elenco as pressas, já que os atletas que vestiram a camisa do Parnahyba pela Série D do Brasileiro foram dispensados depois da eliminação. Nomes como o goleiro Naylson, o atacante Eduardo, o volante Amarildo e também o meia Humberto estão na lista do time do Litoral. 

A montagem do novo elenco segundo o diretor do time Batista Filho passa por atletas que estiveram no estado nos últimos anos e que vestiram a camisa dos rivais como Altos e River. Nomes como do goleiro Naylson, ex-River, o volante Amarildo e o meia Humberto, que participaram da campanha do Galo esse ano.


Goleiro Naylson é um dos nomes preteridos pelo Parnahyba (Foto: Jailson Soares/Arquivo O Dia)

“A solicitação de adiamento foi negada e agora precisamos montar dois times com muita pressa no caso o sub 21 (Copa Piauí) e o profissional. Vamos atrás dos atletas que estão disponíveis no mercado e ainda hoje entraremos em contato com alguns desses nomes. Naylson, Amarildo, Humberto e Eduardo estão nessa lista. Devemos conversar também com alguns nomes que estavam aqui (no Parnahyba) até a Série D”, afirmou o cartola.

Além disso, o comando do time também é uma duvida. Até a eliminação na Série D do Brasileiro, Vladimir de Jesus, esteve a frente nas atividades. De acordo com o presidente do Tubarão, alguns nomes serão avaliados. “Até amanhã pela manhã vamos pensar nessa parte de comissão técnica e comando também eu e Zé Paulo estamos vendo isso”, disse Batista Filho.

O Parnahyba encara o CSA (AL) pela Pré-Copa do Nordeste. Serão apenas dois jogos de ida e volta com data até então marcada para os dias 16 de agosto e 24 de agosto. Serão oito times disputando quatro vagas na Copa do Nordeste de 2018. As equipes se juntam as outras 12 equipes já classificadas. 

18 de julho de 2017

Artilheiros do Altos devem reforçar Parnahyba no Pré-Nordestão

Manoel, Joelson e o meia Esquerdinha estão entre os preteridos da diretoria Azulina.

Após a eliminação na segunda fase do Campeonato Brasileiro Série D a diretoria do Parnahyba senta para decidir a situação da equipe no segundo semestre. O Tubarão ainda vai disputar a Pré-Copa do Nordeste e pensando nisso pode se reforçar com alguns atletas que vestem a camisa do Altos. O adversário do Tubarão já foi definido E será a equipe do CSA, de Alagoas. Vão ser dois jogos para definir qual das duas equipes disputa a Copa do Nordeste de 2018. A diretoria Azulina ainda não tem certeza se vai manter as datas determinadas, no caso, os dias 16 de agosto e 23 agosto para os jogos de ida e volta, respectivamente.

Manoel é um dos principais nomes do Altos desde 2016 (FOTO: Jailson Soares)

O presidente do Parnahyba, Batista Filho, afirma que foi sinalizado o interesse em alguns jogadores do Altos, já que assim como o Parnahyba também foi eliminado da Série D. “Houve uma conversa com o Warton (presidente do Altos) e estamos avaliando a possibilidade, se realmente optarmos por disputar a pré-copa do Nordeste agora podemos trazer quatro ou cinco nomes do elenco”, disse Batista.

Entre os nomes preteridos pela equipe do Parnahyba estão os atacantes Joelson e Manoel e meia campo Esquerdinha, que são alguns dos principais nomes do Jacaré. Manoel tem nove gols marcados na temporada e seu companheiro de ataque, Joelson, balançou as redes 13 vezes.

Com 13 gols marcados, Joelson foi o artilheiro do Altos na temporada 2017 (FOTO: Jailson Soares)

Apesar disso, o presidente Batista Filho, ressalta que o Parnahyba ainda vai definir se participa da competição próximo mês ou se opta por fazer os dois jogos somente no final do ano. “Nós temos essa opção e vou sentar com nosso gerente e definir se jogamos nessas datas ou deixamos para dezembro ou janeiro, período de pre temporada geral. Atualmente o CSA o está muito bem na Série C, líder de seu grupo e não sei se seria interessante enfrentar eles agora”, frisou Batista.

