• Patrimônio 10/17
  • Unimed
  • assinatura jornal
Cá entre mães

Mães de Anjos: amor que transborda

Amor de mãe é eterno e imperecível. E transborda. E, transbordando, visa sensibilizar profissionais para o sofrimento e o luto maternos

28/11/2016 10:20h

“Oi, você pode ajudar a divulgar um evento para mães de anjos em Parnaíba?”

Mães de Anjos. Foi assim que essa expressão, num e-mail, fisgou meu coração. Ela não pegou a Viviane jornalista. Pegou a Viviane mãe. Especificamente, mãe de uma estrela.

E foi então que fiquei sabendo que no próximo dia 10, a OAB de Parnaíba sediará o I Encontro Multiprofissional de Cuidados às Mães de Anjos: sensibilizando para o sofrimento.

O evento abordará temas relacionados às perdas gestacional e neonatal e às vivências de perda e luto na maternidade. Haverá também a exibição do documentário O Segundo Sol, feito por uma família de Minas Gerais após a perda de um filho.

Achei a ideia linda. Um encontro para sensibilizar profissionais e estudantes de saúde para lidar com as famílias em sofrimento, contribuindo para a humanização do atendimento e para o processo de ressignificação da perda. Você entende o que é isso?

Eu entendo. Quando estava grávida da minha estrela e tive o sangramento, precisei fazer um exame de ultrassom. Antes de fazer, contei ao médico que estava grávida, havia tido um sangramento e o obstetra tinha pedido o ultrassom. Eu estava angustiada, chorosa, em visível sofrimento, temendo perder meu tão esperado bebê.

Ao fazer a ultrassonografia, o médico simplesmente disse “aqui não tem batimento nenhum. O feto está morto”. Você consegue imaginar essa dor? O mundo fugiu sob meus pés e tudo era vazio.

Depois veio a dor de fazer a curetagem e de sair da sala de parto sem um bebê nos braços. E depois, inúmeras dores nesses dois anos de perda.

São essas dores que o Encontro procura ressignificar por meio da sensibilização de profissionais. E eu sei que você, mesmo não tendo passado pela dor de perder um filho, certamente já perdeu alguém querido e sabe quanto é importante amparo e apoio no processo de luto.

Mas a lindeza da iniciativa não para no I Encontro Multiprofissional de Cuidados às Mães de Anjos: sensibilizando para o sofrimento. Conversando com a Germana Barros, de Parnaíba, ela me contou que ela e outras mães, com o apoio profissional de uma psicóloga, criaram um grupo de apoio para mães, o Mães de Anjos. Elas se reúnem uma vez ao mês e partilham suas experiências, sempre com a ajuda da psicóloga.

O Mães de Anjos foi o primeiro grupo de apoio ao luto materno do Piauí e tem ajudado essas mães a reconstruírem suas histórias, ajudando-as a vivenciarem sua dor de forma produtiva, auxiliando umas às outras.

O Mães de Anjos é a prova de que o amor de mãe é mesmo eterno e imperecível. E transborda, espalhando amor e luz pelo mundo.

Mais informações sobre o I Encontro Multiprofissional de Cuidados às Mães de Anjos: sensibilizando para o sofrimento: encontromultiprossionalama@outlook.com



Por: Viviane Bandeira, jornalista e mãe da Laura, de uma estrelinha e da Luísa

Deixe seu comentário