Caso confirmada a disputa da pré-Copa do Nordeste para agosto o primeiro confronto entre Parnahyba e CSA, de Alagoas acontece no dia 16 de agosto, no Pedro Alelaf, em Parnaíba. O jogo de volta será no dia 23 de agosto, no estádio Rei Pelé. A competição conta com oito equipes e somente quatro garantem vaga na Copa do Nordeste 2018. A reapresentação do elenco acontece somente na próxima segunda-feira (24). 

17 de julho de 2017

Eduardo fala em frustração de eliminação e faz mistério sobre aposentadoria

O atacante Eduardo não descarta a possibilidade de estar mais um ano em campo

O Altos encerrou sua campanha na Série D do Brasileiro de forma precoce. A equipe desembarcou em Teresina na tarde de hoje (17) e entre jogadores e comissão técnica o clima era de tristeza e o sentimento de frustração pelo doloroso empate em 1 a 1 diante o Santos, do Amapá, que custou a eliminação do Jacaré do Brasileirão Série D.

Entre os jogadores o atacante Eduardo, de 36 anos, foi um dos que lamentou a saída precoce da competição. Contratado para disputar o Brasileiro Série D pelo Alviverde o atacante fez sete jogos e balançou as redes três vezes ao lado de Manoel e Joelson, que formaram o trio de ataque.

Eduardo lamenta saída do Altos da Série D (FOTO: Elias Fontenele/ODia)

“Com certeza o desfecho foi frustrante até porque temos time para ir mais longe à competição, mas futebol é assim e nem sempre as coisas saem do jeito que a gente imagina. Agora é ter tranquilidade para no próximo ano estar mais preparado para competição”, afirmou Eduardo.

Aposentadoria

Agora segundo o experiente atacante o momento é de sentar e definir com a diretoria do Altos o futuro não só dele, mas também dos outros atletas. Eduardo tem contrato com o Alviderde até o final de 2018. O jogador não confirmou a aposentaria, mas também não descartou a possibilidade e preferiu deixar no ar decisão.

“Fracamente, eu não sei ainda. É ruim passar muito tempo parado e depois ter mais uma pré-temporada. Mas se eu não parar com certeza vai ser a última pré-temporada que eu vou fazer”, brinca o atacante. 

“Poderíamos ir mais longe”, diz técnico do Parnahyba após eliminação

A equipe sofreu uma nova derrota diante o Globo (RN) por 2 a 0 e deu adeus a Série D

A equipe do Parnahyba deu adeus ao Campeonato Brasileiro Série D no último domingo (16). O time comandado por Vladimir de Jesus foi derrotado pelo Globo, do Rio Grande do Norte por 2 a 0 e eliminado da competição. Em quatro encontros diante o time Potiguar somada a fase de grupos foi uma vitória e três derrotas. Com a eliminação precoce o time do Litoral tem apenas a Copa Piauí Sub 21 no calendário. A competição vale vaga na Série D de 2018.

O treinador do Tubarão, Vladimir de Jesus, lamente a saída do time do Brasileirão até mesmo pela qualidade do grupo. “A equipe se comportou bem, mas infelizmente vez valer a máxima do futebol de que quem não faz leva e no final do jogo tomamos dois gols em contra-ataques. Nos expomos porque precisávamos marcar de qualquer forma e isso custou caro”, disse Vladimir de Jesus.

Vladimir ressalta também a boa montagem do plantel e que agora é o momento de sentar com a diretoria e ver definições para temporada 2018. “O plantel tem bastante qualidade o Batista está de parabéns por ter conseguido montar um grupo como esse. A gente lamenta parar o trabalho na Série D por aqui e agora é sentar para algumas definições, mas seria um prazer dirigir a equipe de novo caso o convite for feito”, acrescentou o técnico.

Aos olhos do treinador a equipe poderia ter vencido o adversário Potiguar se não fossem os tantos erros de finalização. Apesar disso, afirma que seu elenco lutou até o fim. “Fica a sensação que poderíamos ter ido mais longe, mas os atletas lutaram bastante e o futebol tem dessas coisas”, finalizou Vladimir de Jesus. O Parnahyba foi vice-campeão piauiense 2017 e tem vaga garantida na Copa do Nordeste e Copa do Brasil. O time ainda disputa a Copa Piauí Sub 21 em busca de vaga na Série D 2018. 

10 de julho de 2017

Parnahyba precisa quebrar tabu para seguir na Série D do Brasileiro

O Tubarão precisa vencer o jogo de volta contra o Globo (RN) por dois gols de diferença

A equipe do Litoral entrou em campo na tarde de ontem (9) e sofreu uma derrota por 3 a 2 para o Globo (RN) no primeiro jogo da segunda fase da Série D do Brasileiro. O time de Vladimir de Jesus viu sua vida ficar mais complicada na competição e baseado no retrospecto jogando fora de casa vencer o jogo de volta por dois gols de diferença se mostra uma tarefa ainda mais difícil.

Jânio Daniel deve deixar a equipe nos próximos dias (Foto: Didu Mazullo)

Em competições da CBF, o Parnahyba nunca conseguiu vencer jogando fora de casa e acumula empates e derrotas. Em 2013, na disputa da Série D a equipe perdeu para o Salgueiro (PE) por 4 a 0 e também para o Gurupi (TO) por 1 a 0.  Durante a Série D de 2016 mais tropeços jogando fora de casa. O time do Litoral perdeu para o Central (PE) por 1 a 0 e na segunda fase da Quarta Divisão foi derrotado pelo CSA (AL) por 3 a 0. Em 2017, na fase de grupos foram três jogos fora e três derrotas.

Apesar disso, o comandante do time Azulino se mostra esperançoso para o segundo jogo. “É difícil, mas não é impossível e estamos encarando com esse pensamento o segundo jogo”, afirmou Vladimir de Jesus.

Para a complicada missão de vencer o segundo jogo contra o Globo (RN) a equipe do Parnahyba não pode contar com o atacante Jânio Daniel que agora reforça o Mogi Mirim (SP) equipe que disputa a Série C do Brasileiro. O Tubarão precisa vencer por dois gols de diferença, para continuar sonhando com o acesso até a Terceira Divisão do Brasileiro. Caso se repita o placar 3 a 2 para o Parnahyba o time piauiense fica com a vaga. 

09 de julho de 2017

Altos recebe Santos (AP) em primeiro jogo do mata mata na Série D

A partida acontece nesta segunda-feira (10), às 20h, no estádio Felipão, em Altos

Depois de adiamentos o primeiro jogo entre Altos e Santos (AP) vai acontecer. A equipe comandada por Paulinho Kobayashi entra em campo amanhã (10), às 20h, no estádio Felipão, na cidade de Altos. Para os primeiros 90 minutos que definem vaga até as oitavas de final do Campeonato Brasileiro Série D. Para a partida o time não deve vir com muitas mudanças e tem como novidade o retorno de Wagner, que volta ao time titular depois de cumprir suspensão automática.

O adversário é conhecido. As duas equipes se enfrentaram duas vezes na fase de grupos da competição e o Santos (AP) tem uma vitoria (2 a 1) e um empate (1 a 1) como resultados. Os jogadores não veem a partida como uma oportunidade de revanche, mas afirmam que o time está engasgado na temporada. “É uma equipe que não conseguimos vencer e agora temos que passar deles de toda forma para seguir na competição”, declarou o capitão, Dos Santos.

O Altos faz o primeiro jogo do mata mata nesta segunda-feira (10) contra o Santos (AP)  (foto: Elias Fontenele/Odia)

A partida deveria ter acontecido dia 2, mas por conta da escalação irregular de um atleta a competição ficou parada uma semana e até mesmo os confrontos mudaram o Altos iria enfrentar de inicio o Rio Branco (AC) e depois disso ficou definido que novo confronto contra o Santos (AP). Essa semana por conta de logística o jogo que seria no sábado (8) mudou para a segunda-feira (10).

“Esperamos que saia (o jogo). Primeiro eles não seriam nossos adversários depois teve a mudança e passou a ser e agora o adiamento. Espero que esse tempo a mais tenha sido o suficiente para conseguirmos um bom resultado”, disse Paulinho Kobayashi.

O Altos deve entrar em campo com; Dida, Dos Santos, Bafana, Marcelo, Jefferson Abreu, Marcone, Joelson, Wagner, Manoel, Esquerdinha e Eduardo. O jogo entre Altos e Santos (AP) acontece amanhã (10), às 20h, no estádio Felipão, em Altos. Esse é o primeiro confronto do mata mata o jogo de volta acontece no próximo domingo (16), às 17h, no estádio Zerão, em Macapá. 

05 de julho de 2017

Tiradentes recebe Portuguesa pelas semifinais do Brasileiro A2

A partida é a primeira das semifinais e o time piauiense busca o acesso para divisão principal

A equipe do Tiradentes encerrou a fase de preparação pensando na semifinal do Campeonato Brasileiro Série A2 que acontece hoje (5), às 15h30min, no estádio Lindolfo Monteiro, em Teresina. A partida entre Tiradentes e Portuguesa (SP) é a primeira que decide os finalistas e também as duas equipes que irão conquistar o acesso até a divisão principal do futebol feminino. O Tiradentes quer fazer o dever de casa e assim chegar para o segundo jogo em São Paulo com uma vantagem.

Atacante Valéria é artilheira da competição com dez gols marcados (FOTO: Elias Fontinele/O DIA)

O time do treinador Toinho chega forte para a partida. A crescente durante a competição foi nítida e agora o objetivo é conquistar o acesso. De acordo com o treinador as meninas estão cientes da responsabilidade dessa partida. “Chegamos determinados e sabedor da responsabilidade. Representar bem as entidades polícia militar e Tiradentes e é uma decisão como vem sendo cada um dos jogos para nós”, frisou Toinho.

A classificação das Tigresas aconteceu com emoção. As piauienses precisavam vencer o Náutico por um placar elástico e saíram de campo com uma vitória por 5 a 1, que garantiu a classificação em segundo lugar do grupo A. Em sete jogos foram cinco vitorias e dois empates.

Uma das responsáveis pelo bom desempenho da equipe piauiense é a atacante Valéria, natural de união, que tem dez gols marcados na competição e é artilheira isolada do campeonato. Dos 18 gols marcados pelo Tiradentes a atacante balançou a rede dez vezes. Ela espera estar inspirada no jogo de hoje (5). “Eu quero estar bem e conseguir ajudar minha equipe mais uma vez. Não querendo desmerecer o time adversário, mas eu confio no potencial da minha equipe e não queremos ficar pelo caminho agora”, afirmou Valéria.

O jogo entre Tiradentes e Portuguesa, de São Paulo acontece hoje (5), às 15h30min, no Lindolfo. Esse será o primeiro jogo que define o acesso e também a vaga na final o jogo de volta será na terça-feira (11), em São Paulo. Na outra semifinal Caucaia, do Ceará e Pinheirense, do Pará se enfrentam.

04 de julho de 2017

Parnahyba reencontra CSA-AL e deve ter vida difícil na Pré-Copa do Nordeste

As duas equipes se enfrentaram em jogo de ida e volta. Datas e horários ainda serão definidos

Na manhã de segunda-feira (3) a Confederação Brasileira de Futebol (CBF) divulgou os confrontos da pré-copa do Nordeste ainda sem data definida para acontecer. Oito equipes se enfrentam em jogos de ida e volta e quatro avançam para a fase principal do torneio nordestino. Santa Cruz x Itabaiana, Treze x Cordino, Globo FC x Fluminense de Feira e CSA x Parnahyba, representante do estado na competição.

O confronto entre as duas equipes não é novidade. Em 2016, foram quatro confrontos e o CSA chegou a eliminar o Parnahyba do Brasileiro Série D na segunda fase da competição. Na fase de grupos o Parnahyba venceu o primeiro jogo em seus domínios (2 a 1) e ficou no empate no segundo jogo (1 a 1). Na segunda fase as equipes mediram forças novamente e dessa vez o time alagoano conquistou duas vitórias (2 a 1/ 3 a 0) eliminado o Tubarão da Série D de 2016.  Ano também em que a equipe alagoana conquistou o acesso até a Terceira Divisão do Brasileiro.

Técnico do Parnahyba, Vladimir de Jesus (Foto: Arquivo Diário)

O treinador do Tubarão, Vladimir de Jesus, fala sobre o confronto e acredita que as duas equipes agora vivem um novo momento. “Temos um novo Parnahyba e temos também um novo CSA, que agora está uma divisão acima e um Parnahyba que mudou de peças e de comando então acredito que isso nivela os confrontos. Sabemos da importância de avançar nessa Pré-Copa do Nordeste até mesmo pela saúde financeira do clube no ano que vem além da projeção visual”, frisou Vladimir.

O principal destaque do time Azulino na temporada é o bom desempenho jogando dentro de casa. Fora isso, encontra do outro lado um adversário que está na Terceira Divisão do Brasileiro e é líder do seu grupo na competição com oito jogos; cinco vitorias, dois empates e uma derrota. A data de início da Pré-Copa do Nordeste ainda não foi definida. 

15 de junho de 2017

4ª maior artilheiro do país, Viola quer chegar aos 22 gols e garantir acesso

Viola tem 16 gols na temporada atrás de nomes como Fred e Henrique 'Ceifador'

Aos 35 anos, Luís Gustavo, ou simplesmente Viola – nome que adotou na sua carreira como jogador -, é o quarto maior artilheiro do país na temporada 2017. Com a camisa do River, são 16 gols marcados em 30 jogos. A pontaria certeira deixa o atacante Tricolor na briga pela artilharia do ano ao lado de Fred, do Atlético Mineiro, Henrique “Ceifador”, do Fluminense, e Rafael Oliveira, do Botafogo da Paraíba. Fred balançou as redes adversárias 19 vezes, enquanto Ceifador e Oliveira marcaram 18.

Com a camisa do Galo Viola já marcou 16 vezes e tem a meta de 22 gols no ano (FOTO: Victor Costa/River AC) 

O River é o primeiro clube que Viola defende no Piauí.O atacante é uma das referências do atual elenco tricolor. Isso porque, além de goleador, tem o espírito de liderança. Ele também esteve em campo em todos os jogos disputados pelo River esse ano. Ao todo, 30 partidas, dividadas em quatro competições: Campeonato Piauiense, Copa do Nordeste, Copa do Brasil e Série D do Campeonato Brasileiro.

“A gente nunca espera começar tão bem, mas trabalhamos duro para isso. Fico feliz em estar vivendo esse momento. Já disse que às vezes trocaria todos os gols por uma semifinal da Copa do Nordeste em que ficaríamos mais marcados, pelo título Estadual. Ficamos triste pelos títulos que não vieram, mas fico feliz pela fase, pelo que estou vivendo no River ao lado desse grupo”, conta o atacante.

Na briga por uma vaga na próxima fase da Série D, Viola tem metas ousadas, mas não impossíveis. Ele quer chegar aos 22 gols na temporada e, de quebra, ajudar o Galo a conquistar o acesso para Série C do Brasileiro. O River soma seis pontos e está em terceiro do grupo A5.

Viola é um dos principais nomes do elenco do River no ano e esteve em campo em todos os jogos (FOTO: Victor Costa/River AC)

“Às vezes, eu brinco quando o Fred faz gol dizendo que agora eu estou três atrás dele. Mas a gente está na corrida e devagarinho eu vou correndo atrás dele, até onde as competições derem. Eu falei para minha esposa a gente que calendário é curto, mas estava com a meta de 22 gols e estou aí correndo atrás e agora com número de jogos tenho que me desdobrar”, brincou.

E para chegar a meta, o jogador aposta em dois fatores: inteligência e treinamento. “Se a gente não se cuidar tanto dentro como fora do gramado não conseguimos manter um futebol de alto nível. Hoje quem não marca não joga, atacante não vive só de ficar paradinho, tem que ajudar o meio campo. Trabalho, academia, alimentação boa para dar seu melhor”, explica Viola, que, a primeira vista, parece um daqueles atacantes de pequena areá.

Com o artilheiro em campo, o River terá seu próximo compromisso no domingo (18) diante do Maranhão. O confronto, válido pela quinta rodada da Série D, acontece às 17h no Estádio Lindolfo Monteiro.

Desejo de permanecer no Galo

Os títulos com o River ainda não vieram e, apesar das dificuldades na temporada, Viola fala em permanecer no Galo por mais uma ou duas temporadas. Segundo o atacante, o desejo de ficar no River é grande e já foi externado aos diretores do clube. “Quando eu aceitei vir para cá, eu já vim com esse objetivo de jogar aqui dois, três anos e se possível terminar minha carreira aqui, mas deixando o clube no lugar onde sempre merece estar com títulos e acesso até a Série C e estamos trabalhando duro”, afirmou Viola. 

O atacante vestiu a camisa de várias equipes de Goiânia, como Caldas, Anapolina e Anápolis. Fora do Brasil, Viola defendeu o Libolo, da Angola, e tem passagens também pela Penapolense e Comercial, ambos de São Paulo.

14 de junho de 2017

Rally da Meia Noite tem largada amanhã com chegada em Pedro II no domingo

O Rally está inserido entre as atrações do Festival de inverno de Pedro II

Uma das atrações na área de ecoturismo e esportes de aventura inseridas na programação do Festival de Inverno de Pedro II, cidade ao norte do Estado do Piauí, onde acontecerá uma vasta programação de lazer, cultura, música e entretenimento, a partir de amanhã, o Rally da Meia Noite acontece pela primeira vez com largada de Teresina hoje (15) , a partir das 14 horas, da concessionária Toyota Newland, e como o próprio nome da competição e passeio já deixa claro, a chegada em Pedro II será as 23 horas, no dia da abertura do festival, que é organizado e patrocinado pelo Governo do Estado do Piauí  e Secretaria de Turismo do Estado do Piauí, e também pela Prefeitura Municipal de Pedro II.

O rali conta com as modalidades; carro 4x4, quadriciclo, UTV e motos, nas categorias competição e expedição. O rally é no estilo regularidade, no qual os participantes seguirão um roteiro preestabelecido pela organização.  O organizador do evento, Ehrlich Cordão, enfatizou que o roteiro está bastante atraente, mesclando vários tipos de terreno, como estradinhas de terra, areal, serras, florestas e tudo com total segurança, já que as disputas na segunda parte da prova acontecerão no período da noite.

Pilotos vão se testar na prova que larga amanhã (15) (Foto: Aldeia)

A organização do Rally da Meia Noite fechou uma programação agitada, que começa às 8 horas da manhã até às 12 horas de hoje (15), na Newland, com entrega de kits e adesivagem dos veículos. A partir das 13 horas, acontece o briefing da prova com coquetel para os participantes. E às 15 horas, acontece a largada do evento.

O Rally da Meia Noite terá um percurso total de 235 km, passando pelos municípios de Altos, Altos, Campo Maior, Cocal de Telha e Pedro II. A chegada será na Praça Domingos Murão e a premiação começa às 23 horas. 

05 de junho de 2017

Mudanças de Lucas Andrade no River acendem o time na Série D

O Galo venceu o Potiguar fora de casa por 2 a 0, com gols de Humberto e Negueba

O River conquistou na noite de ontem (4) sua primeira vitoria no Campeonato Brasileiro Série D. O time comandado por Lucas Andrade venceu o Potiguar, do Rio Grande do Norte por 2 a 0 com gols de Humberto e Negueba, no estádio Edgarzão, em Assú. Para o Galo Carijó o resultado renova as esperanças de classificação para a segunda fase da competição nacional e trouxe a confiança do elenco de volta, que acumulava duas derrotas consecutivas na Série D.


Jogadores comemoram a vitoria em cima do Potiguar (FOTO: Victor Costa/River AC)

O time que entrou em campo contra o Potiguar mudou bastante em comparação ao que vinha disputando a competição. Com a saída de Celso Teixeira mais quatro atletas se desligaram da equipe e para o jogo Lucas Andrade contou com os atletas que estavam no elenco desde o começo do ano. O técnico afirma que a união do grupo fez diferença em campo.

“A força desse grupo sempre foi à amizade deles. Fabiano não jogava há quase o um mês o Oscar ficou duas partidas de fora, o Matuto estreou, mas não jogou mais o próprio Testinha que teve no jogo uma participação muito boa.”, frisa Lucas Andrade.

As substituições no decorrer do jogo também precisam ser ressaltadas. O meia Testinha entrou no lugar de Fabiano, que estava sem ritmo de jogo depois de passar um mês sem disputar jogos. Testinha bateu o escanteio e colocou a bola na cabeça de Humberto abrindo o placar em Assú.

Allan Miguel entrou no lugar de Humberto com cãibras. Allan era o único defensor relacionado . O zagueiro fez sua última partida oficial no dia 25 de fevereiro quando o River recebeu o Sport pela Copa do Nordeste. Além disso, o atleta ainda vinha se recuperando de uma lesão no joelho. Allan entrou fora de sua posição e esteve bem na partida.


Negueba entrou em campo nos acréscimos e marcou o segundo gol da vitoria do River (FOTO: Victor Costa/RiverAC)

E completando as substituições, o atacante Negueba, que mais uma vez entrou no segundo tempo e viu sua estrela brilhar, o jogador entrou aos 46 e três minutos depois marcou o gol que fechou o placar para o Tricolor Piauiense. O River volta a campo no domingo (11) quando encara mesmo Potiguar, às 17h, no Lindolfo Monteiro.